202103021455

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Notícias

Aluna de Educação Física da Uniara desenvolve TCC sobre a dança como estímulo da atenção para o corpo inconsciente

Publicado em: 22/01/2021

“A dança como estímulo da atenção para o corpo inconsciente e não como finalidade de palco” foi o tema do Trabalho de Conclusão de Curso – TCC da estudante da graduação de Educação Física da Universidade de Araraquara – Uniara, Fernanda Lucato Magri Runho. O estudo foi orientado pela professora Renata Goulart Pestana Rocha.

“Quando nos referimos ao corpo, há um olhar mais convencional sobre ele, que é o que está ‘fora’, baseado nos aspectos aparentes, e há um olhar mais subjetivo quando olhamos tudo aquilo que está ‘dentro’, trazendo a escuta, percepção e compreensão desse corpo, que vai além do físico e estético. A pesquisa teve como base investigar esse corpo inconsciente ao trazer a atenção ao que ele tenta falar a cada um. Essa estrutura física se expressa em constante movimento. O objetivo, então, foi identificar e analisar propostas de técnicas para o movimento consciente na dança e no cotidiano, entendendo o movimento a partir das estruturas do corpo e, dessa forma, investigar esse corpo inconsciente que existe em cada um de nós, e trazer atenção ao que fala”, explica Fernanda.

Ela aponta que, “se não estamos realizando movimentos voluntários, ou seja, todos aqueles em que há um controle do músculo por meio dos neurônios motores, estamos sob movimentos involuntários, que são aqueles em que não há o controle do músculo por meio dos neurônios motores”. “Por exemplo, mesmo parados, estamos em constante movimento, pois a respiração é involuntária e há, nesse processo, todo um movimento de entrada e saída do ar, uma expansão e retração da caixa torácica. Isso mantém esse corpo vivo, sem precisarmos pensar para executarmos, mas o ponto intrigante é a atenção ao modo como estão sendo realizados todos esses movimentos involuntários, é dar atenção a esse corpo que fala e demonstra suas necessidades”, aponta.

Com pesquisas de autores e teorias realizadas, e respostas obtidas de um questionário aplicado a dois grupos de pessoas que estão envolvidas com a dança, “pudemos concluir o quanto ela vai muito além de ensaios e palcos”. “A dança tem um poder transformador de corpos, seres humanos e sentimentos a partir de cada movimento realizado, cada ritmo colocado em passos e descompassos. É emocionante ver que, nela, as pessoas encontram a leveza, a cura, a fuga de um dia estressante, o compromisso, a determinação e tantas outras coisas. Elas encontram e projetam a sua vida ali”, comenta Fernanda.

O trabalho, de acordo com ela, “contribuiu para reforçar e valorizar a ideia de tantos outros autores de que, mais do que passos automatizados, devemos auxiliar indivíduos que busquem a dança como uma forma de conhecer melhor o seu corpo e seus limites, o que proporciona estímulos para o corpo inconsciente de cada um e seu ser/estar no mundo”. “A dança, mais do que execução de passos, deve ser uma impulsão para as descobertas do ser, para o novo”, reforça.

Renata, que orientou o TCC, declara que se orgulha “do processo que tivemos, da dedicação e do empenho dela, de como pude contribuir e, como sempre, rever, aprender e reaprender”. “Sinto que a Fernanda não só buscou essa temática enquanto estudo, mas também para respostas dentro de si, para entender e resolver questões de sua vivência particular como bailarina e pessoa, e isso é maravilhoso, pois o ‘produto’ - se é que podemos chamar assim - reverbera em seu resultado, não somente para ela, mas para todo o entorno e para futuros interessados, inclusive para a comunidade e a esfera acadêmica. Por mais alunos que se comprometam com as pesquisas assim”, finaliza.

Informações sobre o curso de Educação Física da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

Últimas notícias:

Busca

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /

Saiba o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações. Utilizamos cookies essenciais e analíticos de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

ENTENDI