Ageuniara

Igreja Matriz de Ribeirão Bonito comemora seu centenário

Por: LUCAS EDUARDO CASTRO MASCARO

19/09/2007

A Igreja Matriz de Ribeirão Bonito(SP) completará cem anos no dia 29 de setembro de 2007 e para comemorar essa data histórica será realizada uma missa com o Bispo da Diocese de São Carlos(SP) Dom Paulo Sérgio Machado.

Os preparativos para o centenário da igreja se iniciaram no começo do ano com a reforma geral da mesma, que contou com a recuperação dos vitrais, sistema elétrico e eletrônico, novos bancos, pintura externa e interna, troca do telhado e reforma das torres.Além, de um prato comemorativo com a imagem da igreja que foi vendido aos fiéis.

Em agosto, os moradores da cidade e alguns visitantes de cidades vizinhas puderam prestigiar a Tradicional Festa de Agosto,com jogo de bingo, leilão de prendas e gado.

“A paróquia atingiu as expectativas e conseguiu o dinheiro necessário para o término das obras”, revelou padre João Morales, pároco da Igreja.

Para João Roberto Mascaro, procurador e tesoureiro paroquial, além de colaborador há três décadas "a festa foi feita nos modos tradicionais, com muita alegria na noite da pizza, boi e porco no rolete e nas quermesses que aconteceram, além das celebrações que representou a parte religiosa”, diz.

Também aconteceram as missas que foram celebradas todo domingo às 18h30 por padres que no passado foram seminaristas como os padres Aimoré e Toninho, ou tiveram passagem pela paróquia, como Dom Bruno Gamberini atual Arcebispo de Campinas(SP) e o padre Fábio, um grande amigo do padre Morales e, por fim, no dia 7 de julho a missa ficou por conta de Dom Joviano de Lima Junior, Arcebispo de Ribeirão Preto(SP).

No dia 29 de setembro, segundo o pároco da cidade, depois da missa haverá quermesse com o bolo do centenário e apresentação da Banda Primeiro de Maio.No dia seguinte as festividades irão continuar com quermesse e leilão de prendas e assados e, no final do dia, será realizada a missa, às 18h30.

História

A Igreja que foi concluída no dia 29 de setembro de 1907 em homenagem ao Dr. J. D. Pinto Ferraz, completará cem anos.Construída para substituir a antiga capela, se tornou um símbolo para os moradores e hoje é um patrimônio histórico.

Antonio José Galdino, 98 anos, que colaborou com a igreja por mais de seis décadas lembra com emoção.“Era uma igreja colonial que foi modernizada com o tempo”,lembra. Ele também relata um acontecimento que seu sogro vivenciou:"Ele contava que brincava no alicerce da igreja".

São pessoas assim que ajudam para a continuidade da igreja que, a cada ano, está cada vez mais bonita e renovada e quem sabe daqui um tempo a Igreja não seja o palco de celebrações litúrgicas da eucaristia, batismo, crisma e casamento, de filhos e netos de pessoas que presenciam sua história nos dias atuais.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/