Ageuniara

Mulheres procuram cada vez mais a dança do ventre

Por: MIRIELI COUTINHO

25/05/2010

A dança do ventre atrai cada vez mais o público feminino.Segundo a professora de dança do ventre, Fabiana de Cássia Guedes,de Araraquara(SP,)a faixa etária das alunas varia entre 19 e 60 anos e mulheres mais jovens e de idade superior a 60 anos aparecem com menor frequência.

"Já a didática com crianças é diferente, abrange a necessidade de um maior esclarecimento com pedagoga, além do conhecimento no que diz respeito à dança",diz

"Raramente existe procura de homens",comenta a professora.Ela explica que quando isso acontece, procura direcioná-los e instruí-los sobre a ligação da dança do ventre com o feminino, apresentando-lhes o folclore masculino, pelo qual alguns mostram interesse.

Apesar da dança do ventre ser magnífica,aprendê-la custa caro. Nem todo o lugar oferece preço acessível e os valores variam entre R$ 45,00 a R$ 80,00,dependendo do lugar. "O valor não está ligado de fato com a competência e profissionalismo da professora, mas com a sua capacidade material e de divulgação. Há inúmeros profissionais da área, mas são raras as que possuem a devida qualificação",diz Fabiana.

Ela ressalta que a recém formação da Associação Araraquarense de Dança do Ventre, na qual ela possui o cargo de diretora, é voltada para a maioria, através da qual trabalham as questões sociais, com promoção de apresentações beneficentes, palestras instrutivas voltadas às mulheres e atividades recreativas para a terceira idade e crianças.

“Comecei a fazer dança porque seria uma atividade física, depois me apaixonei pela dança e quero me especializar cada vez mais. Senti que estou melhor tanto emocionalmente quanto fisicamente. Não sei explicar, é uma questão de energia”, comenta a aluna Anay Cristina Aiello Scarpa,que adora a dança do ventre.

Benefícios

- Aflora a feminilidade tornando-a mais sensual, sem resquícios de vulgaridade;

- Promove na mulher a aceitação de si mesma como ser encantador, diferenciado e belo;

- Desenvolve a agilidade mental, concentração e atenção tanto na música quanto nos movimentos.

- Estimula a criatividade;

- Através de seqüências e laboratórios/dinâmicas trabalha a percepção sensorial. Isso cria uma sensibilização na mulher, de forma que sua leitura musical é decodificada através de movimentos precisos e que a colocam em contato com seu interior, suas próprias emoções;

- Desta mesma forma, a timidez que muitas vezes atrapalha o processo de aprendizado é trabalhada aos poucos, possibilitando melhoria nos relacionamentos;

- Alivia o stress do dia-a-dia através do contato de grupo pela troca de experiências e informações, o que desenvolve a capacidade de sublimar os desafios.

Fonte:Professora Fabiana de Cássia Guedes



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/