Ageuniara

Psicoterapia tem auxiliado em escolha de curso superior

Por: CAMILA GONÇALVES JARDIM

24/02/2016

Psicoterapia tem sido a saída para muitas pessoas que estão indecisas em relação à escolha de curso superior. A baixa habilidade de autorreflexão é considerada a causa da dificuldade da decisão, já que o caminho que leva à escolha da carreira está intimamente ligado ao autoconhecimento. A psicoterapia auxilia e amplia a visão do indivíduo, possibilitando uma escolha fundamentada não em status, mas sim na vocação.

O comunicólogo e psicólogo Cassio Ropelato (CRP 06/79029) explica que o teste vocacional é um caminho a ser tomado, mas ressalta que não deve ser considerado como determinante, pois apenas aponta uma abertura para reflexão. Ele acredita que o caminho mais eficaz seria o processo de autoconhecimento, através da psicoterapia, uma vez que essa escolha envolve não apenas a profissão do indivíduo, mas também todo um estilo de vida.

O psicólogo finaliza deixando uma dica para pessoas que ainda estão confusas em relação à escolha da carreira. “Pergunte a si mesmo se depois de anos trabalhando você não ficará contando os dias para se aposentar. Alguns escolhem um trabalho, outros uma forma de expressar seus talentos. A diferença entre ambos é que o primeiro trabalha pela remuneração, o segundo para realização do melhor de sua vocação; este se torna imprescindível.” diz. 

Giovana Pacini é formada em Recursos Humanos pela Universidade Paulista – UNIP, porém, a profissional conta que essa não era a profissão desejada. Ela se sentia insegura em relação à escolha do curso e por impulso escolheu esse caminho.

Atualmente ela não exerce a profissão e tem o desejo de voltar estudar, entretanto a dúvida sobre a escolha do curso permanece. “Já pensei em psicologia, jornalismo, biologia, arqueologia e em inúmeros outros cursos de diferentes áreas e não consigo me decidir. Hoje penso em buscar ajuda de um psicólogo para me ajudar nessa decisão”, explica.

Francielly Amanda é um exemplo de casos como esse. Ela começou seus estudos na Tech Care Educacional, no curso técnico de Enfermagem. Depois que se formou teve vontade de começar um novo curso e acabou por escolher Fisioterapia na Universidade Paulista – UNIP onde estudou por um ano e meio. Francielly conta que não se identificou com o curso e que sua escolha foi precipitada. “Terapia foi importante nessa busca pessoal, me autoconhecer fez com que eu abrisse outras portas”, afirma. Hoje em dia Francielly cursa Biomedicina no Centro Universitário de Araraquara – Uniara e diz que agora se sente segura em relação ao curso.

Outro exemplo é a estudante Rafaela Galatti, que concluiu ano passado o ensino médio e optou por começar, neste ano, o curso de medicina. “A maior dificuldade foi realmente ter certeza que é isso que quero para minha vida com tantas opções, comprometer-me totalmente a isso”, comenta a estudante. Rafaela conta que buscou ajuda de uma psicóloga para fazer o teste vocacional e que isso foi de grande ajuda na hora da decisão.

(Publicado em 26/2/2016 - 21h24)

 


 



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/