[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Projeto Farmácia Viva é analisado por estudante

Por: RAÍSSA DE AZEVEDO VITULLI

31/10/2012

A estudante Fernanda Koshima, do quarto ano de Ciências Biológicas, do Centro Universitário de Araraquara(UNIARA),analisa o projeto Farmácia Viva que tem o apoio do Governo Federal e prevê o uso de fitoterápicos instalados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

"Este projeto visa o fácil acesso às plantas e hortaliças medicinais para a população enriquecer o cardápio alimentar cotidiano, além de ensinar os indivíduos a projetarem uma mini-horta em suas residências", explica Fernanda.

As plantas medicinais e seus efeitos são conhecidos desde antigamente por meio dos avanços nas áreas de pesquisas científicas e têm sido altamente estudadas para a produção de fármacos.Sua procura por homeopáticos e fitoterápicos, que são especialistas na área, aumentam à medida que a população almeja o resgate de sua qualidade de vida.

“É preciso averiguar o uso adequado de quantidade de plantas utilizadas nos tratamentos, pois qualquer erro pode ser fatal. É necessário o acompanhamento de farmacêuticos e especialistas”, diz Fernanda.

Alguns municípios aderiram ao projeto e alguns hospitais já utilizam-se das plantas medicinais. “Tudo isso está sendo desenvolvido para melhorar a saúde da população. É um modo eficiente de cura como nos tempos antigos, contudo o presente projeto está mais focado para a melhoria da alimentação”, comenta Fernanda.

O professor de Botânica Econômica da UNIARA, João Carlos Geraldo, explica a importância do projeto para a população. “As plantas medicinais sempre foram usadas na cultura popular e, até os anos 60, o uso era comum, pois as pessoas viviam em área rural, e também não tinham disponibilidade,ou seja, as coisas eram mais simples. E, infelizmente, perdeu-se essa cultura pela transição do ambiente rural para o urbano”, observa o professor.

De acordo com ele, ainda existe preconceito.“Muitas pessoas acham esse modelo atrasado e, ao invés de tomar um chá para melhorar a dor de cabeça, preferem enfrentar uma fila de uma hora para diagnosticar e tomar remédios sintéticos”, comenta.

Colocando em prática

Ao colocar este assunto em prática escolas do ensino público criam hortas para que os alunos colham e levem para suas casas. É uma forma de incentivar o aluno a ter uma vida saudável, longe de gripes e até doenças mais graves, pois muitos nutrientes, dessas verduras, que são utilizados têm os mesmos nutrientes de uma planta medicinal.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/