202101191533

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Novos métodos anticoncepcionais chegam ao mercado

Por: ARIANE CABRERA PADOVANI

24/06/2003

Há aproximadamente três meses chegaram ao mercado três novos medicamentos anticoncepcionais criados especialmente para minimizar os problemas dos efeitos colaterais e de esquecimento da pílula, já que 60% das mulheres esquecem de tomar a pílula pelo menos uma vez ao mês.

Os novos remédios foram criados com baixa dosagem de estrógenos, o que diminuiu muito os efeitos colaterais, principalmente a retenção de líquidos.

Cada um deles foram adaptados em formatos diferentes, sendo uma pílula convencional, um adesivo e um anel vaginal.

Adequar um método anticoncepcional não é uma tarefa fácil para muitas mulheres, além de seus inúmeros efeitos colaterais como dores de cabeça, dores no peito, quadros de depressão, diminuição da libido, perdas parciais da visão, aumento de peso e alterações vasculares, também existem muitas restrições, a pílula é proibida para mulheres diabéticas, epilépticas, para as que tenham sofrido com a trombose, com o câncer de mama, pressão alta, e ainda a mulheres fumantes, a pílula quando associada ao consumo de cigarros, pode causar inúmeras complicações, principalmente vasculares.

As restrições para o uso dos novos medicamentos são as mesmas, mas as vantagens de seu uso são muitas, como explica a ginecologista Ana Rita dos Santos: "As vantagens são a praticidade de seu uso, a segurança, menores efeitos colaterais e principalmente não acorre o aumento de peso como nas pílulas tradicionais".

Segundo ela nem por isso esses novos medicamentos devem tomar os lugares das atuais pílulas: "Existe um método apropriado para cada cliente, esses novos remédios só vem somar opção no mercado.", fala a ginecologista.

Os preços não são muito baratos, os três giram em torno de R$40,00, ao contrário das pílulas convencionais que custam em torno de R$14,00.

"Não é todo mundo que pode gastar 40 reais por mês com um anticoncepcional, já que existem os outros bem mais baratos.”, alega Ana Rita.

Para ela esses remédios são ótimos, as clientes têm adorado, principalmente devido à facilidade de seu uso.

Os três medicamentos têm formatos diferentes, um é uma pílula convencional ( Yasmin ), outro é um Adesivo Transdérmico ( Erva ), um selo, com aproximadamente 20 centímetros quadrados, que pode ser colocado na região acima dos pêlos pubianos ou no dorso, coloca-se no primeiro dia da menstruação, e troca-o semanalmente, tomando o cuidado para não formar bolhas no momento de sua colocação.

Esse adesivo tem a vantagem no controle de ciclos menstruais e através do contato com a pele, as substâncias são absorvidas e caem na corrente sangüínea. Por não ter passagem pela boca, não há risco de esquecimento.

O terceiro é um anel vaginal ( Nuvaring ) que contém Etonogestrel e Etinilestradiol, ele deve ser introduzido entre o primeiro e o quinto dia após a menstruação, e depois de 21 dias deve ser retirado, cumprir o intervalo de oito dias, para a introdução de um novo anel.

"A vantagem é que os hormônios são absorvidos pela circulação evitando alguns efeitos colaterais",diz Ana Rita.

Para a indicação de qualquer um dos três métodos, é necessário que sejam indicados por médicos ginecologistas.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/

Saiba o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações. Utilizamos cookies essenciais e analíticos de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

ENTENDI