[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Conferência Regional acontece na Semana da Consciência Negra

Por: DENIZE SIMONY JANUARIO

25/11/2004

Nos dias 26 e 27 de novembro, acontece,em Araraquara(SP) a Conferência Regional de Promoção da Igualdade Racial.

O objetivo é debater e elaborar propostas em cima dos temas: “Educação como construção das relações raciais e sociais” e “Geração de trabalho e renda, um olhar para a juventude negra”.

No dia 26 de novembro, no Espaço Cultural “Paratodos”, na Rua 3, haverá a abertura do evento e, no dia 27, na Biblioteca Municipal "Máriode Andrade", acontecem os principais programas da conferência, dividindo-se em exposição de temas como "Educação como construção das relações raciais e sociais", com a Pedagoga Gláucia Matos, que é também Secretária e Coordenadora da adjunta ONG - "Fala Preta" e "Geração de trabalho e renda, um olhar para a juventude negra", com Jorge Luiz da Silva Nascimento, Coordenador Geral de Fomento.

A inscrição é gratuita pode ser feita na Coordenadoria de Participação Popular que fica na Prefeitura Municipal, rua São Bento, 840 - 9º andar ou no Centro de Referência da Cidadania, na Avenida Duque de Caxias, 277 - Centro

A organização desta conferência envolve várias instituições de cidades como: Araraquara, São Carlos(SP) e Matão(SP).

De Araraquara os organizadores são : Centro de Referência da Cidadania , Centro de Referência da Mulher, Secretaria Municipal de Educação , Coordenadoria de Participação Popular ,Conselho Municipal de Combate à Discriminação e ao Racismo e ONG Fonte

De São Carlos destacam-se :Seção de Combate ao Racismo. De Ibaté , a Divisão Municipal de Educação e de Matão, o Conselho de Desenvolvimento e Participação da Comunidade Negra

“A comissão acredita que é uma grande possibilidade das cidades da região que ainda não começaram a implantar a lei que institui a obrigatoriedade da História Africana e Afrobrasileira nos Curriculuns escolares. A juventude é o grande desafio para as próximas ações de políticas de ações afirmativas.” comenta Ricardo Silva, Gestor de Projetos do Centro de Referência da Cidadania.

Ele diz também que Araraquara ainda demonstra algumas atitudes racistas: “Quando andamos pela lojas da cidade, bancos e outros estabelecimentos comerciais do município, não percebemos a presença da população negra, principalmente da mulher negra, em cargos de chefias, gerentes e encarregados, pois existe uma prática que tais cargos devem ser ocupados pela aparência das pessoas, e não pelo seu conteúdo profissional”, acrescenta.

Segundo ele, os negros perdem oportunidades por não terem o padrão que a sociedade impõe - branco e estética física de beleza definidos pela mídia – são impedidos de assumirem por vários motivos sutilmente discriminatórios.

"Sem contar as situações na área de Educação, Saúde, Cultura e outras, que devem ser discutidos, pois estas áreas, se não tivermos cuidado podem contribuir para a existência de racismo, como já contribui em outros momentos", finaliza.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/