202101240520

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Quebra da obrigatoriedade de diploma não o torna menos importante

Por: LUAN EMÍLIO FAUSTINO

30/03/2010

No dia 17 de junho de 2010 completará um ano da não obrigatoriedade do diploma de jornalismo. A data, que para muitos não é motivo de comemoração, mexeu diretamente nas estruturas e perspectivas dos atuantes na área de comunicação e dos futuros jornalistas.

Com um argumento em prol da liberdade de expressão, o Supremo Tribunal Federal (STF) conseguiu por 8 votos a 1, derrubar a exigência do diploma para o exercício da profissão de jornalista. Apenas o ministro Marco Aurélio Mello votou pela manutenção do diploma.

As mudanças provocadas pela queda da obrigatoriedade do diploma foram sentidas na relação do número de inscritos nos cursos de Jornalismo.Na Universidade de São Paulo (USP) a queda foi de 12%, segundo informações da própria instituição. Já, a Universidade Estadual Paulista (UNESP) registrou queda de 10%, por exemplo.

Na contramão dessa maré está a estudante Fernanda Vilela de 17 anos,de São Carlos(SP), que deu inicio ao curso de Comunicação Social com ênfase em jornalismo, no Centro Universitário de Araraquara(UNIARA).“Acredito que um verdadeiro jornalista não consegue exercer a profissão sem conceitos básicos. Jornalismo não é apenas vocação, é uma profissão que exige conhecimentos amplos sobre o assunto. E sobre a não obrigatoriedade do diploma, acho que as empresas sérias continuarão exigindo o diploma superior”.

O que para muitos brasileiros é uma novidade difícil de engolir, em países como Estados Unidos, França Itália e Alemanha, é uma realidade. Nos Estados Unidos, a maioria esmagadora dos jornalistas é formada em escola e nem por isso se obriga a exigência de diploma.

A jornalista e professora Elivanete Zuppolini Barbi,coordenadora do curso de Comunicação com ênfase em jornalismo, da UNIARA, afirma que o diploma é importante como instrumento para valorizar a profissão e mantê-la em seu nível adequado, que é o nível universitário, "já que o jornalismo é uma atividade complexa, extremamente importante para a sociedade e que tem a função social de informar e disseminar conteúdos informativos, analíticos e opinativos que contribuem decisivamente para a formação da opinião pública”.

Mudanças

Quanto às possíveis modificações na grade curricular e os rumores de uma possível redução da carga horária do curso de quatro anos para dois anos, tornando o curso mais técnico, ela explica que “a Comissão de Especialistas indicada pelo Ministério de Educação concluiu, no ano passado, seus estudos e propõe a ampliação da carga horária dos cursos de jornalismo, assim como a inclusão de novos conteúdos que atendem às características e demandas da sociedade contemporânea”.

Quando o assunto é a inserção dos alunos do curso no mercado de trabalho ela observa que “temos ex-alunos atuando em praticamente todos os veículos e comunicação da cidade e da região. Em vários deles, a maioria dos profissionais é de ex-alunos do nosso curso. Isso nos dá a comprovação de que estamos no caminho certo”,finaliza Elivanete.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/

Saiba o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações. Utilizamos cookies essenciais e analíticos de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

ENTENDI