Ageuniara

Depois de 7 meses começa reconstrução de ponte em S. Carlos

Por: ANA LÍVIA SCHIAVONE

12/09/2007

Apenas no final de agosto começaram as obras de reconstrução da ponte que fica na avenida Vicente Pelicano, com previsão de 60 dias para o término. O buraco da antiga ponte fica a um quarteirão da entrada da E.E. "João Jorge Marmorato" e próximo à Unidade Básica de Saúde.

A ponte antiga era de tubos metálicos, segundo informou ao Jornal Primeira Página o secretário de Transporte, Trânsito e Vias Públicas, Ricardo Meirelles. Na publicação, do dia 2 de setembro, o secretário declara que “o material era muito usado nas administrações anteriores por causa do custo baixo, apesar de não ser o material indicado para esse tipo de obra e estava deteriorado”.

A forte chuva que caiu na cidade no dia 28 de janeiro de 2007, das 19h às 20h, causou, dentre outros transtornos, o rompimento da tubulação da ponte do córrego Gregório, no bairro Azulville. Meirelles adiantou que a ponte será reconstruída em concreto armado.

Segundo Flávio Pereira Coltri, engenheiro responsável pela obra, a verba para a recuperação da ponte "é vultosa" e não estava prevista no orçamento da secretaria. “A demora no início da obra se deve ao fato de se tratar de uma obra dentro de uma área de proteção permanente (APP), devendo assim ser realizado um detalhamento no projeto, levando em consideração as leis ambientais vigentes em nosso país”, justificou Coltri.

“Como esta é uma obra que não estava na programação para o exercício de 2007, a Prefeitura de São Carlos se empenhou na busca de recursos”, garante o engenheiro. O custo estimado para a reconstrução da ponte em concreto é de R$ 295.664,20. O dinheiro da obra virá do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal.

Segundo o engenheiro, a obra está prevista para término em 60 dias. Apesar da utilização de células de concreto proporcionar ganho de tempo, “é necessário o preparo do fundo do córrego, o desvio para o lançamento da fundação da ponte", esclarece Coltri. Após o lançamento das células de concreto serão construídos as alas e sistema de drenagem superficial, o aterro e, posteriormente, acapa asfáltica.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/