Ageuniara

Grupo desenvolve projeto pioneiro em escolas de Matão

Por: FERNANDA RENATA DA SILVA

16/03/2016

"Mensageiros: a experiência", assim é conhecido o grupo de Matão (SP) que deu inicio ao projeto Hip-hop nas escolas na cidade. O grupo vem trazendo um novo propósito musical com referencia no Hip-hop gospel, mais voltado para a fé. Tendo isso como fundamental instrumento, pois isso ativa a esperança nos jovens.

O grupo teve início em 2001, na época não era oficial, então no ano de 2009, Júlio Marcelo Da Silva, mais conhecido como Celo, decidiu oficializar esse projeto nas escolas, para que a cultura do Hip-hop, não acabasse na cidade. 

Silva diz ter tido a ideia de formar grupo e compartilhou isso com Cristiano Da Silva Ricci, mais conhecido como Cr Jay, que sugeriu então o nome do grupo, “Mensageiros”. Naquela época o grupo tinha uma formação diferente, até  chegou a lançar um CD com o título “Periferia é a nossa cara”. Mas as coisas foram mudando e a atual formação do grupo começou em 2010.

Atualmente o "Mensageiros: a Experiência" é formado por sete integrantes: Marcelo (Celo), Cristiano (Cr Jay), Gabriel, Cleiton (Bob), Gabriela (Gaby), Anderson (Cl Rap), Weslei (Águia). Em novembro de 2015, lançaram o CD  “A experiência” e para 2016, pretendem lançar o CD “ Não sou deste mundo.”

“Tudo que o grupo faz não tem um apoio direto, dependendo a situação fazemos algumas parcerias.  Em média conseguimos falar e levar a nossa mensagem para quase 6 mil crianças e jovens. Tem situações que temos um contato mais direto, como foi o caso da Gabriela que foi resgatada pelo grupo e atualmente é uma de nossas integrantes. Ela tinha 16 anos na época e através do grupo, descobriu seu talento, hoje em dia ela trabalha como professora de dança de rua em projetos  com crianças aqui da cidade. Dependendo o evento cobramos alguns cachês. E para o quem tem vontade de estar mais próximo ao grupo, temos o ponto de Cultura Carab, que fica na Vila Santa Cruz, aqui e Matão, e para maiores informações é só ir na Casa da Cultura aqui da cidade. O grupo também tem seu Facebook que está como Grupo Mensageiros”, declara Silva.  

A professora de Educação física, Lucelena do Amaral Santos, designada a diretora da escola estadual "Marlene Frattini", onde o grupo já se apresentou, aponta que “o grupo é muito bom, faz um trabalho de conscientização dinâmica, muito animada e os alunos se interagem muito bem, a linguagem usada faz com que se aproximem da realidade vivida pelos jovens, transmitindo mensagens positivas", comenta. De acordo com ela, após a apresentação alguns alunos ficaram debatendo sobre o fato de uma das participantes já ter vivido essa realidade.

" Esse grupo faz um excelente trabalho, pois atualmente  é muito importante desenvolver temas que envolvam o uso e a venda de drogas para os jovens. A intenção que o grupo passa é sempre prevenir e conscientizar. Achei muito interessante a escola trazer a apresentação do grupo, pois é uma instituição responsável pela formação intelectual e social de cada aluno", destaca Ana Maria Moraes, de 16 anos, que é aluna da escola.

Para ela, tanto a palestra, o show e o teatro foram proferidos em uma linguagem acessível, possibilitando assim a compreensão de todos os alunos. " E,após isso, vi muitos colegas se emocionando e dizendo que iriam tentar mudar suas vidas. E a parte que me tocou muito foi o teatro que demonstra a realidade da vida de muitos jovens”, finaliza.

Publicada em 16/03/2016 às 19h59.  

 



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/