Ageuniara

Cachorro que anda de motocicleta é atração em Araraquara

Por: ALINE FERRAREZI DE OLIVEIRA

30/10/2013

Um cão da raça Cocker chamado Coquinho chama atenção ao passear de motocicleta em Araraquara (SP). O pintor Sérgio Henrique Gigante, dono do cão, o posiciona em cima do tanque da moto, o cão se equilibra e assim eles são parceiros inseparáveis nos passeios que realizam por toda a cidade. Por onde passa Coquinho faz sucesso.

Ao invés de andar preso na coleira como qualquer cachorro, Coquinho, de quase nove anos, passeia de motocicleta sentindo o vento nas orelhas. Vestido a caráter, estilo motoqueiro, o cão usa capacete e jaqueta, itens comprados em um pet shop e óculos comprado em uma loja de itens de segurança. Além disso, o nome do cachorro surgiu porque o pai de Gigante, já falecido, não conseguia falar a raça do animal, que é Cocker e o chamava de Coquinho.

A paixão pela moto começou quando Coquinho tinha um mês de idade por um problema de saúde do animal. “Eu o ganhei de uma mulher, logo após ele ficou doente e teve o sistema nervoso atacado que deixou o pescoço dele torto. Para ajudá-lo na recuperação comecei a fazer alguns passeios com ele de moto e ele melhorou. No inicio eu levava ele em baixo da camisa, com o tempo ele se acostumou e começou a se equilibrar, desde então não paramos mais”, conta.

Segundo o dono, Coquinho sabe a hora de passear e nunca sofreram acidente. “Como eu sou pintor, quando chego do trabalho ele fica na porta do meu quarto esperando eu pegar a moto e quando eu sento na motocicleta ele já arruma a postura porque sabe que vai passear”, ressalta.

Diariamente, quando está calor, depois das 18h, o cão acompanha o dono em passeios pela cidade e, eventualmente, eles ainda viajam para Matão(SP). “Ando com ele perto de casa, na Vila Xavier. De final de semana ando com ele no sábado até às 16h e no domingo pela manhã, horários mais tranquilos. Só não passeamos quando está frio. Andamos devagar, no máximo a 70 quilômetros por hora”, diz.

De acordo com o dono, Coquinho é muito comportado e manso, mas quando está em cima da moto e alguém se aproxima ele rosna e mostra quem é o dono. Além disso, se alguém brinca ameaçando bater no dono, ele também o defende, mas nunca mordeu ninguém.

Quem observa o cão em cima da moto realizando um passeio fica surpreso. “Tem muita gente que não se comporta direito em cima de uma moto igual ele. Só falta tirar uma CNH de cachorro. É difícil passar despercebido”, brincou o técnico de informática Fernando Henrique Silva.

Para o dono, o cão foi a melhor coisa que aconteceu na vida dele. “Ele é um amigo, um parceiro, ainda mais que ajudei ele sarar, foi uma terapia para ele e para mim. Sei que a vida do cachorro é curta, não estou preparado para uma possível falta do Coquinho, só vou saber o que sentir quando acontecer, por isso que eu passeio bastante com ele e aproveitamos cada minuto”, conta.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/