Ageuniara

Programa traz benefícios às escolas e comunidade

Por: NILTON CESAR STORINO JUNIOR

24/11/2010

O Programa "Sala de Leitura" contemplou, no ano passado, nove escolas públicas de São Carlos(SP) e este ano foi a vez das escolas contempladas receberem a Sala que, em suas primeiras inaugurações, já mostram benefícios nos resultados.

O professor responsável por cada sala de leitura vai mediar os projetos que a envolva. O objetivo é o desenvolvimento das habilidades de leitura e escrita, e que isso faça parte da rotina da escola com atividades criativas e práticas diferenciadas.

Ana Paula Gonçalves Sancrovic, que integra a diretoria de ensino de São Carlos, cuida das salas de leitura contempladas que receberão desde reforma física a móveis e acervo. "Com as inaugurações das salas é preciso fazer valer a postura pedagógica da sala de leitura", diz ela. “Estas atividades estão articuladas com o currículo escolar e o resultado já tem sido muito mais que gratificante”, completa.

“Lendo os livros eu me aprofundo na história e imagino as cenas e, com isso,consigo aprender melhor o Português e tiro melhores notas na escola”, conta a aluna Kétlin Souza Villar.

kelly Alessandra de Carvalho, também professora de Português, observa que os alunos passaram a retirar mais livros. “Eles lêem e depois contam o que leram para a sala, eu faço uma roda de leitura e eles contam”.

Débora Gonzalez, dirigente de ensino de São Carlos, esteve presente na primeira inauguração formal da sala de leitura “Cecília Meireles”, da Escola Estadual “Atillia Prado Margarido”, segunda escola contemplada, depois da Escola Arquimedes.

Os professores poderão desenvolver práticas pedagógicas e projetos que envolvam a sala de leitura, além de que ficará aberta à comunidade, o que será uma vantagem para todo bairro.

E o resultado também é vantagem na hora do vestibular.”Para o ensino médio eu indico livros que caem no vestibular e, depois, eles apresentam seminário”, comenta a professora de Português Sonia Aparecida Italiano.“É bem fácil perceber se o aluno é um leitor assíduo, em uma redação, ele desenvolve muito melhor um tema, o vocabulário e a estrutura de uma frase”, destaca.

Antes, a biblioteca servia mais como apoio e era procurada em momento de necessidade mais específica ou para pesquisas eventuais. Na sala de leitura, o professor responsável presta auxílio ao aluno diariamente e, se for preciso pesquisa, eles ajudam e indicam leituras.

Nesta atualidade, a tecnologia marca presença, é o advento dos e-book ou livros digitais modificando o modo de como eram vistos os livros até alguns anos atrás.

Para a professora de Português, Sonia Regina Bernardes, “os livros digitais são apenas uma maneira diferente de como será feita a leitura, isso tanto faz desde que aconteça”.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/