Eventos

II Simpósio Internacional de Química Medicinal e Medicina Regenerativa

II Simpósio Internacional de Química Medicinal e Medicina Regenerativa

Click here to access the English website.

II Simpósio Internacional de Química Medicinal e Medicina Regenerativa

O II Simpósio Internacional de Química Medicinal e Medicina Regenerativa será realizado de 22 a 24 de novembro de 2017 na Uniara, em Araraquara/SP. O evento será direcionado a acadêmicos de graduação e pós-graduação, profissionais da área médica, farmacêutica, gestores e empreendedores em inovação biotecnológica, além de pesquisadores envolvidos nas áreas de Química Medicinal, Medicina Regenerativa e Biotecnologia.

O evento tem como objetivo promover a divulgação de novos pesquisas e inovações que estão na fronteira do conhecimento na área de Medicina regenerativa e Química Medicinal e também promover a interação com empresas interessadas nessas pesquisas. Assim, como resultado do evento, espera-se incentivar a discussão, o compartilhamento de conhecimentos, a articulação de parcerias para novos projetos de pesquisas e também gerar uma centelha de ideias que possam ser conduzidas por futuros empreendedores.

Nesta segunda edição, será realizada uma sessão científica com apresentação de pôsteres. Os resumos apresentados e aprovados pelo comitê científico serão publicados no International Journal of Advances in Medical Biotechnology (IJAMB). Além disso, os oito pôsteres premiados serão convidados a publicar no IJAMB como um artigo original.

Informação importante: os resumos devem ser submetidos até 31/10/2017.

 

Contato

Fale conosco pelo e-mail secpgbio@uniara.com.br ou pelo telefone +55 16 3301-7348.

Programação

*Programação sujeita a alterações / **Não haverá tradução simultânea

Temas centrais
  • Biopolímeros;
  • Química Medicinal;
  • Medicina Regenerativa;
  • Gestão da Inovação em Biotecnologia.

 

Quarta-feira (22/11)

Horário Palestra Palestrante
18h00 Entrega de Material
19h00 Abertura Solene
20h00 Fotônica e Biomedicina Sidney José Lima Ribeiro
20h30 Panorama da Pesquisa e da Pós-Graduação em Biotecnologia no País Odir Antonio Dellagostin

 

Quinta-feira (23/11)

Módulo: Biopolímeros
Coordenador: Prof. Dr. Hernane da Silva Barud

Horário Palestra Palestrante
8h00 - 9h00 Plenária 1 - Matrizes Biopoliméricas Híbridas como Transportadores Moleculares Guillermo R. Castro
9h00 - 10h00 Novas Ligas de Titânio com Superfície Funcional para Aplicações Ortopédicas Carlos Roberto Grandini
10h00 - 10h30 Coffee Break
10h30 - 11h30 Desenvolvimento de Nanocápsulas Inorgânicas para Aplicações Farmacêuticas e Biomédicas Vera R. Leopoldo Constantino

Módulo: Química Medicinal
Coordenador: Prof. Dr. Antonio Carlos Massabni

Horário Palestra Palestrante
14h00 - 15h00 Plenária 2 - Complexos de Metal em Medicina - Status Atual e Tendências Ulrich Abram
15h00 - 16h00 Estudos sobre Novos Metalofármacos Baseados em Compostos Metálicos Essenciais Ana Maria da Costa Ferreira
16h00 - 16h30 Coffee Break
16h30 - 17h30 Potenciais Aplicações Medicinais de Complexos Metálicos de Tiossemicarbazonas Victor Marcelo Deflon
18h30 - 21h30 Avaliação de Pôsteres e Coquetel

 

Sexta-feira (24/11)

Módulo: Medicina Regenerativa
Coordenador: Prof. Dr. Nivaldo Antônio Parizoto

Horário Palestra Palestrante
8h00 - 9h00 Plenária 1 - Bioimpressão 3D de Alta Resolução por Meio de Processamento Multiphoton Aleksandr Ovsianikov
9h00 - 9h30 Successful Cartilage Bottom-up Tissue Engineering by Human Adipose Stem Cell Spheroids Leandra S. Baptista
9h30 - 10h00 Biomarcadores para a Doença de Alzheimer Márcia Regina Cominetti
10h00 - 10h30 Coffee Break
10h30 - 11h15 Influência do Treinamento de Força e Raloxifeno sobre a Consolidação Óssea Tibial no Período do Envelhecimento de Ratas Wistar Rita Cássia Menegati Dornelles
11h15 - 11h45 Instrumentos de Testes Mecânicos para Caracterização em Engenharia de Tecidos e Dispositivos Médicos Frederico Mendes Jr.

Módulo: Gestão da Inovação em Biotecnologia
Coordenador: Prof. Dr. Hernane da Silva Barud

Horário Palestra Palestrante
14h00 - 14h50 Plenária 1 - Desenvolvimento de Biofármacos Inovadores Thiago Mares Guia
14h50 - 15h40 Indústria da Biotecnologia: Novas Tecnologias para a Saúde Humana Denise Golgher
15h40 - 16h10 Coffee Break
16h10 - 17h00 Empreendedorismo nas Ciências Biológicas Liliane Carvalho
17h00 Encerramento

*Programação sujeita a alterações / **Não haverá tradução simultânea

Palestras

Biomarcadores para a Doença de Alzheimer

Resumo da palestra

Márcia Regina Cominetti é docente do Departamento de Gerontologia (DGero) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e atua nas linhas "Câncer e Envelhecimento" e "Biomarcadores para a Doença de Alzheimer". Nesta linha, juntamente com pesquisadores dos Departamentos de Química (DQ) da UFSCar, desenvolveu uma tecnologia com nova molécula biomarcadora - ADAM10 - que permite o diagnóstico do Alzheimer em um simples exame de sangue, diferente de outras opções disponíveis que envolvem exames invasivos e com custo elevado. Atualmente não existe cura para a doença de Alzheimer e seu diagnóstico ainda é de difícil obtenção. Entretanto, quanto mais precoce for a descoberta, mais opções terapêuticas e intervenções são oferecidas ao paciente podendo, inclusive, retardar o avanço da doença. A patente intitulada "Dispositivo para detecção do biomarcador ADAM10 para o diagnóstico da Doença de Alzheimer, método de aplicação do referido dispositivo, uso do dito dispositivo para diagnóstico da Doença de Alzheimer, método de aplicação de Elisa para diagnóstico da Doença" utiliza amostras de sangue que permitem diferenciar idosos saudáveis e doentes ou com predisposição ao Alzheimer, além de detectar diferentes estágios da doença - do transtorno neurocognitivo leve ao estágio mais avançado.

Para realizar o diagnóstico, uma pequena quantidade de sangue é tratada com partículas magnéticas modificadas que são capturadas com o uso de imã, e sua concentração é determinada com um dispositivo sensor descartável - que pode ser construído de maneira simples e com materiais brasileiros. A partir daí, o nível do biomarcador tende a aumentar dependendo do grau do transtorno neurocognitivo, permitindo monitorar o nível do biomarcador no sangue do indivíduo para auxiliar o diagnóstico precoce e o monitoramento da doença.

O uso de biomarcadores presentes no sangue associado a dispositivos sensores para o diagnóstico do Alzheimer apresenta uma série de vantagens frente aos demais procedimentos como curto tempo de análise e baixo custo, podendo ser aplicado em análises de rotinas em laboratórios, postos de saúde e clínicas. No entanto, a tecnologia ainda não está disponível no mercado e, no momento, os pesquisadores buscam parcerias e empresas interessadas em fabricar e disponibilizar os dispositivos para comercialização.

A patente foi divulgada no Jornal Nacional, da Rede Globo de Televisão, e também na afiliada da Globo, EPTV.

Palestrante: Márcia Regina Cominetti


Biotechnology Industry: New technologies for Human Health

Resumo da palestra

This seminar will de divided in three parts. An introduction about the industry of Biotechnology, its foundation in the USA and factors that contribute for the country´s leadership in the sector. The focus will be on the development of new drugs, with specific examples from oncology.

The second part will be dedicated to the landscape of the industry in the world, on how new technologies not only contribute to better health care but also to the creation of new businesses and economic growth.

The seminar will end with a discussion about biotechnology applied to human health in Brazil, considering public and private investments, the role of academy and the national pharmaceutical industry, examples of drug discovery companies in the country.

Palestrante: Denise Golgher


Desenvolvimento de Biofármacos Inovadores

Resumo da palestra

O foco da palestra será o processo de desenvolvimento de medicamentos biotecnológicos. Os medicamentos biológicos são moléculas complexas de alto peso molecular obtidas a partir de fluidos biológicos, tecidos de origem animal ou procedimentos biotecnológicos por meio de manipulação ou inserção de outro material genético (tecnologia do DNA recombinante) ou alteração dos genes.

Palestrante: Thiago Mares Guia


Development of Inorganic Nanocapsules for Pharmaceutical and Biomedical Applications

Resumo da palestra

New approaches have been arising to develop functional materials for applications in health sciences. Inorganic materials such as Layered Double Hydroxides (LDH) are been explored as nanocapsules or nanocarriers to store, transport and deliver bioactive species. LDH have a structure comprising cationic layers intercalated with anionic species; this kind of architecture enhances the drug chemical stability and promotes a modified release, reducing side effects. LDH composition allows a favorable balance between chemical stability and biodegradability in physiological media. We will address results obtained by our group and collaborators regarding the synthesis, physicochemical characterization and biological assays conducted with LDH nanocapsule intercalated with drugs such as anti-inflammatories and with non-bioactive species to investigate the capsule biocompatibility. The biological response reached can assure these materials as promising candidates for pharmaceutical and biomedical applications.

Palestrante: Vera R. Leopoldo Constantino


Entrepreneurship and Innovation in Life Sciences

Resumo da palestra

The Life Sciences sector is marked by two big waves. The first one, in the last decades, was shaped by governmental efforts and incentives aimed at the formation of large life sciences companies in Brazil with the purpose of replicating and incorporating technologies that already existed in other countries. Also having as main characteristics: focus on the creation of big biopharmaceutical companies in the Country; strong government incentive (BNDES); production of biosimilars and execution of biological manufacturing projects; replication of technologies and low degree of innovation.

With some reservations, the first wave strategies worked. Starting in 2014, the second wave began, which seeks, above all, to transform the sector through innovation and entrepreneurship. Nowadays, bets are on mechanisms that foster innovation by encouraging the creation of startups arising from new technologies and market opportunities, having as main characteristics: creation/development of really innovative startups; cultural transformation through entrepreneurial education; licensing of new technologies and formation of strategic partnerships; and knowledge sharing and connection generation.

In this way, under the aspect of innovation and entrepreneurship in research and science in Life Sciences Sector in Brazil, it is possible to find a reality with performance still below its potential. The challenges for the development of these themes are big, where there is still an extensive gap between universities and the market, research still presents an excess of bureaucracy in its development and the culture found in universities still has few elements of entrepreneurship and practical application. For these reasons, it is so important to have this subject as discussions in search of solutions that can collaborate for the development of Brazil.

Palestrante: Liliane Carvalho


Fotônica e Biomedicina

Palestrante: Sidney José Lima Ribeiro


High-Resolution 3D Bioprinting by Means of Multiphoton Processing

Resumo da palestra

P. Gruber1, A. Dobos1, M. Tromayer2, M. Lunzer1, M. Markovic1, D. Mandt1, R. Liska2 and A. Ovsianikov1

1Institute of Materials Science and Technology
2Institute of Applied Synthetic Chemistry
Vienna University of Technology (TU Wien), Getreidemarkt 9, Vienna, Austria
Additive Manufacturing Technologies Group
Austrian Cluster for Tissue Regeneration

aleksandr.ovsianikov@tuwien.ac.at

Bioprinting is a process based on additive manufacturing from materials containing living cells. These materials, often referred to as bioinks, are based on cytocompatible hydrogel precursor formulations, which gel in a manner compatible with different 3D bioprinting approaches [1]. Among the most widespread bioprinting technologies are methods based on extrusion and ink-jet material deposition. The achievable spatial resolution is therefore in the range of tens of micrometers, limited by intrinsic properties of these approaches. In this context, multiphoton processing is an outstanding approach as it offers spatial resolution unmatched by other 3D printing methods, while providing a possibility to produce structures in the presence of living cells [2-3]. Multiphoton processing is also fundamentally different in that it does not necessarily rely on material deposition. 3D printing of cell-containing hydrogel structures with high spatial resolution opens exciting perspectives for the engineering of 3D biomimetic cell culture matrices. Development of cell compatible and photopolymerizable hydrogels is an important step towards the latter goal [4]. Current challenges include possible cell damage, resulting from generation of free radicals, and necessity for faster processing [5]. In this contribution, the recent progress on multiphoton processing of cell-containing hydrogel constructs is presented. Our results indicate the general practicability of this approach for fabrication of 3D cell-containing structures. The further development of the multiphoton processing techniques will facilitate the realization of elegant biological in vitro experiments, helping to elucidate biomimetic aspects of cell interaction with the surrounding environment.

[1] K. Hölzl, S. Lin, L. Tytgat, S. Van Vlierberghe, L. Gu, A. Ovsianikov, Bioink properties before, during and after 3D bioprinting, Biofabrication 8 (3), (2016) [doi: 10.1088/1758-5090/8/3/032002]

[2] A. Ovsianikov, V. Mironov, J. Stampf, and R. Liska, Engineering 3D cell-culture matrices: multiphoton processing technologies for biological and tissue engineering applications, Expert Rev. Med. Devices 9(6), 613-633 (2012) [doi:10.1586/erd.12.48]

[3] Multiphoton Lithography: Techniques, Materials, and Applications, J. Stampfl, R. Liska, A. Ovsianikov (Eds.) John Wiley & Sons (2016), [ISBN: 978-3-527-33717-0]

[4] X.-H. Qin, A Ovsianikov, J Stampfl, R Liska, Additive manufacturing of photosensitive hydrogels for tissue engineering applications, BioNanoMaterials 15 (3-4), 49-70 (2015) [doi: 10.1515/bnm-2014-0008]

[5] A. Ovsianikov, S. Mühleder, J. Torgersen, Z. Li, X.-H. Qin, S. Van Vlierberghe, P. Dubruel, W. Holnthoner, H. Redl, R. Liska, and J. Stampfl, Laser Photofabrication of Cell-Containing Hydrogel Constructs, Langmuir, 131010115717001 (2013) [doi:10.1021/la402346z]

Palestrante: Aleksandr Ovsianikov


Hybrid Biopolymeric Matrices as Molecular Carriers

Resumo da palestra

Advances in micro- and nano-technologies are providing new ground for the development and characterization of biopolymeric hybrid matrices able to encapsulate/entrap and release unstable molecules under operational conditions. Cells can provide a myriad of molecules to be combined for a variety of useful applications. Among them, the powerful areas of diagnosis, monitoring, and treatment of pathologies through the use of drug delivery technologies are burgeoning. However, stability and release of biomolecules (i.e., proteins, enzymes) is a drawback and crucial point to overcome.

Biopolymer matrices studied in our lab allow to bring stability and controlled release of some enzymes used for therapeutic purposes and antibiotics: a) gel microparticles made of alginate and pectins containing alginate lyase and fluoroquinolones were able controlled release the drug by the amount of alginate and the hydrolytic activity of the enzyme. In addition, the presence of alginate lyase in the matrix enhances the antimicrobial effect over biofilm made by P. aeruginosa, very useful in Cystic Fibrosis therapeutics. b) PVA films tailored with biopolymers can simultaneously release a keratinase and fluoroquinolone for the treatment of burns and skins wounds particularly useful in some chronic pathologies like diabetes and ulcerating wounds.

Palestrante: Guillermo R. Castro


Influência do Treinamento de Força e Raloxifeno sobre a Consolidação Óssea Tibial no Período do Envelhecimento de Ratas Wistar

Resumo da palestra

As fraturas osteoporóticas são pontuadas como epidemia mundial, resultando em grave morbidade e mortalidade na população senil. Exercício físico combinado ou não com tratamento farmacológico tem sido utilizado para prevenir osteoporose e fraturas osteoporóticas em mulheres pós-menopáusicas bem como em ratas envelhecidas, utilizadas em estudos sobre osteoporose primária. Entretanto, não está claro a implicância dessas intervenções no processo de formação do calo e reparo ósseo mediante fratura, especialmente em organismos senis. Neste estudo foi analisado a influência do treinamento de força (TF) e/ou raloxifeno sobre a formação do calo e reparo ósseo após osteotomia total da tíbia de ratas no período da periestropausa. Para tanto, ratas Wistar com 18 meses e em periestropausa (semelhante a perimenopausa nas mulheres) constituíram os grupos experimentais: NT+Veh (não treinado + solução fisiológica), NT+Ral (não treinado + raloxifeno), TF + Veh (treinamento de força + solução fisiológica), TF+Ral (treinado + raloxifeno), com 40 animais cada. As ratas receberam os tratamentos e /ou realizaram o TF por 120 dias. Após este período, foi realizado osteotomia total unilateral na tíbia esquerda dos animais experimentais. A eutanásia foi realizada em dois tempos experimentais: 1 semana e 8 semanas após a osteotomia, para avaliação da resposta ao estágio inicial da fratura e o reparo ósseo. O perfil bioquímico e os níveis plasmáticos de malondialdeído (MDA), potencial antioxidante redutor férrico (FRAP), capacidade antioxidante total (TAS) e capacidade oxidante total (TOS) foi avaliado por espectrofotometria; a densidade mineral óssea areal - DMOa da tíbia foi medida com o densitômetro de dupla emissão de raios-X (DXA); para a análise da microarquitetura cortical da tíbia e do tecido neoformado foi utilizado microtomógrafo de alta resolução; o teste biomecânico de flexão em três pontos foi realizado para estimar as alterações nas propriedades biomecânicas da tíbia. Os resultados evidenciam a interferência da treinamento de força no processo de formação do calo ósseo e promoção de melhor cicatrização óssea comparado a atuação do antirreabsortivo.

Palestrante: Rita Cássia Menegati Dornelles


Instrumentos de Testes Mecânicos para Caracterização em Engenharia de Tecidos e Dispositivos Médicos

Palestrante: Frederico Mendes Jr.


Metal Complexes in Medicine - Present Status and Trends

Resumo da palestra

Ulrich Abram, Freie Universität Berlin (FUB), Germany, Institute of Chemistry and Biochemistry

Since the entry of cisplatin into the world of cancer treatment in 1974, the role of metal compounds in clinical diagnostics and therapy is permanently increasing. This includes the use as conventional drugs as well as the application of radioactive metal isotopes in medical imaging and therapy.

Novel families of coordination compounds of platinum, ruthenium, gold and many other metals are under consideration for anti-cancer and other drugs including the fight against neglected tropical diseases such as leishmaniosis or Chagas disease. A survey of the existing treatments and novel research strategies will be given together with examples derived from recent research on gold and rhenium compounds.

99mTc has been the work horse of diagnostic nuclear medicine for decades with approximately 35 million annual administrations worldwide. But with the development of 68Ge/68Ga isotope generators also the development of gallium compounds for clinical applications entered the focus of interest of nuclear medical research. A status report will be given and recent research efforts in the development of novel tracers for imaging with metal-containing bioconjugates will be described. Besides diagnostic applications also the role of metal-based radiotherapeutics and modern theranostic approaches will be covered.

Palestrante: Ulrich Abram


New Titanium Alloys with Functionalized Surface for Orthopedic Applications

Resumo da palestra

Titanium alloys are widely used in the orthopedic field for many decades, for joint arthroplasties and spinal reconstructions. However, despite the quite satisfactory survival rates failures still exist. For hard tissue replacement, the low Young´s modulus of titanium and its alloys is generally viewed as a biomechanical advantage because the low elastic modulus can result in smaller stress shielding compared to other implant materials, and thus inducing healthier and faster bone regeneration. Nevertheless, the bioinert property of titanium alloy limits its clinical application and surface modification method is frequently performed to improve the biological and chemical properties. New titanium alloys and surface treatments have been developed, in an attempt to overcome those failures. In this sense, new Ti-alloys that provide better mechanical properties to the implants, such as superelasticity, mechanical strength, and corrosion resistance, are being developed. Furthermore, in vitro and in vivo studies, which investigate the biocompatibility and cytotoxicity of these new biomaterials, are introduced. In addition, data regarding the bioactivity of new surface treatments and surface topographies on Ti-implants is provided. Hence, a discussion of the current trends, advantages, and disadvantages of new titanium-based biomaterials with functionalized surface is presented, developed to enhance the quality of life of many patients around the world. (Financial support: CNPq and FAPESP).

Palestrante: Carlos Roberto Grandini


Panorama da Pesquisa e da Pós-Graduação em Biotecnologia no País

Palestrante: Odir Antonio Dellagostin


Studies on New Metallodrugs Based on Essential Metal Compounds

Resumo da palestra

A general view of the investigations under development in our laboratory at IQ-USP is provided. Some strategies will be discussed on the design of essential metal-based compounds, in order to get variable reactivity of such ions toward important biomolecules. Through the coordination to specific ligands, it is possible to modify the metal ion catalytic properties in vital cellular processes, at the aim of developing new potential therapeutic agents. Structural feature, redox potential, ligand exchange rate, stability and binding energy are examples of metal properties that can be modulated by the formation of selective coordinated species. These designed metal complexes can trigger redox processes, leading to the formation of reactive oxygen intermediates, capable of damaging essential biomolecules or cellular structures. Further, ligands and the corresponding metal complexes can also behave as efficient inhibitors of chosen proteins, whose activity is crucial for the cell surviving.

Particularly, Schiff base ligands derived from oxindoles have been designed, and prepared in our laboratory, as well as their corresponding copper(II), zinc(II) and vanadium(IV) complexes, including mono- and dinuclear species. The isolated species were characterized using different techniques, especially spectroscopic ones (UV/Vis, IR, fluorescence, EPR, NMR, CD), and their reactivity in biological medium is being investigated by diverse methodologies. Results of our investigations indicated that those metal complexes decrease the viability of diverse tumor cells, mostly because they can enter the cells, triggering redox processes that have DNA, and mitochondria as main targets. Towards DNA, they can cause double strand cleavage after efficient binding to minor or major grooves. In mitochondria, they can act as uncoupling agents, increasing the oxygen uptake and interfering at Complex 1 of the respiratory chain. Therefore, these complexes can induce apoptosis in different human tumor cells (neuroblastomas, monocytes, melanomas, sarcomas), probably activating AMP- and MAP-Kinases that are sensors of energetic impairment in cells. DFT calculations, considering some structural and electronic characteristics of such series of ligands and the corresponding metal complexes, provide a better understanding of their reactivity.

More recent studies on the mechanisms of action of such compounds, indicated that they are also good inhibitors of specific proteins, providing molecular bases for the development of new pharmacological agents.

Palestrante: Ana Maria da Costa Ferreira


Successful Cartilage Bottom-up Tissue Engineering by Human Adipose Stem Cell Spheroids

Resumo da palestra

Since the eighteen century cartilage is considered as a tissue with poor capacity of regeneration. Due to its poor regeneration capacity, regenerative medicine approaches have been extensively developed. The search for alternatives is becoming a technological imperative and spheroids could represent a scaffold-free promising strategy. Spheroids can be considered as a functional tissue because cells in spheroids are immersed within a three-dimensional extracellular matrix network. The spheroids also represent a bottom-up strategy in tissue engineering. They can be used as building-blocks due their fusion capacity. The state of art will be to promete spheroids assembly reaching a large-scale biofabrication of mature 3D tissues. Our main goal was to produce condrospheres using adipose derived stem cells (ASCs) using agarose molded hydrogels as our model for 3D cell culture. ASCs spheroids induced for chondrocyte phenotype showed higher synthesis of secreted chondrogenic factors. The ratio between TGF-beta1 and beta 3 showed a lower synthesis of the isoform beta 1, especially in twenty one days of spheroid culture which was followed by a synthesis of collagen type II significantly higher than collagen type I. We also performed secretome analysis by the collaboration with Lyon University. Secretome analysis revealed up to two hundred proteins, being almost 15% already described in chondrogenesis pathway. From our results we can conclude that it was possible to obtain cartilage tissue from ACSs spheroids and to establish a protein signature by secretome analysis. Functional analysis by mechanical compression tests and bioassembly assays are in course.

Palestrante: Leandra S. Baptista


Thiosemicarbazone Metal Complexes with Potential Medicinal Application

Resumo da palestra

Thiosemicarbazones consist on a class of organic compounds having diverse pharmacological properties, which can be potentially enhanced when coordinated to metals.

A study involving a series of transition metal complexes with 2-acetylpyridine-N4-substituted-thiosemicarbaznoes showed them as potential anti-mycobacterium tuberculosis agents and manganese complexes proved to be the most efficient compounds.

Palladium and platinum complexes with thiossemicarbazone ligands derived from 1-pyrenocarboxaldehyde were studied regarding their cytotoxicity to cancer cells. Some compounds could inhibit Topoisomerase Ib enzyme and possess selective antiproliferative activity against ovarian cancer cells.

A third study on gallium and indium complexes with new multidentate thiossemicarbazone ligands developed in our group led to new compounds with potential nuclear medicine application.

Palestrante: Victor Marcelo Deflon

Palestrantes

Aleksandr Ovsianikov

Minicurrículo

Dr. Aleksandr Ovsianikov é, atualmente, professor assistente na Universidade de Tecnologia de Viena, Áustria. Sua pesquisa lida com o uso de tecnologias de fabricação de aditivos para engenharia e regeneração de tecidos. Dr. Ovsianikov tem experiência em Física laser e processamento de material com lasers femtosecondes. Uma área de seu particular interesse atualmente é o desenvolvimento de tecnologias de processamento de multiphoton para engenharia biomimética de matrizes de cultura de células 3D. Em 2012, ele foi premiado com a prestigiada Starting Grant pelo Conselho Europeu de Pesquisa (ERC) para um projeto nessa área. Desde 2004, contribuiu com mais de 60 publicações em periódicos e 5 capítulos de livros, sendo citado mais de 1500 vezes.


Ana Maria da Costa Ferreira

Minicurrículo

Ana Maria da Costa Ferreira graduou-se em Química pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo em 1971, onde também realizou doutorado em Química, subárea Físico-Química, defendido em 1976, sob orientação do saudoso Pawel Krumholz e de José Manuel Riveros. Tem Pós-Doutorado realizado na Universidade Tor Vergata de Roma, Itália, em 1991/1992, na área de Química Biológica, no laboratório de Giuseppe Rotilio, e na State University of New York em Albany (SUNY at Albany), USA, no laboratório de Charles Scholes, em 1996/1997, focalizando Espectroscopia EPR. É professora titular da Universidade de São Paulo desde 2002. Tem experiência na área de Química Inorgânica, com ênfase em Química Inorgânica Biológica, atuando principalmente nos seguintes temas: síntese e caracterização espectroscópica de compostos de coordenação; atividade catalítica em reações de oxidação; processos redox; detecção e identificação de intermediários reativos; interações de íons metálicos e biomoléculas (especialmente proteínas e ácidos nucleicos); atividade biológica e farmacológica de complexos de metais de transição; desenvolvimento de novos metalofármacos com atividade antitumoral ou antiparasitária.


Carlos Roberto Grandini

Minicurrículo

É Físico pela UFSCar, com Mestrado e Doutorado em Física Básica pelo IFSC da USP, com Pós-Doutorado em Física na Università Degli Studi di Roma "La Sapienza" e Livre-Docente em Física pela UNESP. Atualmente é Professor Titular e docente credenciado no Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Materiais da UNESP. É Fellow, Biomaterials Science and Engineering (FBSE), bolsista de Produtividade em Pesquisa nível 1 do CNPq e Presidente da Sociedade Latino Americana de Biomateriais e Órgãos Artificiais (SLABO). Tem experiência na área de Física e Metalurgia, com ênfase em Biomateriais Metálicos (Ligas de Titânio) e Propriedades Mecânicas e Acústicas da Matéria Condensada.


Denise Golgher

Minicurrículo

Denise Golgher tem vasta experiência em Análise Científica e de Mercado e Desenvolvimento em Biotecnologias Emergentes. Desde 2003, completou consultorias para empresas de diagnósticos e farmacêuticas, instituições acadêmicas e individuais, escritórios de direito de propriedade intelectual e capitais de risco no Brasil e nos Estados Unidos. É mestre em Bioquímica pela Universidade de São Paulo (Brasil), doutora em Biologia Celular pela Johns Hopkins University (Estados Unidos), completou seu pós-doutorado em Imunologia tumoral na University of Oxford (Reino Unido) e estudou Gestão de Negócios na Fundação Dom Cabral (Brasil). Medical Genetics Laboratories (Baylor University, Estados Unidos), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Instituto Nacional do Câncer (INCA), Biozeus, BBI Financial and Licks Attorneys são alguns de seus clientes.


Frederico Mendes Jr.


Guillermo R. Castro

Minicurrículo

Nascido em La Plata, Argentina. Tem bacharelado na Universidade de La Plata, mestre em Química Biológica e doutor em Química pela Universidade de Buenos Aires (Argentina). Ocupações anteriores: pós-doutorando no Departamento de Química, MIT (Cambridge, USA) e Departamento de Engenharia Química e Biomédica, Tufts University (USA). Membro de várias bancas de mestrado e doutorado na Argentina, Chile, Índia e Estados Unidos. Revisor de mais de 30 revistas internacionais de Biotecnologia e Nanotecnologia, Agências Científicas Governamentais na Argentina, Colômbia, Estados Unidos e Espanha. Mais de 90 apresentações em reuniões e conferências. Destinatário de bolsas de estudo da UN, OAS, Pew Foundation (USA), Bunge & Born foundation, TWAS (Italy), IFS (Sweden), CONICET and MinCyt (Argentina). Diretor de bolsas multilaterais com Brasil, Índia e Alemanha. Experiência docente: mais de 30 anos lecionando alunos de graduação e pós-graduação na: Universidade de Buenos Aires, Universidade de Tucuman, Universidade de La Plata (Argentina), Universidade Católica de Val Paraíso (Chile), MIT (Estados Unidos) e Universidade de Tufts (Estados Unidos).


Leandra S. Baptista

Minicurrículo

Possui graduação em Ciências Biológicas Modalidade Médica (2004) e Doutorado em Ciências Morfológicas (2008) ambos pela UFRJ. Atualmente é Professor Adjunto da UFRJ Colaborador do Inmetro aonde atua nas áreas de pesquisa básica/aplicada relacionadas a biologia de Células Tronco Mesenquimais, Microambiente de Tecido Adiposo e Obesidade, Engenharia de cartilagem e osso. Docente permanente do programa de pós-graduação em biotecnologia (Inmetro e UFRJ), do programa de pós-graduação profissional de ensino em biologia (UFRJ) e do programa de biomedicina translacional (UNIGRANRIO, Inmetro e UEZO). Jovem Cientista do Nosso Estado, Faperj.


Liliane Carvalho

Minicurrículo

Especialista com 10 anos de experiência acadêmica e profissional em Administração de Empresas, Gerenciamento de Projetos, Pequenos Empreendimentos de Desenvolvimento e Inovação. Tem experiência internacional na área de interculturalidade em negócios e inovação, na Alemanha, e startups, nos Estados Unidos. Também atuou como gerente no Identity Startup Project, do Sebrae Minas, responsável pelo desenvolvimento de ações focadas em treinamento de empreendedores e fomentando o ecossistema das startups por meio de ações estratégicas. No Sebrae, ela também trabalhou na gestão de treinamento de sistemas, como analista de inovação para o segmento educacional, responsável por criar a "Agitadora de Negócios", um meio de dar suporte ao empreendedorismo jovem e desenvolvendo negócios inovativos. Atualmente é coordenadora de empreendedorismo na Biominas, desenvolve e aplica educação empresarial e metodologias inovativas para criação de negócios das Ciências Biológicas e é professora no grupo Ânima Educação, na disciplina de empreendedorismo.


Márcia Regina Cominetti

Minicurrículo

Márcia Regina Cominetti possui Graduação em Ciências Biológicas (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Federal de Santa Catarina (1993-1997) e Doutorado em Ciências, Área de Concentração: Fisiologia, pela Universidade Federal de São Carlos (2000-2004). Realizou estágio doutoral (2002) no Department of Microbiology, da University of Virginia Health System, Charlottesville, VA, USA e Pós-doutorado (2005-2006) no Institute de la Santé et de la Recherche Médicale (INSERM, Unité 553) em Paris, França. Foi contemplada com um Visiting Fellowship pela University of Nottingham (2015). Atualmente é docente Associada da Universidade Federal de São Carlos. Tem experiência na área de Biologia Celular e Bioquímica, com ênfase em Biologia Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: envelhecimento, idoso, biomarcadores para a doença de Alzheimer, ADAMs, câncer e cultura de células de mamífero. Coordena o LABEN - Laboratório de Biologia do Envelhecimento - localizado no Departamento de Gerontologia da UFSCar. Lidera o grupo de pesquisa Biologia do Envelhecimento, que está cadastrado no diretório de grupos de pesquisa do CNPq. É bolsista produtividade 2 do CNPq. Orienta no curso de Mestrado em Gerontologia da UFSCar e nos cursos de Mestrado e Doutorado do Programa Interinstitucional de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas (UFSCar/UNESP).


Odir Antonio Dellagostin

Minicurrículo

Odir Antonio Dellagostin é formado em Medicina Veterinária pela UFPel (1989), tem doutorado em Biologia Molecular pela University of Surrey - Inglaterra (1995) e pós-doutorado pela mesma Universidade (1997). É professor da UFPel desde 1997 e pesquisador nível 1A do CNPq desde 2007. Tem experiência na área de Biologia Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de vacinas recombinantes, vacina contra tuberculose bovina e vacina contra leptospirose. Já publicou mais de 160 artigos científicos e realizou o depósito de 21 patentes. Orientou mais de 40 teses e dissertações pelos programas de pós-graduação em Biotecnologia e em Veterinária. Foi coordenador do Centro de Biotecnologia e Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPel e Diretor do Centro de Desenvolvimento Tecnológico também da UFPel. Foi membro da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, coordenador do Comitê Assessor de Ciências Biológicas da FAPERGS e membro do Comitê Assessor de Veterinária do CNPq. Atualmente é Coordenador da área de Biotecnologia da CAPES e Diretor Presidente da FAPERGS.


Rita Cássia Menegati Dornelles

Minicurrículo

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de Passo Fundo (1986), Mestrado (1993) e Doutorado (1997) em Ciências (Fisiologia) pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Professora na disciplina de Fisiologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho/UNESP. É orientadora nos cursos de mestrado e doutorado do programa de pós-graduação multicêntrico em Ciências Fisiológicas. Membro da Sociedade Brasileira de Fisiologia (SBFis) e da Sociedade Brasileira de Ciência em Animais de Laboratório (SBCAL). Foi Chefe do Departamento de Ciências Básicas (FOA/UNESP) e Coordenadora Local do Programa de Pós-Graduação Multicêntrico em Ciências Fisiológicas por dois mandatos consecutivos. É membro da Comissão Assessora da CCPG e revisora de revistas científicas. Vice-Supervisora do Centro de Assistência Odontológica à Pessoa com Deficiência (CAOE) - Unidade Auxiliar Complexa. Tem experiência na área de Fisiologia Endócrina, com ênfase em estudos sobre o envelhecimento.


Sidney José Lima Ribeiro


Thiago Mares Guia

Minicurrículo

Médico pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG (1998), com doutorado em Bioquímica e Imunologia pela mesma instituição (2006). Pós-Doutorado em Biotecnologia e Terapia Celular no NUCEL - Núcleo de Terapia Celular e Molecular - Universidade de São Paulo. Atualmente é Diretor Médico e Científico da Bionovis. Pesquisador Associado do NUCEL/NETCEM - Núcleo de Terapia Celular e Molecular da Universidade de São Paulo (USP). Foi orientador de alunos de graduação e pós-graduação na USP, UNIFESP-EPM e UFV. Pesquisador e Sócio Fundador da empresa CellProtect Biotechnology. Foi Gerente Médico de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Hypermarcas - Unidade Farma. Professor convidado do Programa de Pós-Graduação em Pesquisa Clínica - Santa Casa de São Paulo. Professor convidado do CEPIC - Centro Paulista de Investigação Clínica. Professor convidado do MBA em Gestão da Inovação em Saúde do Instituto Butantã. Professor Licenciado das Faculdades de Medicina UNI-BH e Unifenas-BH e do Curso de Pós-Graduação em Biotecnologia e Terapia Celular com Células-Tronco da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais. Foi consultor da indústria farmacêutica na área de biotecnologia. Possui experiência em química e bioquímica de proteínas, clonagem e expressão de proteínas recombinantes, purificação e caracterização de peptídeos e proteínas, terapia celular, microencapsulamento celular, ensaios pré-clínicos, pesquisa clínica e clínica médica.


Ulrich Abram

Minicurrículo

  • Desde 2000: Professor de Química Inorgânica e Radioquímica;
  • 1997 - 1999: Cientista Sênior, Centro de Pesquisa Rossendorf;
  • 1997: Professor na Universidade Tübingen;
  • 1992 - 1996: Bolsista Heisenberg da DFG, Universidade de Tübingen;
  • 1990: Habilitação;
  • 1982 - 1991: Cientista Júnior no Instituto de Pesquisa Nuclear Rossendorf;
  • 1982 - 1985: Doutorado, Instituto de Pesquisa Nuclear Rossendorf / Universidade de Leipzig;
  • 1977 - 1982: Química, Universidade de Leipzig.

Pesquisa:

  • Complexos Metálicos para Aplicações Medicinais (tecnécio, rênio, ouro, platina, cobre);
  • Bioconjugação de complexos metálicos;
  • Química de coordenação dos metais radioativos (tecnécio, urânio, tório);
  • Sistemas de ligante multidentado;
  • Compostos contendo selênio e telúrio como ligantes para metais de transição;
  • Complementos metálicos multinucleados como blocos de construção de agregados supramoleculares Bausteine;
  • Química organometálica do tecnécio e do rênio.

Vera R. Leopoldo Constantino

Minicurrículo

Vera Regina Leopoldo Constantino possui bacharelado em Química com Atribuições Tecnológicas pelo Instituto de Química de Araraquara - UNESP (1983), doutorado em Química pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP (1989) e Pós-Doutorado pelo Department of Chemistry da Michigan State University, EUA (1992-1994). Academic Visitor na School of Chemistry, University of Bristol, Reino Unido (2015-2016). Professora Associada 3 do Instituto de Química da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química Inorgânica, atuando principalmente nos seguintes temas: compostos de intercalação, materiais lamelares, hidróxidos duplos lamelares (argilas aniônicas), argilas catiônicas, niobatos lamelares, materias híbridos orgânico-inorgânicos e nanocompósitos amido-argila.


Victor Marcelo Deflon

Minicurrículo

Dr. Victor M. Delfon é professor de Química Inorgânica na Universidade de São Paulo, Instituto de Química de São Carlos, Brasil. Em 1998, ele obteve seu título de doutor na Universidade de Tübingen, Alemanha. Depois disso, passou um período de seis anos como professor da Universidade de Brasília, Brasil, antes de sua posição atual. Os interesses de pesquisa do Dr. Delfon incluem o potencial uso medicinal de compostos coordenados, com ênfase no desenvolvimento de novos complexos focados no uso nuclear medicinal tão bem como na transição de metais complexos voltados ao desenvolvimento de novas metalodrogas direcionadas principalmente a doenças negligenciadas e câncer.

Normas para Envio de Resumo

Os resumos devem ser submetidos até 31/10/2017.

  1. A submissão dos resumos só será possível mediante inscrição e confirmação do pagamento da inscrição;
  2. O autor do trabalho, responsável pela sua apresentação, deverá estar inscrito no Simpósio;
  3. Cada autor poderá inscrever e apresentar até dois (2) trabalhos. Se o autor tiver outros trabalhos inscritos no Simpósio, estes trabalhos deverão ser apresentados por outro autor, que também deve estar inscrito no evento;
  4. Não serão aceitas descrições de projetos de pesquisa, propostas de trabalho, trabalhos já publicados em revistas ou apresentados em outros congressos;
  5. Os trabalhos deverão enquadrar-se nas áreas de Química Medicinal, Medicina Regenerativa, Polímeros ou Gestão da Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia;
  6. Os resumos dos trabalhos deverão ser enviados somente via eletrônica;
  7. O resumo deverá ser obrigatoriamente escrito em inglês;
  8. Os resumos inscritos serão analisados pela Comissão Científica do Simpósio e os resultados serão enviados por e-mail ao autor indicado como responsável, até o dia 08 de novembro de 2017;
  9. A análise do resumo abrangerá os seguintes aspectos: Clareza e relevância dos objetivos; Metodologia adequada; Resultados e conclusões;
  10. A qualidade do texto (coerência, coesão, gramática, ortografia, digitação) é de responsabilidade do(s) autor(es) e será considerada como critério de avaliação pela Comissão Científica;
  11. Os formulários para submissão dos resumos estarão disponíveis até o dia 31 de outubro de 2017;
  12. Os trabalhos selecionados serão expostos na Sessão de Pôsteres, durante o Simpósio. Para cada pôster será reservada uma área na dimensão de 0,9 m x 1,0 m. A formatação do trabalho, assim como o tipo de letra do título e texto são de responsabilidade do(s) autor(es);
  13. Será emitido apenas um certificado para cada resumo aceito e apresentado. Nele constará o título do trabalho, o nome do primeiro autor e de todos os coautores;
  14. Os resumos devem ser elaborados em Word for Windows, com fonte Arial, tamanho 11, espaçamento simples entre linhas, parágrafo justificado, de acordo com o modelo;
  15. O pôster deverá vir acompanhado de cordão e/ou fita adesiva para fixação na área de exposição do Simpósio;
  16. Os resumos apresentados e aprovados pelo comitê científico serão publicados na primeira edição da revista International Journal of Advances in Medical Biotechnology - IJAMB;
  17. Os 8 pôsteres premiados serão convidados para publicação como artigo original na segunda edição da revista International Journal of Advances in Medical Biotechnology - IJAMB.

 

Contato

Fale conosco pelo e-mail secpgbio@uniara.com.br ou pelo telefone +55 16 3301-7348.

Taxa de Inscrição

Categoria Até 07 de novembro Após 07 de novembro
Alunos de Graduação R$ 100,00 R$ 150,00
Alunos de Pós-Graduação R$ 300,00 R$ 450,00
Profissionais R$ 400,00 R$ 600,00

 

Contato

Fale conosco pelo e-mail secpgbio@uniara.com.br ou pelo telefone +55 16 3301-7348.

Organização

Comissão Organizadora

  • Wilton Rogério Lustri
  • André Capaldo Amaral
  • Eliane Trovatti
  • Hernane da Silva Barud
  • Mônica Rosa Iemma

Comissão de Trabalho

Comissão Financeira
  • Wilton Rogério Lustri
  • Hernane da Silva Barud
Comissão Científica
  • Eliane Trovatti
  • Flavia Aparecida Resende Nogueira
  • Antonio Carlos Massabni
Comissão Social
  • Monica Rosa Iemma
  • Luis Henrique Montrezor
  • Nivaldo Antonio Parizotto
Comissão de Divulgação
  • André Capaldo Amaral
  • Claudio Luis Piratelli
  • Creusa Sayuri Tahara Amaral
Comissão de Apoio
  • Silmara Cristina Lazarini Frajácomo
  • Nayara Aparecida Simei Aquaroni
  • Renata Aquino de Carvalho
Comissão de Administração
  • Sandra Regina Pavanelli
    Secretária do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia PPGB-MRQM/Uniara

Local do Evento

Universidade de Araraquara - Uniara
Rua Voluntários da Pátria, 1295 - Centro - Araraquara/SP - Brasil - CEP 14801-320

Mapa

 

Contato

Fale conosco pelo e-mail secpgbio@uniara.com.br ou pelo telefone +55 16 3301-7348.

 

Logotipos
Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /eventos/simposio-internacional-2017/