202107292243

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Notícias

Docente de Enfermagem da Uniara participa de live do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Ribeirão Bonito

Publicado em: 16/06/2021

Em função do “Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa”, nesta terça-feira, dia 15 de junho, a professora do curso de Enfermagem da Universidade de Araraquara – Uniara, Ana Maria Tucci Gammaro Baldavira Ferreira, participou de uma live do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Ribeirão Bonito. O conteúdo pode ser visto no link https://bit.ly/3zw5JDK.

“Falei sobre a definição de violência, que tanto pode ser uma ação quanto omissão que pode atingir a integridade física ou emocional do idoso, podendo chegar até à morte. Essa definição é da Organização Mundial da Saúde - OMS e o Estatuto do Idoso. Também citei a estatística nacional de que 10% de idosos morrem por homicídio ao ano e, no mundo, de 5 a 10% de idosos sofrem algum tipo de violência, e como a cultura atual de valorizar o jovem e a estética da juventude influenciam para que o idoso não seja considerado, até mesmo porque não participa mais de atividades produtivas”, relata Ana Maria.

As questões da vulnerabilidade do idoso, “por seu desgaste natural, levando-o a maiores riscos por não conseguir se defender”, e dos tipos de violência, também foram abordadas, de acordo com a docente. “Existe a violência visível – física -, pois deixa marcas como hematomas e lesões, o que leva as pessoas ficarem alertas sobre sinais como óculos quebrados, curativos e roupas muito fechadas em tempo de calor intenso. E há as violências não visíveis, que são as psicológicas, emocionais, financeiras e patrimoniais”, explica.

Ana Maria detalha que a violência psicológica vai desde o menosprezo até xingamentos, o que abrange “não conversar com eles e ignorá-los”. “Já com uso da violência patrimonial, são retirados o seu benefício em causa própria, seus pertences e seu imóvel, e o idoso é alocado em edícula ou instituição de longa permanência”, completa.

A denúncia de suspeita ou de comprovação de maus tratos deve ser feita, “pois se alguém souber e não fizer, é considerado cúmplice”. “Formas de denúncia: delegacia especializada do Idoso ou da Mulher, autoridades sanitárias, diretamente no Conselho do Idoso do município ou pelo Disque 100. O denunciante pode requerer a não divulgação de seu nome, e será atendido”, finaliza.

Informações sobre o curso de Enfermagem da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.



Últimas notícias:

Busca

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /

Saiba o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações. Utilizamos cookies essenciais e analíticos de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

ENTENDI