202101192357

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Deficientes físicos de Jaú lutam por melhor acessibilidade

Por: TAMIRES FERNANDA BAPTISTA FRASSON

29/06/2012

Em Jaú, deficientes físicos sofrem por falta de acessibilidade, mas lutam a cada dia por melhorias. A persistência parece dar certo. O município vem apresentando novas estruturas para melhor atendê-los.

A maior queixa dos deficientes da cidade é em relação às guias das principais ruas que não são rebaixadas. Ainda há vários estabelecimentos comerciais que não possuem condições adequadas de acesso, como alguns supermercados.

Zil Silva, de 38 anos, sofre de luxação congênita não tratada e vive na cidade há 18 anos. Ela tem nove centímetros a menos na perna direita e já sofreu muito com a falta de adaptações. “Quando cheguei à cidade passei por muita dificuldade devido ao preconceito das pessoas. Não conseguia emprego, não conseguia alugar casa e era muito difícil encontrar meio de transporte adaptado”, explica.

Para o cadeirante Vicente dos Santos, a acessibilidade dos deficientes no município ainda fica a desejar, mas afirma que a cidade melhorou muito de uns anos para cá. “O transporte público, como o ônibus, está se adaptando a nós e isso é muito importante. Antes era raro encontrar um ônibus adaptado; se a gente encontrava, não fazia várias linhas e os horários não batiam com a nossa necessidade. Hoje existem ônibus especiais em quase todas as linhas”.

Além da melhoria no transporte coletivo, os deficientes físicos conseguiram outra conquista: tirar carteira de habilitação. Uma autoescola da cidade passou a disponibilizar neste ano veículo adaptado aos deficientes.

O gerente da Secretaria dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Idosos de Jaú, Estevam Rogério da Silva, diz que o número de deficientes físicos no Município tem aumentado ao longo dos anos por causa de acidentes de trânsito e patologias, como diabetes e glaucoma. O município tem mais de 130 mil habitantes e 22% deles são deficientes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apenas 1.089 domicílios têm rampas para cadeirantes no entorno, aponta o último censo.

“Em 2000, a média de pessoas com deficiência em Jaú era de 14,5%. Nos últimos dez anos, passou para 22%. A deficiência física entre a população se agravou, mas o município tem se adaptado a essa realidade. Hoje em dia há mais condições de acessibilidade e de inclusão”, explica Silva.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/

Saiba o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações. Utilizamos cookies essenciais e analíticos de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

ENTENDI