[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

Em vista das melhorias que estão sendo realizadas na portaria principal da Unidade I da Uniara, alunos, interessados e colaboradores devem utilizar a entrada localizada na Rua Voluntários da Pátria, 1309 (Rua 5).

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Tempo e saúde: uma combinação de risco

Por: LEONARDO MARCO DA SILVA GERALDO

11/04/2017

As mudanças de temperaturas interferem na vida de todos, ainda mais quando essas mudanças ocorrem no mesmo dia. Segundo uma reportagem exibida pelo Jornal da EPTV 2ª edição, em Araraquara (SP), nos primeiros meses do ano, registrou uma grande amplitude térmica, que é a diferença entre a temperatura máxima e mínima que são registradas em determinado local e período.

Dados mostrados na reportagem apontam que em janeiro, a temperatura máxima registrada foi de 29,4° e a mínima foi de 20°. Porém, no mês seguinte, a variação foi ainda maior, com máxima de 31,2° e mínima de 19,9°. Segundo a Defesa Civil de Araraquara, dados mais recentes, referente ao mês de março, apontam ainda uma grande variação. (Veja abaixo)

Segundo a enfermeira, Ariane Teixeira, do Centro Municipal de Saúde (CMS) " Dr. Genaro Granata", localizado no Jardim Paulistano, essas variações na temperatura podem causar, principalmente, problemas alérgicos para quem já possui algum problema de alergia.

Porém, a temperatura em si não é quem causa esses problemas, mas sim o tempo. “A temperatura em si não afeta muito, pode causar queda de pressão, mas que não é um problema grave”, diz a enfermeira.

Sintomas e cuidados

Em uma época onde a preocupação é com a febre amarela, algumas pessoas têm dúvidas de como diferenciá-la de uma gripe comum, que é bastante presente durante essa amplitudes térmicas. Segundo Ariane, um caso suspeito de febre amarela é tratado a partir dos seguintes sintomas:  paciente com febre aguda (de até sete dias), de início súbito, com icterícia (coloração amarelada), procedente de área de risco para febre amarela ou de locais com ocorrência de epizootias em primatas não-humanos ou isolamento de vírus em vetores, nos últimos 15 dias.

“A diferença aqui é icterícia, isso pode demorar até sete dias para aparecer. E no começo? Nos dois primeiros dias, é tratado como? É tratado como gripe, mas você vai ficar de olho nessa pessoa.”, diz a enfermeira. Porém, ela alerta que mais do que uma gripe o caso é tratado como suspeita de dengue. “Essa pessoa tem que estar sendo monitorada, o médico vai pedir para ela retornar”.

Ao contrário do que muitos pensam, não é a  Unidade de Pronto Atendimento (UPA) quem acompanha esses casos de perto. “Quem acompanha é a rede básica, o posto de saúde”, esclarece a enfermeira. Ela aconselha que os cuidados e a hidratação são uma prevenção contra essas doenças.

Variações de Temperatura

Confira abaixo as variações de temperatura  de março e abril, registradas pela Defesa Civil

MARÇO 2017

PREVISTO

Temp. Média Mínima – 18,7°

Temp. Média Máxima – 29,9°

APURADO

Temp. Mínima – 19,0°

Temp. Máxima – 30,0°

EXTREMOS

Temp. Mínima – 14,2°

Temp. Máxima – 32,9°

ABRIL 2017 (APURADO ATÉ 09/04)

PREVISTO

Temp. Média Mínima – 16,2°

Temp. Média Máxima – 27,6°

APURADO

Temp. Mínima – 17,0°

Temp. Máxima – 30,0°

EXTREMOS

Temp. Mínima – 13,4°

Temp. Máxima – 32,0°

Fonte: Defesa Civil de Araraquara. 



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/