[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

Em vista das melhorias que estão sendo realizadas na portaria principal da Unidade I da Uniara, alunos, interessados e colaboradores devem utilizar a entrada localizada na Rua Voluntários da Pátria, 1309 (Rua 5).

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Fundação Pró-memória atrai atenção de italianos

Por: FABIO DA SILVA ALAVARCE

30/03/2005

A Fundação Pró-memória de São Carlos-SP conta com um acervo de documentos sobre imigrações. Hoje a Fundação, mantida pela prefeitura municipal, vem se dedicando à conservação e manutenção do acervo de documentos históricos atraindo a atenção de descendentes de italianos que procuram comprovar suas origens.

Existem aproximadamente cinco mil documentos catalogados e classificados para localização e reprodução dos interessados em resgatar sua origem. Segundo dados do Consulado Geral da Itália em São Paulo, o principal documento necessário para obtenção da cidadania italiana é a comprovação do nascimento ou desembarque do imigrante no Brasil.

A Fundação mantém dados históricos desde 1840, de imigrantes que construíram uma vida na região. São Carlos foi uma das quatro cidades do estado de São Paulo com maior volume de imigrantes italianos, dedicados à cultura do café. Por isso vem sendo bastante procurada por pessoas que querem obter o visto de cidadania italiana.

O processo de comprovação da descendência de imigrantes da Itália nem sempre é fácil. “Estamos com dificuldades para encontrarmos nossos descendentes. A maioria dos italianos não era analfabetizada e quando iam fazer seus registros, falavam certo, mas, por terem sotaques, os brasileiros escreviam errado. No nosso caso, escreve-se Rizzi, mas, no registro está Riceti; comprovamos ao verificar uma assinatura do nosso tataravô”, exemplifica o casal Marcos e Sandra Rizzi.

O fluxo da imigração italiana para o Brasil foi afetado pela crise do café, no final da década de 1920. As lavouras foram abandonadas pelos que já haviam chegado e a grande maioria mudou-se para a cidade, buscando outras formas de sobrevivência.

As consultas aos documentos disponíveis na Fundação Pró-Memória podem ser feitas pelo telefone (16)3372-2959 ou no próprio local, situado na antiga estação da Fepasa, com horário de funcionamento das 8:00 às 12:00 e das 14:00 às 17:00 horas. ”Tudo o que for necessário, desde um documento a uma foto histórica da cidade, estaremos a disposição", disse Marisa Tinta, técnica em documentação.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/