Ageuniara

Movimentos sociais de Araraquara querem pré-sal para os brasileiros

Por: WALTER STROZZI FILHO

30/09/2013

Na última quarta-feira, 25 de setembro, reuniram-se na sede do Diretório Central dos Estudantes da UNIARA (DCE UNIARA) lideranças dos movimentos sociais para discutir a composição do Comitê Araraquarense "O petróleo é nosso!"

Segundo os organizadores do encontro, o objetivo é reeditar a campanha "O petróleo é nosso!", dos anos 1950, e sensibilizar a população para a importância da exploração do petróleo no país estar em acordo com os interesses da população, sendo instrumento de transformação social em médio e longo prazo.

O grupo pede a suspensão do leilão do campo de Libra, previsto para o dia 21 de outubro.

Foram entregues aos participantes uma cópia da carta à presidente Dilma Rousseff (PT) elaborada pelo Comitê Estadual de São Paulo. O documento reforça a importância do campo de Libra, um dos maiores campos de petróleo já descobertos, com estimativa de produção de dez bilhões de barris de petróleo. Quando alcançada, a produção poderá elevar o país ao posto de terceiro maior produtor mundial.

Representando a União Estadual dos Estudantes de São Paulo (UEE/SP), Guilherme Bianco destacou que "não faz o menor sentido entregar o maior campo de petróleo do mundo para as grandes petroleiras, para atender os interesses estrangeiros". E continua afirmando que "defender o Brasil é defender suas riquezas naturais e distribuí-las para todo o seu povo".

Ficaram agendadas algumas iniciativas para sensibilizar outras entidades e a população local, entre elas utilizar a Tribuna Popular da Câmara Municipal no próximo dia 1° de outubro, organizar uma sessão solene em comemoração aos 60 anos da Petrobras e pela suspensão do leilão de Libra, elaboração de uma carta para ser distribuída nos principais pontos da cidade, além de mobilizar as bases das entidades presentes para participar das atividades do Comitê.

Victor Gabriel Soares Salvador, representante da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Araraquara (UMESA), apresentou a suspensão do leilão como o principal desafio do povo brasileiro, ressaltando que "Araraquara sempre esteve na linha de frente das principais batalhas nacionais; foi assim na luta contra as privatizações e será agora para impedir que o petróleo fique na mão das multinacionais".

O encontro contou com a presença de representantes do Diretório Central dos Estudantes da UNIARA (DCE UNIARA), do Sindicato dos Metalúrgicos, da Seccional Araraquara da OAB, do vereador Roberval Fraiz (PMDB), da União Nacional dos Estudantes (UNE), da União Estadual dos Estudantes de São Paulo (UEE/SP), da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Araraquara(UMESA), Federação de Mulheres Paulistas(FMP), Associação dos Moradores dos Jds. Del Rey, Esplanada e Cruzeiro do Sul e do Partido Pátria Livre (PPL).

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/