Ageuniara

Presidente de asilo de Taquaritinga é preso sob suspeita de desvios na entidade

Por: DIEGO LUIZ GIBERTONI

03/10/2011

O presidente do Lar São Vicente de Paulo de Taquaritinga, Osmar Giocondo Crema Júnior, foi preso pela Polícia Civil de Taquaritinga na quarta-feira, 28 de setembro, acusado de desvio de móveis e equipamentos da instituição.

Na casa do suspeito, a Polícia também apreendeu cartões de aposentadoria dos internos e, por isso, existe a suspeita de apropriação indébita do dinheiro dos idosos. Outra hipótese investigada é a possibilidade de desvio do dinheiro de doações do telemarketing mantido pelo Asilo.

No início da semana, Crema havia sido afastado do cargo por decisão da Justiça local, com base nas investigações policiais que vinham sendo realizadas há cerca de dois meses. “Nós instauramos inquérito visando a apuração de algumas irregularidades que estariam sendo praticadas na instituição. As irregularidades se confirmaram ao longo das diligências e houve a necessidade de solicitarmos da Justiça o afastamento do presidente para que as investigações pudessem ser realizadas’, explicou o delegado Claudemir Aparecido Pereira da Silva.

Com o afastamento do presidente, a Polícia teve acesso a documentos que foram juntados ao inquérito. “Agora, a gente entra numa segunda etapa das investigações, que é a análise de toda essa documentação e o cruzamento das informações com os balancetes apresentados pelo presidente”, esclarece Silva.

O delegado disse que ainda é prematuro avaliar o tamanho do rombo causado pelos desvios. “O que a gente tem de concreto é que bens móveis que haviam sido levados pelo presidente foram restituídos ao Asilo”, afirmou. “É importante deixar claro que o que está sendo investigada é a conduta do presidente. Já o serviço prestado pelo Lar São Vicente de Paulo é de suma importância, são 49 internos, e eu conclamo a população de Taquaritinga e das outras cidades vizinhas que continuem com suas doações. E aqueles que não fazem, que passem a fazer. Os idosos não podem ser penalizados pela conduta de uma pessoa apenas”, ressaltou o delegado.

Bens incompatíveis

De acordo com informações obtidas, o patrimônio pessoal do ex-presidente do Asilo, Osmar Crema Júnior, se mostra incompatível com seus atuais rendimentos. “Como é que pode uma pessoa que, ao que se sabe, não estaria trabalhando conseguir tanta coisa em tão pouco tempo”, disse uma pessoa que teve acesso ao inquérito policial, mas que prefere não se identificar.

De acordo com a Polícia, os móveis e equipamentos do Asilo foram apreendidos na casa, num barracão e numa área de lazer do acusado. As autoridades também pediram a quebra do sigilo bancário do acusado. A Polícia investiga ainda as suspeitas de desvio de recursos do Asilo e dos idosos, além da queda da qualidade da alimentação servida na instituição.

Carta aberta à população

A Diretoria e o Conselho Fiscal do Lar São Vicente de Paulo distribuiram uma "carta aberta" à população da cidade, dizendo que foram surpreendidos com a informação de que a entidade estava sob investigação da Polícia Civil de Taquaritinga.

Segundo o Delegado Claudemir Aparecido Pereira da Silva, “denúncias anônimas” motivaram o início da apuração, que segue em curso. Diz a carta que "imediatamente, a Diretoria e o Conselho Fiscal tomaram todas as medidas cabíveis para contribuir com a Polícia Civil no intuito de esclarecer os fatos e, se for o caso, punir os culpados. Informamos que o envolvido foi liminarmente AFASTADO de sua função até o final do processo. Informamos, ainda, que as contas, receitas, movimentações financeiras e toda contabilidade da entidade estão à disposição dos investigadores e do Ministério Público. O Lar é uma organização filantrópica em atividade desde 1940, que sempre contou com o apoio e o respeito da comunidade taquaritinguense por se pautar por um trabalho sério, honesto e transparente", diz a carta.

No documento público, os diretores dizem ainda que "levaremos as investigações às últimas consequências; não haverá condescendência ou tolerância com a ilegalidade ou a imoralidade. A verdade virá à tona – e quem tiver culpa, responderá por seus atos perante a Justiça. Os homens passam; a obra permanece. Assim, pedimos à sociedade taquaritinguense que continue confiando no Lar, que mantém sob seus cuidados 49 idosos e idosas carentes. Que Deus nos abençoe", conclui o documento.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/