Ageuniara

Projeto social em Dois Córregos transforma a cidade na Capital da Poesia

Por: JULIANA REGINA MILÃO

10/11/2010

Um projeto social desenvolvido em Dois Córregos faz a cidade respirar poesia. Os versos estão em escolas, muros, sorveterias e até nas igrejas. O empresário José Eduardo Campos é o idealizador do Instituto Usina de Sonhos, hoje reconhecido até pela Unesco.

Fundado em 1996 pelo escritor e empresário José Eduardo Mendes Camargo, o Instituto Usina de Sonhos tem o propósito de promover o interesse pelo estudo literário e poético. Sua missão é transformar a sociedade por meio da linguagem poética, instituindo a cultura da paz e da não-violência.

Com muita coragem e paixão pela poesia, há 14 anos José Eduardo Mendes Camargo colocou sua “Usina dos Sonhos” para funcionar. A paixão pela poesia começou por acaso, em uma brincadeira com um amigo que afirmava que qualquer pessoa é capaz de fazer poesia. Percebendo que o amigo tinha razão, ele pensou: “Se eu, nessa altura da vida, posso escrever poesias, imagine as crianças que estão com a cabecinha borbulhando de novas idéias e descobertas?”.

A seriedade e o sucesso do trabalho realizado foram fatores decisivos que levaram a UNESCO (órgão das Nações Unidas para o desenvolvimento da cultura) a reconhecer o projeto em 1996, indicação que foi referendada pelo Ministério da Cultura.

O projeto conta desde o início com o apoio de todos os professores de Dois Córregos e a cada dia mais alunos se interessam em participar. Depois de ter conquistado os educadores, José Eduardo buscou o envolvimento de autoridades, comunidade e de outros seguimentos da cidade (comércio, industria e instituições sociais) para disseminar essa idéia.

E assim, a cidade de Dois Córregos foi ganhando rima nos muros, placas, restaurantes, no campo, nas igrejas. Hoje, a cidade respira poesia. O visitante pode ir até a sorveteria local experimentar “Vinicius de Moraes”, nome dado a uma combinação de sorvete de leite em pó com chocolate, feita em homenagem ao famoso poeta.

O proprietário da sorveteria, Otávio Marcheti, é um dos mais antigos e entusiasmados apoiadores da iniciativa. A sorveteria tem até uma placa com um poema do próprio Vinícius. “Além de tornar a cidade mais conhecida, ter a poesia presente no dia-a-dia é um ponto favorável para a cultura das pessoas e ajuda muito os alunos na escola”, reconhece Marcheti.

A transformação pela poesia é o lema do projeto. “A poesia não representa apenas uma sofisticação cultural de aprimoramento linguístico. Esse ganho também acontece em vários campos na vida das pessoas”, comenta José Eduardo.

As mudanças são visíveis não só nas pessoas que participam do projeto como “escritores”, mas também na vida dos voluntários, funcionários e parceiros que têm a oportunidade de presenciar o poder transformador da difusão da poesia.

Simone de Castro Segatim, professora e multiplicadora do Instituto Usina de Sonhos, já colhe os frutos deste trabalho. Ela é responsável pela integração de novos alunos e professores ao projeto: “O apoio dos educadores é fundamental para o sucesso do trabalho desenvolvido. Em todas as escolas eles estão sempre dispostos a inserir as atividades no processo de aprendizagem nos alunos”, explica ela.

A professora conta que, em alguns casos, alunos que antes não tinham bom resultado em avaliações conseguiram uma melhora significativa após começar a escrever poesias. Essa transformação pode ser observada também fora da escola no comportamento dos alunos com seus familiares. “Um dos meus alunos tinha problema de relacionamento com os pais e não conseguia dizer a eles o quanto os amava. Então fez uma poesia em homenagem a eles para demonstrar o sentimento que não conseguia expressar de outra maneira”, conta Simone.

O trabalho começa ainda no “berço”. Entre os menores, pode-se encontrar bebês de 8 meses e crianças de 4 anos. Nesta faixa etária, a poesia é trabalhada de forma ilustrativa, mostrando imagens junto com o poema, incentivando os alunos a manter vivas as cantigas de roda, promovendo um resgate cultural.

Como conseqüência deste trabalho, Dois Córregos passou a ser conhecida como a “Cidade da Poesia”. O ponto alto deste movimento é o Festival Internacional de Poesia, evento promovido anualmente pelo Instituto Usina de Sonhos e que integra o calendário oficial da cidade. O evento conta sempre com a participação de personalidades como poetas, músicos e escritores nacionais e internacionais.

SERVIÇO

INSTITUTO USINA DE SONHOS. Fone(14) 3652-5091. www.usinadesonhos.org.br

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/