[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Falta de fiscais de trânsito preocupa moradores de São Carlos(SP)

Por: LETICIA POLTRONIERI LUCHESI

11/04/2014

A falta de fiscais de trânsito na cidade de São Carlos(SP) prejudica moradores, pois o atendimento que deveria ser imediato, não acontece. Essa falta é sentida desde o concurso que foi aberto no ano de 2010, mas com o passar dos anos, ao invés do problema ser resolvido, ele só piorou, tanto que nos primeiros meses de 2014, o número de fiscais está abaixo do esperado.

Neste começo de ano, são 35 fiscais de trânsito exercendo seu trabalho, mas apenas 30 na ativa. Dos cinco inativos, uma está afastada por licença gestante e dois por licença médica. Alguns fiscais, segundo a Chefe de Seção de Trânsito da Prefeitura, Helena Maria de Souza, estão cedidos para a Circunscrição Regional de Trânsito (CIRETRAN). Segundo a Secretaria Municipal de Trânsito, São Carlos precisa de mais 65 fiscais.

A corporação atende, em média, cinquenta chamadas por semana, mas esse número pode ser maior já que a Secretária não tem dados precisos. No ano passado, estima-se que foram 40 por semana. A Chefe de Seção de Trânsito explica que o aumento das chamadas se deve ao crescimento do número de carros circulando na cidade.

Na oficina mecânica Paulo Ronda, o funcionário Guilherme Marchi informa que nos primeiros meses de 2013 entraram cerca de trinta carros batidos por semana. Nos primeiros meses de 2014 o número subiu para quarenta por semana.

A moradora do bairro Vila São José, Jorcenita Maria da Silva Oliveira, 40 anos, confeiteira, conta que as mudanças realizadas nas vias, em um bairro próximo a sua casa, estão prejudicando tanto os moradores quanto as linhas de ônibus que passam pelo bairro. Os fiscais de trânsito permanecem nas vias só nas primeiras semanas após a mudança, deixando os moradores perdidos depois que não têm mais fiscais. “As mudanças deveriam ser feitas por um Engenheiro de Trânsito que realmente conhecesse a cidade como um todo; e os fiscais deveriam ficar mais tempo no local para orientar os motoristas e pedestres”, explica Jorcenita.

O Diretor do Departamento de Trânsito, Mateus Araujo e Silva, explica que os fiscais de trânsito atuam sinalizando e orientando o tráfego em obras do SAAE, nas intervenções em vias, na manutenção da companhia de luz, em obras e eventos artísticos ou religiosos, além das obras da Prefeitura, que são prioritárias.

A solicitação para novos fiscais foi feita desde o ano passado, só que a contratação não pôde ser feita ainda. A Prefeitura, segundo Mateus, já gasta cerca de 49,4% de sua receita com o funcionalismo, sem ter dado o reajuste legal deste ano, o que impossibilita a contratação de mais fiscais para o trânsito.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/