Ageuniara

Artista plástico retrata invisibilidade dos moradores de rua em suas obras

Por: LILIAN CARLA TARIN

27/03/2015

O pintor Alfredo Maffei é formado pela Faculdade de Belas Artes de SP.  Ele conta sua intensa experiência com pessoas menos favorecidas através da  combinação de tinta acrílica, pincel e casas abandonadas, mostrando que o que realmente importa é a conexão, o contato e a integração com os desamparados. Usa as casas como suporte para amplos painéis que retratam pessoas esquecidas que vivem nas ruas.

Dentro do caos urbano ele pode perceber a diferença brutal entre a cidade do interior e a capital. A evidência do número de cidadãos desabrigados fez com que o artista despertasse seu olhar para a cidadania, observando a discriminação aberta dessa população. Sua vivência começou no seu trajeto diário até a faculdade, quando passava sempre por um grupo de pessoas abandonadas, mas foi por meio de um convite direto que iniciou sua convivência aqueles seres excluídos. “Aprendi a escutar; escutando a vida deles eu percebia que eles se livravam de um peso e eu aprendia muito ouvindo”...“Eu me interessei por essas histórias e essas pessoas e gradualmente fui me envolvendo”, conta. “A gente ainda é muito frágil como ser humano”.

Assim, resolveu representar todo esse drama em casas abandonadas. A combinação nasceu da “necessidade de retratar esses olhares”. “Preciso ter uma iniciativa”, diz o pintor, ressaltando que o que mais o impressionava é que “as pessoas não viam esses olhares”. Estas casas apresentaram o ambiente ideal de trabalho à medida que representavam o verdadeiro contraste entre a modernidade dos prédios da nossa era e o abandono das casas da antiguidade. “As casas velhas e desgastadas são invisíveis como os pedintes”, acrescenta.

Maffei fez uma Exposição individual na renomada Seize Gallery, em Marselha, na França, e foi premiado na 21ª mostra de arte do SESC Ribeirão Preto. Teve matérias publicadas em diversas revistas da área como a Zuppi, a Ikono, a revista digital Woosercollective, também em jornais como o Ventilo – Marseille - France e em sites como o Illicit Exhibitions, além de ter uma publicação do trabalho no projeto Levi’s Waterrless na Levi’s – Época.

Seu despertar para pinturas em grandes áreas começou com um intercâmbio de um ano pelo México, antes da faculdade, quando teve contato com as Pinturas Muralistas. Mas o artista revela que desde a infância já tinha um olhar para as artes e que sempre foi muito bem incentivado pelos pais, especialmente pela mãe, que sempre o presenteou com muitos livros sobre cultura, entre outras coisas.

Hoje o artista possui ateliê e estúdio em São Carlos onde tem vários projetos em andamento, inclusive sociais, pois, ele também trabalha como voluntário em um instituto social. Para mais informações sobre seus trabalhos, visite os seguntes sites:

https://www.flickr.com/photos/eu_maffei

https://www.flickr.com/photos/eu_maffei/

(Publicado em 27/3/2015 - 21h46)



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/