Notícias

Alunas da Biotecnologia da Uniara são selecionadas para evento ligado à biofotônica, em São Carlos

Publicado em: 22/03/2019

As alunas do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia em Medicina Regenerativa e Química Medicinal – PPGB-MRQM da Universidade de Araraquara – Uniara, Amanda Claro e Gabriela Marcondes, foram selecionadas para o “São Paulo School of Advanced Science on Modern Topics in Biophotonics” e estão participando do evento, que teve início na última quarta-feira, dia 20 de março, e termina no dia 29, no Instituto de Física de São Carlos - IFSC da Universidade de São Paulo – USP, em São Carlos.

Amanda apresentará o trabalho “Biocellulose-based Platforms for Biomedical Applications” (“Plataformas baseadas em biocelulose para aplicações biomédicas”) no dia 28. “O estudo trata da utilização da biocelulose, um polímero natural produzido por bactérias, enquanto componente base de dispositivos que encontram aplicação nas áreas médica, biomédica e farmacêutica. Quando aderidos de células, esses dispositivos podem ser utilizados, por exemplo, na triagem de novos medicamentos e, quando impregnados com nanopartículas - partículas metálicas em escala nanométrica -, podem ser utilizados na detecção de microrganismos como bactérias”, explica.

Em relação ao evento, ela menciona que o encontro é realizado em uma das “Escolas São Paulo de Ciência Avançada”, financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP, “e tem por objetivos cobrir tópicos relevantes da Biofotônica Moderna, como terapia fotodinâmica, biossensores e nanomedicina, e promover a integração de grupos de pesquisa de todas as regiões do mundo, o que promove o surgimento de novas redes de colaboração”.

A fotônica, de acordo com ela, “pode ser entendida como a ciência dedicada ao estudo da interação da luz com a matéria”. “Ela encontra aplicação em diversos setores, como nas áreas de saúde, robótica e comunicações. Na primeira, por exemplo, permite o desenvolvimento de dispositivos capazes de atuarem tanto no diagnóstico quanto no tratamento de doenças como o câncer, por meio da utilização de fontes de luz como o laser”, destaca.

Em sua opinião, “a seleção de alunos da pós-graduação da Uniara, como foi o meu caso, reflete a relevância das pesquisas que temos desenvolvido dentro da instituição”. “Especificamente no nosso Grupo de Pesquisa em Biopolímeros e Biomateriais – BioPolMat, liderado pelo professor Hernane Barud, buscamos focar nossos estudos em áreas estratégicas para o desenvolvimento econômico e social”, comenta.

Uma de suas grandes expectativas é ter um contato mais próximo “com o que, de fato, vem sendo explorado e desenvolvido recentemente pelos pesquisadores da área, bem como suas contribuições, além de ampliar nossa rede de colaboração, especialmente no que tange às pesquisas desenvolvidas em nosso grupo”.

Amanda detalha que a programação é composta por onze cursos e sete palestras, além de sessões de exposição de pôsteres e algumas atividades paralelas, como de integração e discussão. “A maioria dos cursos são ministrados por pesquisadores estrangeiros de países como Rússia, Estados Unidos, Portugal e Espanha, enquanto as palestras são ministradas por professores brasileiros convidados. Uma vez que o público-alvo do evento são alunos de pós-graduação e pesquisadores de pós-doutorado, as aulas e palestras têm refletido claramente o alto nível de conhecimento dos ministrantes”, ressalta.
Outro destaque mencionado pela estudante é que o evento conta com pouco mais de cem participantes, sendo a maioria estrangeira. “O encontro busca abranger o maior número possível de grupos de pesquisa ao redor do mundo, de maneira que, além de brasileiros, há participantes de países como Canadá, Estados Unidos, Colômbia, Polônia, Afeganistão, Austrália, e Rússia. Pesquisadores de todos os continentes foram contemplados”, diz.

Para Gabriela, que participa como ouvinte, a experiência “está propiciando conhecimentos que, muitas vezes, passam despercebidos devido ao amplo campo da biotecnologia”. “Todos os cursos estão sendo incríveis, com linhas de pesquisas encantadoras, ainda mais quando se tem resultados impressionantes”, relata.

Barud reforça que “as escolas avançadas, promovidas pela FAPESP, reúnem pesquisadores do mundo inteiro para tratar de um tema multidisciplinar, que é a utilização da fotônica em diferentes áreas – medicina, de alimentos etc -, tudo organizado por um grupo de pesquisadores conceituados no Brasil, como do Instituto de Física da USP”. “Essa escola é internacional, então, é um grande privilégio a Uniara ser representada no evento”, finaliza.

Detalhes sobre o “São Paulo School of Advanced Science on Modern Topics in Biophotonics” estão disponíveis no site www.biophotonics2019br.com.

Mais informações sobre o PPGB-MRQM da Uniara podem ser obtidas pelo endereço www.uniara.com.br/ppg, pelo telefone (16) 3301-7348 ou pelo e-mail secpgbio@uniara.com.br.



Últimas notícias:

Busca

Assessoria de imprensa
assimprensa@uniara.com.br
16 3301 7142
Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /