[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

Em vista das melhorias que estão sendo realizadas na portaria principal da Unidade I da Uniara, alunos, interessados e colaboradores devem utilizar a entrada localizada na Rua Voluntários da Pátria, 1309 (Rua 5).

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Notícias

Aluno de Medicina da Uniara estuda fabricação de eletrodos impressos por serigrafia para aplicações das indústrias médica, alimentícia e agroindustrial

Publicado em: 18/07/2019

O aluno do quarto ano do curso de Medicina da Universidade de Araraquara – Uniara, Rafael Bessi Constantino, foi contemplado com uma bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP com o trabalho de iniciação científica “Fabricação de eletrodos impressos por serigrafia em substratos biodegradáveis (nanocelulose e filmes de cebola Allium cepa L) para aplicações das indústrias médica, alimentícia e agroindustrial”, desenvolvido por meio do Grupo de Pesquisa em Biopolímeros e Biomateriais – BioPolMat da universidade.

O estudo tem a orientação do pesquisador da startup BioSmart, Deivy Wilson Masso, em parceria com o docente do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGB da Uniara - do qual o BioPolMat faz parte -, Hernane da Silva Barud. “A BioSmart tem um convênio com a universidade, por meio do PPGB, e as pesquisas são desenvolvidas em colaboração”, explica o professor.

Constantino ressalta que a pesquisa “decorre de uma parceria com Barud, que sabendo da existência de um biopolímero feito à base de cebola, criado pelo professor doutor Diógenes dos Santos Dias, vislumbrou a possibilidade de aplicação na área médica”. “Por meio do BioPolMat, Masso desenvolveu e vem examinando o uso desse biopolímero na criação de eletrodos como o do estudo”, conta.

Ele explica que o trabalho “visa a desenvolver eletrodos de uso tópico, chamados eletrodos vestíveis (wearable sensors em inglês), desenvolvidos com biopolímeros - membranas feitas com cebola e com celulose bacteriana - impressos por serigrafia, com uso de tintas condutoras apropriadas e usando um sinal elétrico como resposta”. “Nesta fase da pesquisa serão demonstradas a viabilidade científico tecnológica do material”, completa.

“Um exemplo de eletrodos são as fitas usadas para medição de glicemia (diabetes) que ainda não são produzidas no Brasil. A nossa pesquisa visa a desenvolver um produto similar, só que, em vez de ser usado o sangue para medição, os eletrodos que desenvolveremos serão aplicados na pele e farão a verificação a partir do suor e de secreção cutânea. Visando, sobretudo, a criar um produto de baixo custo e maior precisão para detectar outros marcadores de doenças, incluindo o teste da glicemia”, complementa.

Sobre a importância de ter o subsídio da FAPESP, o estudante conta que “demostra que a pesquisa tem credibilidade e interesse público, podendo viabilizar o surgimento de novas tecnologias e desenvolvimento científico para a universidade e para o país”. “Além disso, gera aperfeiçoamento acadêmico, profissional e curricular para os pesquisadores, incentiva o aluno a se empenhar na iniciação científica e se especializar em determinada área de estudo. Sem contar que as responsabilidades a ela inerentes também ajudam a desenvolver diversas outras habilidades, como: organização pessoal, escrita, oratória, trabalho em grupo e gerenciamento de projetos, dentre outros”, relata.

Barud conta que “é um trabalho muito interessante, que envolve uma coisa até um pouco futurista”. “É como se conseguíssemos detectar suor e outros líquidos do nosso corpo usando membranas flexíveis. É um projeto com um cunho tecnológico e de inovação altíssimo. O mais interessante é que é financiado pela FAPESP e envolve uma startup, que é parceira da Uniara. É um privilégio para nós e esperamos que esse projeto possa, um dia, virar realmente um produto”, finaliza.

Informações sobre o PPGB e o curso de Medicina da Uniara estão disponíveis no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

Últimas notícias:

Busca

Assessoria de imprensa
assimprensa@uniara.com.br
16 3301 7142
Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /