Ageuniara

Maçonaria cria clube de serviços para a juventude feminina em Araraquara

Por: PAULA CRISTINA CARDOSO DE SOUSA

24/04/2013

Araraquara(SP) conta hoje com mais uma instituição que trabalha em prol dos menos favorecidos. A Ordem Internacional do Arco Iris para Meninas, criada em setembro de 2012, desenvolve trabalhos voluntários sociais e leva exemplo de comportamento para sociedade. O serviço soma-se a rede de trabalhos sociais das entidades filantrópicas da cidade.

O clube é composto por 24 meninas com idades entre 11 e 20 anos, filhas ou não de maçons. Elas precisam apenas ser apadrinhadas por membros da Ordem.

O grupo se reúne uma vez por semana para discutir ações, além de participar de atividades de conhecimentos nos âmbitos social e educacional. Durante as reuniões existe o acompanhamento de uma “Mãe Conselheira”, que coordena o grupo, interferindo o menos possível. Ainda há Conselheiros, constituídos por maçons, que cumpre o papel de orientar, quando necessário.

Para Nathália Maurício Rigolin, de 20 anos, escolhida Ilustre Preceptora(uma espécie de presidente), o clube foi montado com o objetivo de beneficiar a sociedade através de ações e atividades voltadas aos mais carentes, além de se propor a participar da formação do caráter de muitas cidadãs.

“A importância é dupla: para a sociedade, que além de ganhar com o nosso trabalho voluntário, ainda ajuda outras pessoas em ações diversas; e também ganha quando uma pessoa cresce com valores sociais formados. Já as meninas participantes ganham com os aprendizados passados pela Ordem”, esclarece Nathália.

Ela ressalta ainda que o grupo está engajado, atualmente, em uma campanha para arrecadação de cabelo que serão usados na confecção de perucas para pessoas com câncer.

A primeira atividade desta ação acontecerá no próximo dia 28 de abril, na sala 63 do Shopping Jaraguá, quando alguns profissionais farão o corte de cabelos com no mínimo 12 centímetros de comprimento. Os cabelos doados serão encaminhados para voluntários que fabricarão perucas.

Mãe Conselheira

Sérgia Cristina Haddad Mota foi escolhida entre o grupo como a "Mãe Conselheira", que tem como objetivo coordenar as atividades externas. “Como o clube é composto por meninas de 11 a 20 anos a Ordem tem como regra a participação de uma mulher adulta que se responsabilize pelas meninas em atividades externas. Sobre a minha participação nas reuniões, na verdade, não interfiro, a não ser que seja necessário. Procuro deixá-las à vontade para pensar em ações e aplicá-las”, informa Sérgia.

Ela afirma estar satisfeita com sua participação no grupo e, principalmente, em ver sua filha, Roberta Haddad Afonso Mota, de 11 anos, integrando e participando das atividades. “Eu, enquanto mãe sinto-me satisfeita em ver minha filha participando do clube. Ela já mudou bastante. Está mais segura, aprendendo o valor das pessoas e da vida”, acrescenta Sérgia.

A Ordem

Em 1922 a Ordem foi criada por um reverendo maçom que, depois de estudar detalhadamente a Ordem DeMolay, sugeriu que uma ordem similar fosse criada para meninas. A primeira cerimônia de iniciação foi realizada por um grupo de 171 meninas em 6 de abril de 1922 em Oklahoma(EUA).

Em setembro de 2012 foi criada na cidade a Assembleia Estrela de Isis de Araraquara da Ordem Internacional do Arco Iris para Meninas.

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: estreladeisis@hotmail.com



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/