Ageuniara

Setor de Recreação gera oportunidades em Araraquara

Por: CAMILA VICENTE AYRES VALADÃO

09/11/2016

Araraquara (SP) conta com várias empresas e equipes no ramo de recreação e uma delas atua há oito anos no mercado da cidade e região. A proprietária, Claudia Monteiro, se orgulha do ramo escolhido e de seu diferencial. “Trabalhamos com resgate de brincadeiras antigas, gincanas, caças ao tesouro, musicalização, teatro infantil e contação de histórias em acampamentos, casamentos, aniversários, eventos de ou passeios de escolas, hotéis, entre outros”, diz .

Em sua opinião, a maior dificuldade do ramo é o comprometimento dos funcionários. Além dos fixos, há também trabalhos com colaboradores independentes, os famosos freelancers. “Divulgamos vagas em anúncios na internet e fazemos visitas nas faculdades, por exemplo. Procuramos pessoas comprometidas, ativas e com vontade trabalhar. Na nossa empresa, não é necessário ter formação acadêmica ou cursos na área, pois oferecemos treinamento adequado para a atividade”, salienta a recreadora. Os candidatos, segundo ela, são entrevistados e filtrados de acordo com o perfil necessário.

Um grande problema, segundo Claudia, são as empresas não capacitadas que estão no mercado. De acordo com ela, muitas acreditam que  inflar brinquedos, levar mesas de pintura e barracas de algodão doce e pipoca se trata de recreação. “Existe uma diferença entre recrear e monitorar. A nossa empresa promove atividades recreativas diversificadas, visando o entretenimento, a integração social e o desenvolvimento pessoal. As atividades são lúdicas, estimulantes à participação. Pensamos e programamos as atividades previamente, de acordo com o local, estilo e público do evento”, finaliza.

A recreação pode ser vista como um meio de a criança conhecer a realidade que a cerca, explorando, desenvolvendo, exercitando, criando e recriando.  Segundo site Solo infantil (www.soloinfantil.com), as atividades desenvolvem habilidades como disciplina, agilidade, rapidez, paciência, atenção, lealdade, tato, confiança, velocidade, resistência física, coordenação, memória, controle, força, observação, reflexão e sagacidade em situações difíceis. Além de acrescentar bons hábitos, exercitar a divisão de atenção e objetos, convivência com próximo e sociabilização.

As práticas podem ser divididas em: jogo de salão e de memória, inteligência, energia (controle), equilíbrio, agilidade, força, resistência, orientação, competição, estudo da natureza e dinâmicas. O profissional responsável pela recreação é conhecido como recreacionista ou recreador infantil, e deve programar, executar e orientar as crianças.

Publicada em 09/11/2016 às 20h11.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/