Ageuniara

Telecentro de Santa Lúcia oferece cursos de informática a jovens e adultos

Por: MILTON CERQUEIRA LEITE JUNIOR

13/09/2013

O Telecentro de Santa Lúcia oferece, há pouco mais de um ano, cursos de informática básica e noções de internet. O programa de inclusão digital do Ministério das Comunicações, presente no município desde 2009, agora está sendo empregado na capacitação de jovens e adultos. O espaço que a princípio era de uso livre, agora também é utilizado por moradores à procura de conhecimento na área da computação.

A iniciativa do projeto é do monitor e responsável pelo Telecentro, Bruno Parciasep, que identificou algumas dificuldades dos usuários ao utilizar as máquinas. O responsável descreve que o espaço não estava sendo bem utilizado. “Os usuários desconheciam o potencial que as máquinas podem oferecer e enfrentavam dificuldades em desempenhar tarefas simples, como edição de texto e navegação na internet”, explicou.

Bruno apresentou o projeto ao prefeito que autorizou a nova finalidade para o espaço. A ideia era oferecer os cursos para jovens que já frequentavam o lugar, porém, a iniciativa despertou interesse de pessoas de várias idades e a procura pelo curso aumentou. “Atualmente, nós temos uma lista de espera com pouco mais de trinta interessados. Porém, como só possuímos dez computadores, não é possível atender a todos”, justificou Bruno.

Durante esse um ano de projeto já se formaram duas turmas, um total de vinte alunos. No próximo mês devem se formar mais duas, porém, com um diferencial: uma é exclusiva da terceira idade.

Bohdana Dranivska Bergamin, 73 anos, é uma das alunas do curso oferecido pelo Telecentro. A aposentada sempre teve interesse em frequentar aulas de computação, mas somente agora teve oportunidade. “Na minha casa sempre teve computador, os meus filhos são formados na área da computação. Então, eu sempre estive nesse meio, mas só agora eu tive tempo para poder aprender”, contou.

Segundo a aposentada, a dificuldade que teve no decorrer do curso foi razoável, mas o conhecimento obtido no Telecentro é suficiente para as atividades que desempenha no seu dia-a-dia. “Gosto de ver notícias, artesanato, culinária. O que eu via na televisão, agora eu também busco na internet. Não vejo a necessidade de realizar outros cursos; o que eu aprendi é suficiente para o que eu preciso”, disse.

Para facilitar o processo de aprendizagem, Bruno Parciasep desenvolveu uma apostila que ensina passo-a-passo todo o conteúdo do curso. Segundo o instrutor, o retorno tem sido bastante positivo. “Eles [estudantes do Telecentro] saem daqui sabendo o básico, mas com conteúdo, que com certeza, os auxiliará a adentrarem no mundo digital”.

Laila Gabriela Venâncio, 12 anos, formou-se na primeira turma em 2012. A jovem conta que tinha dificuldades em utilizar os recursos da internet e por isso procurou o Telecentro. “Sempre gostei de internet, mas eu não sabia como utilizá-la. Quando eu fiz a minha inscrição para o curso eu tinha noções básicas de computação: jogos e edição de textos, mas o que eu queria mesmo era aprender sobre internet”, explicou.

Hoje, depois de formada, Laila diz que o curso foi bom para o seu aprendizado e que pretende continuar a estudar. “Gosto muito dessa área de computação, quero estudar mais e quem sabe um dia ser uma professora, como o Bruno”, disse.

Para o analista de sistemas Henrique Caetano, iniciativas como esta contribuem para o desenvolvimento social. “Hoje, com o mundo globalizado e com as pessoas buscando constantemente informações na rede, projetos deste tipo ajudam as pessoas a terem outros canais de buscas de informação e entretenimento, além de possibilitar relacionamentos através das redes sociais. O mundo digital oferece um leque de possibilidades para os internautas e quem ganha com isso é a sociedade de um modo geral”, disse.

O curso oferecido pelo Telecentro tem duração de quatro horas semanais, às segundas e quartas feiras, num período de seis meses.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/