[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Campanha de Vacinação contra Poliomielite termina no próximo dia 21

Por: LUANA MOREIRA MARQUES

26/06/2013

Termina, nesta semana,a 34 ªCampanha de Vacinação contra Poliomielite 2013. Ela se iniciou no dia 08 e vai até dia 21 de junho.

A vacinação é a melhor maneira de prevenir doenças. Nos últimos anos o Brasil tem evoluído nessa área. Em 1973 foi criado o Programa Nacional de Imunizações(PNI), que facilitou o acesso da população às vacinas.

Todas as vacinas de prioridade no país são disponibilizadas nos postos de saúde, assim é preciso ficar atento aos calendários de vacinação nacional.

Segundo o médico pediatra Renato Iada,de Araraquara(SP) é importante cumprir o calendário de vacinação. “Vacinação é prevenção, é saúde”, declara.

Um bom exemplo é a vacinação contra Poliomielite. Em 1980 foi criado Dia Nacional de Vacinação contra Poliomielite, com duas campanhas anuais para crianças menores de 5 anos, mulheres em idade fértil e de idosos a partir de 60 anos de idade.

De acordo com o site do Ministério da Saúde (www.portal.saude.gov.br) o último caso registrado da doença foi em 1989 e em 1994 o Brasil recebeu o certificado internacional de erradicação da transmissão autóctone do vírus (quando ocorre dentro do território nacional).

Ainda de acordo com o site, a poliomielite é uma doença viral, causada por poliovírus e subdivide-se em três sorotipos (1, 2 e 3). É altamente contagiosa, e afeta principalmente crianças menores de 5 anos de idade. O vírus é transmitido através de alimentos e água contaminados e se multiplica no intestino, podendo invadir o sistema nervoso. Muitas pessoas infectadas não apresentam sintomas da doença (febre, fadiga, cefaleia, vômitos, rigidez no pescoço e dores nos membros), mas excretam o vírus em suas fezes, portanto, podem transmitir a infecção para outras pessoas.

Muitas pessoas têm medo das reações que a vacina pode gerar, como alergias, febre e outras , mas a possibilidade de reações adversas é menor que a possibilidade de contrair uma doença por falta de imunização.

Segundo a vendedora Tamiris Faustino, seu bebê, de cinco meses, sofre com as reações causadas pelas doses mensais que ele recebe.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/