[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Produtor rural deve se prevenir contra a raiva em animais

Por: CLAUDIO ANTONIO CHELLI SILVA

28/09/2016

O mercado agropecuário está cada vez mais preocupado com os mais recentes casos de raiva em Ibitinga (SP). De acordo com o jornal do município, Folha de Ibitinga, registros de 2014 tanto em Tabatinga (SP), cidade da região, como em Ibitinga, mostram que foram registrados casos de doenças no rebanho bovino e em 2015, ocorreu o primeiro caso em equino nos últimos dez anos.

A raiva é causada por um vírus, que pode atacar em todos os mamíferos e inclusive no ser humano. O principal transmissor é o morcego hematófago (que se alimenta de sangue) e os principais sintomas são a mudança do comportamento do animal, dificuldade de se alimentar, salivação excessiva, falta de coordenação motora, paralisia progressiva, asfixia e levando a morte (que ocorre entre 3 a 6 dias após o início dos sintomas).

Segundo o veterinário do Sindicato Rural de Ibitinga e Tabatinga, Mauro Figueiredo, no ano de 2016 não foram registrados, até o momento, relatos de animais que desenvolveram a doença. Entretanto, ele diz que a melhor maneira de prevenção é a vacinação, podendo ser feita em bovinos, equinos, ovinos e caprinos acima de três meses de idade. “Os animais vacinados na primeira vez, precisam receber uma dose extra de reforço após 30 dias”, explica.

O presidente do Sindicato Rural, Luiz Flávio Pinheiro, observa que quando o produtor rural encontrar uma colônia de morcegos hematófagos em sua propriedade deverá comunicar com  urgência o órgão responsável no combate e na verificação da raiva, no caso, a Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), localizada em Jaboticabal (SP).

“Os possíveis abrigos dos morcegos hematófagos são casas abandonadas, depósitos, cavernas e quaisquer redutos em que o morcego se abrigue”, comenta Pinheiro.

Em Ibitinga, foram registrados, no ano passado, casos de raiva em rebanhos nos bairros Matãozinho e na antiga CESP. Já nesse ano, foram identificados casos nos bairros dos Coqueiros e  São Manuel.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone  (19) 3045-3350 ou através do site: http://www.defesa.agricultura.sp.gov.br/

Fontes consultadas: Jornal Folha de Ibitinga.

Publicada em 28/09/2016 às 22h44.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/