Ageuniara

Atividade paralela ao trabalho é a satisfação de fazer aquilo que gosta

Por: PAULA CRISTINA CARDOSO DE SOUSA

12/06/2013

Alguns Servidores Municipais de Araraquara(SP), além de desempenharem diariamente suas tarefas nos órgãos públicos, ainda encontram energia para outras atividades, que além de proporcionarem grande satisfação, ainda garantem uma renda extra.

Na Câmara Municipal de Araraquara isso ocorre com diversos colaboradores. Eles trabalham como músicos, fotógrafos de eventos, pintor e até como intérprete musical, ou, cantora, como é o caso de Isabel Cristina Fernandes de Souza, cantora de voz forte, que há 21 anos trabalha como chefe de copa no Legislativo.

Barzinhos, casamentos, festas de empresas e diversos outros eventos, são palco para Isabel trocar o café e o chá por músicas de Alcione, Chico Buarque, Taiguara, Elza Soares e muitos outros, que ganham sua interpretação peculiar para “as poesias do cancioneiro nacional. Cantar é uma forma de relaxar e viajar pelo mundo mágico da música, que nunca tem fim”, declara.

O mundo paralelo de Carlos Eduardo Benedicto, 42 anos, motorista da Câmara há 22 anos, é o serviço de pintor de residências, atividade que exerce há 28 anos, portanto, antes de trabalhar como Servidor. “É um trabalho que gosto muito de fazer, além disso, com o que ganho consegui comprar uma área de lazer, que além de proporcionar momentos prazerosos para minha família, ainda valoriza como imóvel”, confidencia Carlão, como é conhecido nos dois serviços.

O mais jovem dos três Servidores entrevistados, exerce quatro atividades simultaneamente e completamente diferentes uma das outras. Thiago Moura Bego, 29 anos, há dez anos como Auxiliar Administrativo na Câmara, ainda encontra tempo durante a semana para estudar Química na Universidade Estadual Paulista (UNESP), dar aulas em um cursinho popular e, aos finais de semana, ser empresário e músico de um grupo que se apresenta em casamentos e outros eventos sociais.

Inquieto durante a entrevista, Bego conta que constantemente inova nas apresentações do grupo musical. “Recentemente incluímos sons de metais, trombetas iguais aquelas da idade média, para a entrada da noiva nos casamentos”. Gosta muito do que faz. “Lecionar e ser músico podem parecer atividades muito diferentes, mas ambas proporcionam muita alegria para mim”, afirma.

O que fica claro na conversa com os três, é que o trabalho no Legislativo garante a estabilidade necessária para o cumprimento de seus compromissos com a sociedade, enquanto as atividades paralelas proporcionam momentos de satisfação pelo simples fato de fazer aquilo que gosta.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/