/cursos/presencial/graduacao/engenharia-de-producao/ 347 53 Engenharia de Produção Graduação

Formação: Bacharelado

Modalidade: Presencial

Período: Diurno ou Noturno

Duração: 5 anos

Vagas: 210

Engenharia de Produção

O Curso

O curso de Engenharia de Produção foi reconhecido com conceitos máximos pelo MEC (Portaria no. 1702 de 8 de junho de 2004), e apresenta basicamente três enfoques, distribuídos em 5 anos de duração. O primeiro ano possui disciplinas das áreas de exatas, humanas e informática, visa à sólida formação do Engenheiro. O segundo ano do curso é voltado à formação específica do Engenheiro de Produção, contemplando os conteúdos das dez subáreas do conhecimento da área, de acordo com a ABEPRO: Gestão da Produção; Gestão da Qualidade; Gestão Econômica; Ergonomia e Segurança do Trabalho; Gestão do Produto; Pesquisa Operacional; Gestão Estratégica e Organizacional; Gestão do Conhecimento Organizacional; Gestão Ambiental e Educação em Engenharia de Produção. O terceiro tem como objetivo o aprofundamento da formação profissional e a caracterização dos sistemas produtivos discretos, contínuos e do setor de serviços, enfatizando as peculiaridades das empresas que configuram o desenvolvimento econômico de Araraquara e região.

 

Mercado de Trabalho

Industrial: atua principalmente no Planejamento e Controle da Produção, na Gestão da Qualidade, na Pesquisa e Desenvolvimento de Novos Produtos, na Gestão dos Processos Produtivos, no Planejamento Financeiro, no Estudo de Viabilidades, na Logística Empresarial etc., tendendo a ocupar, com o tempo, altos cargos de natureza gerencial;

Serviços: atua em consultorias empresariais, empresas de transportes e distribuição, empresas de prestação de serviços em geral, hotéis, bancos etc;

Agroindustrial: é habilitado a participar das várias fases do processo produtivo primário, mas atua principalmente na área de Logística;

Comércio: devido à sua formação de caráter generalista e sua forte visão de negócios, é também atuante no setor comercial, onde se destaca pelo Empreendedorismo;

Mercado Financeiro (Bolsa de Valores, BM&F): atua no setor, principalmente agregando seus conhecimentos de Engenharia Econômica, Análise/Viabilidade de Projetos e Macro/Micro Economia.

Matriz Curricular

1ª SÉRIE

Disciplinas

Carga Horária

Cálculo Diferencial e Integral I

144

Comunicação e Expressão Aplicada

36

Ética e Legislação Profissional

36

Expressão Gráfica

72

Física Experimental I

36

Física I

72

Geometria Analítica e Álgebra Linear

72

Introdução à Eng. Produção

36

Introdução à Técnica de Programação

72

Química

72

Química Experimental

36

Sistemas e Processos de Produção

36

Total da Série

720

2ª SÉRIE

Disciplinas

Carga Horária

Cálculo Diferencial e Integral II

72

Cálculo Numérico

72

Economia

72

Ergonomia e Segurança do Trabalho

72

Física Experimental II

36

Física II

72

Instrumentação e Metrologia

72

Mecânica Geral

72

Probabilidade e Estatística Básica

72

Teoria Geral da Administração e Teoria da Organização

72

Total da Série

684

3ª SÉRIE

Disciplinas do Curso

Carga Horária

Elementos de Máquina

36

Eletricidade para Eng. Produção

72

Estatística Aplicada

36

Física 3

36

Gestão de Pessoas

36

Marketing para Engenharia de Produção

36

Métodos para Resolução de Problemas em EP

36

Materiais e Tratamentos Térmicos

72

Mecânica Aplicada

36

Mecânica dos Fluidos

72

Pesquisa Operacional I

72

Processos de Fabricação I

72

Psicologia para Engenharia de Produção

36

Resistência dos Materiais

72

Total da Série

720

4ª SÉRIE

Disciplinas do Curso

Carga Horária

Automação Industrial

36

Contabilidade e Custos

72

Engenharia Econômica

72

Gestão da Qualidade

72

Pesquisa Operacional II

72

Planejamento e Controle da Produção I

72

Práticas de Oficina Mecânica

72

Processos de Fabricação II

36

Processos de Fabricação III

36

Projeto do Produto

72

Transmissão de Calor e Termodinâmica Aplicada

72

Trabalho Conclusão de Curso I

36

Total da Série

720

5ª SÉRIE

Disciplinas do Curso

Carga Horária

Desenvolvimento Regional

36

Engenharia de Produção aplicada à Serviços

36

Estágio Supervisionado

 

Atividades Complementares

 

Finanças

36

Gestão Ambiental

36

Gestão da Manutenção Industrial

36

Gestão da Produtividade

36

Logística e Canais de Distribuição

36

Planejamento e Controle da Produção II

144

Projeto de Fábrica

72

Simulação aplicada à Engenharia de Produção

36

Sistemas Agroindustriais

36

Sistemas de Informação

72

Tópicos Complementares para Engenharia de Produção

36

Trabalho Conclusão de Curso II

 

Total da Série

648

Corpo docente

Coordenação

Ethel Cristina Chiari da Silva possui graduação em Engenharia de Produção de Materiais pela Universidade Federal de São Carlos UFSCar, mestrado e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade de São Paulo - USP. Ministra aulas no ensino superior desde 1998.
http://lattes.cnpq.br/1255105994637203

Docentes

Adalberto Gonçalves Cunha é graduado em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas (1987) pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar. Possui especialização em Histologia para Área de Saúde (2002) pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP e mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (2009) pelo Centro Universitário de Araraquara - Uniara. Ministra aulas no ensino superior desde 1996.
http://lattes.cnpq.br/6304342400576323

Ademil Lúcio Lopes possui graduação em Ciências Econômicas (1995) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, mestrado em Engenharia de Produção (2000) pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar e doutorado em Sociologia (2011) pela UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 2000.
http://lattes.cnpq.br/3065217754056353

Alberto Perdigão Pacheco de Toledo possui graduação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP e em Pedagogia pela Faculdade de Educação São Luiz, Jaboticabal. É mestre e doutor em Química pela Universidade de São Paulo - USP.

Alexandre Machado Ferraz possui graduação em Física (1989) pelo Instituto de Física de São Carlos pela Universidade de São Paulo - USP, em Engenharia Mecânica (1992) pela mesma Instituição, mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais (1998) pela Área Interunidades - USP e doutorado em Engenharia Mecânica (2005) também pela USP. Ministra aulas no ensino superior desde 2007.
http://lattes.cnpq.br/4813776040721321

Antônio Marcos Vila possui mestrado em Matemática (1977) pela Universidade de São Paulo - USP e doutorado em Ciências (1983) pela mesma Instituição. Ministra aulas no ensino superior desde 1975.
http://lattes.cnpq.br/4783375040156029

Claudio Luis Piratelli possui graduação em Engenharia de Produção de Materiais pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar, especialização em Gestão Estratégica de Negócios pelo Instituto Nacional de Pós-Graduação - INPG, mestrado em Desenvolvimento Regional pelo Centro Universitário de Araraquara - Uniara e doutorado em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Aeronáutica e Mecânica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA. Ministra aulas no ensino superior desde 1999.
http://lattes.cnpq.br/5786372627815953

Délson Luiz Módolo possui graduação em Engenharia Mecânica pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo - USP, mestrado e doutorado em Engenharia Mecânica pela mesma Instituição. Ministra aulas no ensino superior desde 2000.
http://lattes.cnpq.br/6281489266052513

Edilson José Davoglio Candido possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade Estadual de Londrina - UEL e mestrado em Ciência da Computação/Engenharia de Software pela Universidade de São Paulo - USP. Ministra aulas no ensino superior desde 2008.
http://lattes.cnpq.br/4742564388398564

Eduardo Rois Morales Alves possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP e em Direito pela Faculdade de Direito de Araraquara. É mestre em Economia pela UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 1993.
http://lattes.cnpq.br/3557097771405107

Fabiana Florian possui graduação em Ciências Econômicas (2000) pelo Centro Universitário de Araraquara - Uniara, é mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (2005) pela mesma Instituição e doutora em Ciência dos Alimentos e Nutricionais (2014) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 2006.
http://lattes.cnpq.br/7128829324567785

Flávia Ferreira possui graduação em Matemática (1989) pela Pontifícia Universidade Católica - PUC de Campinas e especialização em Formação de Recursos Humanos para Informática (1990) pela mesma Instituição. É mestre em Estatística (2003) pela Universidade Federal de São Carlos -UFSCar. Ministra aulas no ensino superior desde 2005.
http://lattes.cnpq.br/7763833646375697

Helena Carvalho De Lorenzo possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP, é especialista em Economia pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, mestre em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo - USP e doutora em Geociências pela UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 1973.
http://lattes.cnpq.br/0152644674173077

José Cabreira Sobrinho possui graduação em Matemática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP, especialização em Análise Numérica e Equações Diferenciais Ordinárias - Teoria Geral.

José Camilo Barbosa possui graduação em Física pela Universidade de São Paulo - USP, mestrado em Física pela mesma Instituição e doutorado em Física - University of Warwick Ministra aulas no ensino superior desde 1999.
http://lattes.cnpq.br/4909093481506949

José Eduardo Ribeiro possui graduação em Sistemas de Informação (2005) pelo Centro Universitário de Araraquara - Uniara e mestrado em Ciência da Computação (2010) pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar. Ministra aulas no ensino superior desde 2010.
http://lattes.cnpq.br/0645626993269346

José Luis Garcia Hermosilla possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade de São Paulo - USP, mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina e doutorado em Engenharia Mecânica pela USP. Ministra aulas no ensino superior desde 2009.
http://lattes.cnpq.br/6515815793300720

Leonardo Marquez Pedro possui graduação em Engenharia Mecânica com ênfase em Mecatrônica pela Universidade de São Paulo - USP e mestrado e doutorado em Engenharia Mecânica pela mesma Instituição. Ministra aulas no ensino superior desde 2004.
http://lattes.cnpq.br/8454441527926559

Marcelo Akira Miho possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade de Mogi das Cruzes, mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade de São Paulo - USP e cursos técnicos profissionalizantes pelo Colégio Industrial Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo. Ministra aulas no ensino superior desde 2008. É doutorando pela USP.
http://lattes.cnpq.br/0144702022364933

Marcelo Wilson Anhesine possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade de Bauru (1987), atualmente, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, mestrado em Engenharia Metalúrgica pela Universidade de São Paulo - EESC-USP (1993) e doutorado em Engenharia Mecânica também pela EESC-USP (1999). Ministra aulas no ensino superior desde 2002.
http://lattes.cnpq.br/7034917372221314

Maria Bernadete da Silva Malara possui graduação em Matemática (1974) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP e em Pedagogia (1979) pela Faculdade de Educação São Luis. É especialista em Álgebra Linear e Programação Linear (1976) pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Barão de Mauá, mestre em Ciências da Computação e Matemática Computacional (1994) pelo Instituto de Ciências Matemáticas de São Carlos da Universidade de São Paulo - USP e doutora (2008) em Educação Matemática pela UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 1991.
http://lattes.cnpq.br/1928357849675000

Maria Rosa Rodrigues Rissi possui graduação em Psicologia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - USP, mestrado e doutorado em Psicologia e Educação pela mesma Instituição. Ministra aulas no ensino superior desde 2003.
http://lattes.cnpq.br/0151378552120631

Renato Marcio Martins de Campos possui graduação em Comunicação Social - Habilitação em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Mogi das Cruzes. É mestre em Comunicação e Mercado pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero e especialista em Teoria e Técnica da Comunicação Social pela mesma Instituição. Ministra aulas no ensino superior desde 2000.
http://lattes.cnpq.br/0061462164925901

Soraya Elaine Marques Gouveia Saia possui graduação em Física (1992) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, mestrado em Física (1995) pela University of Liverpool - Inglaterra. É doutora em Ciências (2006) pela Universidade de São Paulo - USP, com doutorado-sanduíche na França IRD - Institute de Recherche pour le Developpement - Bondy/Paris. Ministra aulas no ensino superior desde 2007.
http://lattes.cnpq.br/6673437780404643

Wilson Kendy Tachibana possui graduação em Administração de Empresas pela Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas da Universidade de São Paulo - USP, mestrado e doutorado em Engenharia Mecânica pela Escola de Engenharia de São Carlos - EESC/USP. Ministra aulas no ensino superior desde 1974.
http://lattes.cnpq.br/1444771223340064

Vestibular

INICIAR INSCRIÇÃO NO VESTIBULAR

Data da Prova 

26/07/2017 (das 19h às 21h)

Prazo de Inscrição

Na Uniara: de 20/07/2017 até 26/07/2017 (14:00 h)
Na Internet: de 20/07/2017 até 26/07/2017 (14:00 h)

Taxa de inscrição

Gratuita

SAIBA MAIS SOBRE O VESTIBULAR

Aguarde mais informações.

Contato

Telefone

Ligação gratuita: 0800 55 65 88
Horários: 2ª a 6ª feira, das 8h às 22h e sábado das 8h às 12h.

Endereço

Universidade de Araraquara – Uniara
Rua Carlos Gomes, 1338 – Centro – Araraquara/SP.
Horários: 2ª a 6ª feira, das 8h às 22h e sábado das 8h às 12h.

Dúvidas

Deixe sua mensagem abaixo:


Utilizamos o RECAPTCHA como medida de segurança no envio de mensagens através do nosso site. Caso você tenha dúvidas sobre a utilização desse sistema, clique aqui e saiba mais sobre o RECAPTCHA.

Atividades

Segundo a Associação Brasileira de Engenharia de Produção – Abepro, “compete à Engenharia de Produção o projeto, a modelagem, a implantação, a operação, a manutenção e a melhoria de sistemas produtivos integrados de bens e serviços, envolvendo homens, recursos financeiros e materiais, tecnologia, informação e energia. Compete, ainda, especificar, prever e avaliar os resultados obtidos destes sistemas para a sociedade e o meio ambiente, recorrendo a conhecimentos especializados da matemática, física, ciências humanas e sociais, conjuntamente com os princípios e métodos de análise e projeto da Engenharia”. Da definição acima, pode-se traçar de forma simplista a intersecção da Engenharia de Produção com outras áreas do conhecimento.

Profissão

Segundo a ABEPRO, Associação Brasileira de Engenharia de Produção, “competem à Engenharia de Produção o projeto, a modelagem, a implantação, a operação, a manutenção e a melhoria de sistemas produtivos integrados de bens e serviços, envolvendo homens, recursos financeiros e materiais, tecnologia, informação e energia. Competem, ainda, especificar, prever e avaliar os resultados obtidos destes sistemas para a sociedade e o meio ambiente, recorrendo a conhecimentos especializados da matemática, física, ciências humanas e sociais, conjuntamente com os princípios e métodos de análise e projeto da Engenharia”. Da definição acima, pode-se traçar de forma simplista a intersecção da Engenharia de Produção com outras áreas do conhecimento.

A Engenharia de Produção é a mais humanista das engenharias, pois estuda novas metodologias de organização do trabalho, a vida financeira empresarial e novos modelos de Gestão, lidando constantemente com os Recursos Pessoais. Reportagens recentes de revistas como “Exame”, “Isto é” e “Veja”, e de jornais como “Folha de São Paulo”, apontam a Engenharia de Produção como o ramo da Engenharia com as melhores perspectivas de mercado de trabalho, graças à formação de caráter generalista e eclética deste profissional. Segundo pesquisa nacional divulgada pela ABEPRO, o curso de Engenharia de Produção é o preferido por 68,42% dos estudantes de engenharia.

Infraestrutura

Conteúdos Básicos:

  • Física;
  • Química;
  • Expressão Gráfica - Solid Edge;
  • Informática;
  • Eletricidade.

Conteúdos Profissionalizantes:

  • Instrumentação e Metrologia;
  • Oficina Mecânica.

Conteúdos Profissionalizantes Específicos:

  • LIEP - Laboratório Integrado de Engenharia de Produção;
  • LAGESP - Laboratório de Gestão Empresarial e Simulação da Produção.

Visitas Técnicas: Certamente, a empresa é o maior laboratório ao futuro Engenheiro de Produção. O curso de Engenharia de Produção da UNIARA prevê uma série de visitas técnicas aos mais diversos ambientes produtivos, para que os alunos comecem, desde cedo, a se familiarizar com os sistemas e lapidar suas habilidades futuras.

Profissão e Mercado

O mercado farmacêutico gera uma lucratividade satisfatória a quem queira ser um empreendedor. É um mercado altamente competitivo com uma rentabilidade muito alta, possibilitando às empresas brasileiras investir parte do seu faturamento em tecnologia industrial. Dessa forma, o mercado de trabalho para farmacêuticos torna-se extremamente promissor.

As indústrias farmacêutica, cosmética e veterinária, hoje, são alguns dos setores com melhores perspectivas em termos de mercado de trabalho. Segundo o Conselho Federal de Farmácia (CFF), a demanda por profissionais em farmácias e drogarias vem aumentando dramaticamente devido à exigência legal da presença de farmacêuticos em todos os estabelecimentos, para combater fraudes de medicamentos.

A Lei dos genéricos em 2000 gerou investimentos das indústrias na produção destes medicamentos, abrindo novas vagas para farmacêuticos. Portanto, as drogarias e as farmácias também foram obrigadas pela lei a ter em seu quadro de funcionário um profissional farmacêutico, uma vez que somente o farmacêutico, em farmácias e drogarias, pode substituir o medicamento referência por outro equivalente. Portanto, a sua presença, que já era essencial nas casas especializadas, tornou-se obrigatória.

O mercado farmacêutico abre oportunidades de trabalho em áreas novas, como laboratórios de análise e pesquisa de poluição atmosférica e de tratamento de dejetos industriais, uma vez que pesquisas sobre tratamento e controle de águas para consumo humano e para uso industrial cresceram em função da maior preocupação da sociedade com o meio ambiente.

O setor de saúde pública é uma área muito carente, necessitando de grandes volumes de investimentos por parte dos governos federal, estaduais e municipais. Com os investimentos atuais, novas oportunidades para profissionais da área de farmácia surgirão. O setor de produção de medicamentos de homeopatia, tanto para uso humano como veterinário também tem oferecido boas oportunidades. Vale destacar que a Perícia Criminal é uma das áreas de atuação do Farmacêutico; o ingresso nessa área se dá através de concurso público.

Contratação de um Profissional Farmacêutico

Os profissionais farmacêuticos recém-formados pelo Curso de Farmácia / Uniara podem iniciar a carreira prestando concursos para atuarem em Farmácias Municipais e Hospitalares. Grandes Empresas de Indústrias Farmacêuticas e Veterinárias, Farmácia de Manipulação e Homeopatia Humana e Veterinária, Farmácias e Drogarias e Laboratórios de Análises Clínicas e Toxicológicas muitas vezes recrutam nossos alunos para seus programas de estágio, após os quais são efetivados aqueles com melhores desempenhos.

Ambiente de Trabalho

Os laboratórios farmacêuticos são ambientes limpos, climatizados e iluminados. A atividade a ser desempenhada geralmente exige o uso de luvas, máscaras, toucas e de aparelhos de precisão, como balanças e microscópios. Nas Farmácias Hospitalares e Laboratórios de Análises Clínicas e Toxicológicas, incluindo a Perícia Criminal, a jornada de trabalho pode ser intensa, com plantões noturnos e nos finais de semana. Lidam com materiais tóxicos, fazendo jus a acréscimos salariais por conta da insalubridade. Nas Farmácias e Drogarias, a jornada de trabalho também é intensa. O profissional farmacêutico deverá estar preparado para trabalhar muitas horas em pé.

Qualificação Necessária

Farmacêuticos precisam ter diploma de Curso Superior em Farmácia, normalmente com quatro anos e meio de duração, e estágio obrigatório. Para se sobressair na carreira, é preciso estar sempre atualizado, através de cursos e de leituras de revistas e livros especializados. Conhecimento em inglês é fundamental.

Histórico da Profissão

Os primeiros Engenheiros de Produção de que se tem notícia surgiram nos EUA entre 1882 e 1912, com o chamado movimento "Scientific Management" (Administração Científica) preconizado por F.W. Taylor, Frank e Lillian Gilbreth, H.L. Gantt, dentre outros. Com o advento da produção em massa, difundida por Henry Ford, os Engenheiros de Produção passaram a exercer papel fundamental no processo produtivo, uma vez que a eles competiam a idealização e a regência de todas atividades produtivas dos trabalhadores no chão de fábrica, visando à obtenção do produto final.

No Brasil, a Engenharia de Produção foi introduzida em 1959 pela Escola Politécnica da USP, tendo como cenário o forte processo de industrialização vivido pelo país na época, mais particularmente com a instalação das indústrias automobilísticas na região do ABC paulista.

Com a evolução dos sistemas produtivos, desde sua origem, na produção artesanal, passando pela produção em massa durante boa parte do século passado, até os dias atuais com a difusão da produção enxuta e das filosofias japonesas, o Engenheiro de Produção foi se adequando às demandas impostas pela sociedade capitalista ao longo dessa linha do tempo. Hoje, a preocupação do Engenheiro de Produção não se centra somente na gestão e na otimização dos processos produtivos, objetivando continuamente ganho em produtividade (como na época de Ford), mas também no mercado de consumo, na logística empresarial, no avanço tecnológico, na qualidade dos produtos e serviços, no impacto ambiental e social de se produzir, na competitividade internacional e, principalmente, no foco no cliente e no negócio.

Subáreas da Profissão

1. Gestão dos Recursos, Processos, Sistemas de Produção e Operações:

1.1 Planejamento e Controle da Produção;
1.2 Logística da Cadeia de Suprimentos e Distribuição;
1.3 Organização e Disposição Física de Máquinas e Equipamentos;
1.4 Procedimentos, Métodos e Sequências de Fabricação e Construção;
1.5 Gestão da Manutenção;
1.6 Gestão Energética;
1.7 Gestão de Processos de Fabricação e Construção;
1.7.1 Processos Intermitentes de Fabricação e Construção;
1.7.2 Processos Contínuos de Fabricação e Construção;
1.8 Gestão de Operações;
1.8.1 Concepção e Projeto das Operações de Produção;
1.8.2 Organização das Operações de Produção;
1.8.3 Sistemas e Processos Operacionais Produtivos.

2. Pesquisa Operacional:

2.1 Modelagem, Análise e Simulação;
2.2 Processos Estocásticos;
2.3 Processos Decisórios;
2.4 Análise de Demanda;
2.5 Inteligência Computacional (Redes Neurais, Lógica Nebulosa, Sistemas Especialistas).

3. Qualidade:

3.1 Gestão da Qualidade;
3.2 Engenharia da Qualidade;
3.3 Normalização e Certificação para a Qualidade;
3.4 Organização Metrológica da Qualidade;
3.5 Análise de Desempenho de Sistemas Metrológicos;
3.6 Confiabilidade de Produtos;
3.7 Confiabilidade de Processos;
3.8 Qualidade em Serviços.

4. Engenharia do Produto:

4.1 Planejamento do Produto Industrial;
4.2 Métodos de Desenvolvimento de Produtos;
4.3 Otimização de Produtos.

5. Ergonomia e Higiene e Segurança do Trabalho:

5.1 Ergonomia do Produto;
5.2 Ergonomia dos Processos de Produção;
5.3 Projeto e Organização do Trabalho;
5.4 Biomecânica Ocupacional;
5.5 Economia da Ergonomia;
5.6 Ergonomia do Ambiente;
5.7 Sistemas de Gestão em HST;
5.8 Ergonomia Cognitiva (Software);
5.9 Gerência de Riscos;
5.10 Acessibilidade.

6. Engenharia Econômica:

6.1 Gestão Financeira de Projetos e Empreendimentos;
6.1.1 Análise de Risco em Projetos e Empreendimentos;
6.1.2 Análise do Retorno em Projetos e Empreendimentos;
6.2 Gestão de Custos dos Sistemas de Produção e Operações;
6.3 Gestão de Investimentos em Produção e Operações;
6.4 Gestão do Desempenho dos Sistemas de Produção e Operações.

7. Gestão de Recursos Naturais:

7.1 Gestão e Ordenamento Abiental;
7.2 Monitoramento e Mitigação de Impactos Ambientais.

8 Engenharia da Estrutura Organizacional:

8.1 Gestão de Projetos;
8.2 Gestão da Tecnologia;
8.3 Gestão da Inovação;
8.4 Gestão da Informação de Produção e Operações;
8.5 Gestão e Estratégias da TI;
8.6 Gestão do Conhecimento em Sistemas Produtivos;
8.7 Planejamento Estratégico e Operacional;
8.8 Estratégias de Produção;
8.9 Organização Industrial;
8.10 Estratégia e Avaliação de Mercado;
8.11 Redes de Mercado de Empresas e Cadeia Produtiva;
8.12 Gestão e Estratégia de Produtos, Marcas e Mercados;
8.13 Gestão da Cultura Técnica;
8.14 Sistema Nacionais de Inovação, Relações Universidade, Indústria e Governo.

9 Educação em Engenharia de Produção:

9.1 Gestão Acadêmica e Institucional de Cursos de EP;
9.2 Sistemas e Metodologias de Avaliação de Cursos de EP;
9.3 Métodos e Meios Educacionais em EP;
9.4 Metodologia e Avaliação de Ensino-Aprendizagem na EP;
9.5 Organização e Gestão do Ensino a Distância para EP;
9.6 Pesquisa, Extensão e Pós Graduação na EP;
9.7 Estudo das Atividades de Pesquisa Relacionadas à EP;
9.8 Estudo das Atividades de Extensão Relacionadas à EP;
9.9 Estudo das Atividades e dos Cursos de Pós Graduação em EP.

10. Ética e Responsabilidade Social em Engenharia de Produção.

11. Desenvolvimento Regional Sustentado e a Engenharia de Produção.

Campos de Atuação

Empresas do setor industrial e/ou de serviços, públicas ou privadas, nas seguintes áreas:

GESTÃO DA PRODUÇÃO: Planejamento e Controle da Produção; Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos; Arranjo físico de Máquinas, Equipamentos e Instalações; Projeto de Fábrica e de Instalações Industriais; Gestão da Manutenção; Simulação da Produção; Planejamento de Processos Produtivos.

GESTÃO DA QUALIDADE: Controle Estatístico da Qualidade; Normalização e Certificação para a Qualidade; Organização Metrológica da Qualidade; Confiabilidade de Equipamentos, Máquinas e Produtos; Qualidade em Serviços.

GESTÃO ECONÔMICA: Engenharia Econômica; Gestão de Custos; Gestão Financeira de Projetos; Gestão de Investimentos.

ERGONOMIA E SEGURANÇA DO TRABALHO: Organização do Trabalho; Psicologia do Trabalho; Biomecânica Ocupacional; Segurança do Trabalho; Análise e Prevenção de Riscos de Acidentes; Ergonomia; Ergonomia do Produto; Ergonomia do Processo.

GESTÃO DO PRODUTO: Pesquisa de Mercado; Planejamento do Produto; Metodologia de Projeto do Produto; Engenharia de Produto; Marketing do Produto.

PESQUISA OPERACIONAL: Programação Matemática; Processos Estocásticos; Simulação; Teoria da Decisão e Teoria dos Jogos; Análise de Demandas por Produtos.

GESTÃO ESTRATÉGICA E ORGANIZACIONAL: Avaliação de Mercado; Planejamento Estratégico; Estratégias de Produção; Empreendedorismo; Organização Industrial; Estratégia de Marketing; Redes de Empresas e Gestão da Cadeia Produtiva.

GESTÃO DO CONHECIMENTO ORGANIZACIONAL: Gestão de Pessoas, Gestão da Inovação; Gestão da Tecnologia; Gestão da Informação de Produção; Sistemas de Informações de Gestão; Sistemas de Apoio à Decisão.

GESTÃO AMBIENTAL: Gestão de Recursos Naturais; Gestão Energética; Gestão de Resíduos Industriais.

EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO: Estudo do Ensino de Engenharia de Produção; Estudo do Desenvolvimento e Aplicação da Pesquisa em Engenharia de Produção; Estudo da Prática Profissional em Engenharia de Produção.

Projetos e Trabalhos

Projetos de Engenharia, Projetos de Iniciação Científica, Projetos de Extensão, Projetos Multidisciplinares, Estágios Extracurriculares, Estágios Supervisionados, Trabalhos de Conclusão de Curso e Atividades Complementares compõem e complementam o currículo do Engenheiro de Produção formado pela Uniara.

Downloads

Documentos relativos ao estágio

Os documentos sobre estágio estão em formato PDF.
Acordo de cooperação.
Termo de compromisso.

Documentos relativos ao sistema profissional

Atribuições profissionais.
Código de ética.
Legislação profissional.

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /cursos/presencial/graduacao/engenharia-de-producao/