Ageuniara

Cadeia de São Carlos sofre com superlotação

Por: FABIO LUIZ TACONELLI

01/07/2003

São Carlos (SP) sofre um problema que é muito comum em várias cadeias do Brasil: a superlotação de presos.

Atualmente, a Cadeia Pública da cidade conta com cerca de 190 presos, contudo, foi projetada para acolher 60, divididos em 10 celas.

As condições que os detentos estão acolhidos são precárias. Falta higiene e, principalmente, segurança aos moradores dos bairros vizinhos.

“ Essa cadeia parece uma panela de pressão, qualquer hora vai explodir e a gente que vai sofrer as conseqüências”, comentou a dona-de-casa A.C.J., de 35 anos, moradora da Vila Helena,bairro onde está localizada a Cadeia.

L.G.F., 23 anos, esposa de um dos detentos, que está preso por tráfico de drogas, exemplificou a maneira que os presos ficam acolhidos nas celas.

“Eles parecem peças de dominó, ficam todos amontoados quando vão dormir. Parecem animais”, desabafa.

Para cuidar dos detentos, a cadeia dispõe de apenas seis carcereiros, que se revezam na segurança 24 horas. Não existe policiamento nas guaritas e, ao lado da cadeia, funcionam a Delegacia de Trânsito, Delegacia Seccional de Polícia e Polícia Científica.

“Para tentar amenizar a superlotação, acontecem transferências periódicas para cadeias da região, mas isso ainda é muito pouco”, ressalta o delegado Edmundo Ferreira Gomes, diretor da cadeia.

Gomes concorda que a melhor solução para amenizar o problema seria a construção de novas celas.

“ A mobilização das autoridades municipais junto ao governo do Estado poderia fazer com que a Cadeia fosse remodelada e pudesse oferecer mais segurança a todos”, observa.

Para se evitar fugas, o diretor da cadeia explica que sempre acontecem revistas nas celas.

“ Às vezes, nós encontramos pedaços de estilete, metais e, raramente, aparelhos celulares. Posso afirmar que as revistas nas celas evitam muitas tragédias”, assegura.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/