[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Parque Ecológico define ação para proteger o lobo guará

Por: SIDNEY ROGERIO DO PRADO

21/08/2015

A alta incidência de aparecimento de animais silvestres tais como lobo guará e  lobos da canastra  na Rodovia Thales de Lorena Peixoto Júnior (SP-318), na região de São Carlos, principalmente entre os quilômetros 235 e 280, chamou a atenção da concessionária da rodovia.

Segundo dados da Autovias, foram 13 animais recolhidos e apenas um sobrevivente no período de janeiro a junho de 2015. O crescimento de condomínios na antiga área rural obrigou os lobos a procurarem alimentos em outros locais daí atravessam a rodovia. “Com isso, o número de mortes subiu de 13, em 2012, para 19, em 2014”, explica o coordenador de Meio Ambiente da Autovias, Daniel Mandel.

O recolhimento dos animais localizados é realizado pela Autovias, Bombeiros ou PM Ambiental. Em alguns casos mais específicos o Parque Ecológico dá apoio devido à complexidade do resgate ou ao risco, como no caso de onças e lobos.  A entrada dos animais é registrada em boletim de ocorrência da Policia Militar Ambiental.

Segundo o administrador do parque, Fernando Magnani, o índice de sobrevivência é de 50%, porem, recuperação total só ocorre em cerca de 30% dos animais atendidos. Os demais ficam com alguma sequela.

Para que os animais consigam sobreviver, precisam de intervenção cirúrgica e atendimento veterinário e biológico. Esses procedimentos são realizados no hospital veterinário do próprio parque.

Após atendimento, os animais são avaliados e têm o destino definido. A prioridade é recuperá-los e devolvê-los ao habitat natural. Isso ocorre quando o animal não apresenta sequelas e está bem de saúde, situação que é atestada pelos técnicos do  Parque Ecológico de São Carlos.

Quando o animal não reúne condições de retorno seguro à natureza,  é destinado a programas de reprodução  em cativeiro pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, órgão responsável pela gestão da fauna no Estado. Outros permanecem no Parque aguardando destinação ou são incorporados ao plantel.

O custo de atendimento dos animais varia muito. Alguns atendimentos requerem apenas curativos o que é acessível. Mas em alguns casos mais graves, quando precisam  de intervenção cirúrgica e internação, o custo aumenta.

Parceria pelos bichos

A parceria entre o Parque Ecológico e a Concessionária começou a ser discutida desde que a empresa foi questionada sobre o atropelamento de lobos guará e outros animais silvestres na rodovia que liga São Carlos a Ribeirão Preto. O lobo guará é uma espécie tipica da fauna brasileira e corre risco de extinção.

Não apenas o lobo-guará será o foco das ações ambientais planejadas pela empresa na região. A ViaFauna, comandada pela bióloga Fernanda Abra, mestre em Ecologia pelo Instituto de Biociências da USP (Universidade de São Paulo) e com experiência internacional em preservação de espécies, mapeará todo o trecho concedido à Autovias. Ela buscará identificar, durante estudos que deverão durar três meses,  o tipo e a frequência de ocorrências nos pontos estratégicos das rodovias. Para isso serão utilizadas, inclusive, câmeras de monitoramento.

“Promover melhorias com base no comportamento de cada espécie é uma forma mais inteligente de planejar a segurança viária, pois é possível prevenir acidentes com base nas características particulares do trecho e do tipo de animal que habita a região – e esse fator é muito variável”, explica a assessora de Segurança Viária da concessionária, Fátima Faria.

A concessionária demonstrou interesse na solução dos problemas e ofereceu apoio ao Parque para aumentar as chances de recuperação de animais silvestres vitimas de atropelamentos. O plano prevê, também, ações mitigatórias, como campanhas de conscientização que envolvam os usuários, trabalho com os proprietários de fazendas e empresas lindeiras às rodovias, entre outras atividades.

 A parceria com a Autovias se inicia durante as comemorações do “Ano do Lobo Guará”, animal que após ser vitima de atropelamento gerou as discussões que deram origem ao novo trabalho. “A Autovias oferecerá, através da SAPESC (Sociedade de Amigos do Parque Ecológico,) recursos modernos e mais rápidos para atendimento dos animais acidentados, sua recuperação e, se possível, libertação na natureza. Também apoiará trabalhos de educação ambiental sobre preservação da fauna nativa", informa  o administrador do parque ecológico Fernando Magnani.

O administrador sugere a substituição. na placa de advertência aos motoristas do risco de cruzar com animais na pista, da imagem do veado pela do lobo guará , assim como na Austrália é adotada uma representação do Canguru.  O Parque Ecológico de São Carlos é reconhecido nacionalmente como um centro de preservação, conservação e recuperação da fauna nativa.

(Publicado em 21/8/2015 - 17h35)

 



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/