Ageuniara

Asilo de Ibitinga é destaque na região

Por: JAQUELINE RODRIGUES

07/10/2009

Desde sua fundação, em 22 de julho de 1969, o Asilo São Vicente de Paula, de Ibitinga(SP), tenta manter a mesma qualidade na qual lhe rendeu o título de um dos melhores asilos da região. Para isso, desenvolve inúmeros trabalhos importantes que garantem o bem-estar dos idosos que ali residem, além de proporcionar várias atividades para uma melhor qualidade de vida adequando-se à atual legislação.

O asilo realiza projetos de reintegração social aos pacientes buscando fortalecer sua identidade na sociedade. Conta ainda com trabalhos interdisciplinares e terapias ocupacionais como fisioterapia, musicoterapia, artes manuais e artesanato, tudo isso monitorado por profissionais das áreas.

A diretora do asilo, Marta Nicola Inocente, explica que para obter a eficácia na missão requer iniciativas e ações coordenadas, contando com uma equipe capacitada que agrega valores como a intransigência no aspecto legal, gerenciamento de recursos adquiridos e uma conduta pautada pela ética, respeito e relacionamento pessoal.

O presidente da Associação Bom Jesus, padre Lourival Moraes, afirma que o grande objetivo do asilo é fortalecer os vínculos familiares e a verdadeira reintegração dos pacientes à sociedade.

"O asilo São Vicente faz de sua estrutura uma grande casa, da qual pertencem pessoas especiais, que em seu processo de envelhecimento, permanecem como protagonistas de sua história", diz o padre Lourival.

Atualmente o asilo conta com 47 moradores, não só da cidade, mas de toda a região.Toda sexta-feira, da terceira semana do mês, a diretoria da instituição, junto com o Fundo Social de Solidariedade de Ibitinga(FUSSI) realiza uma festa para os moradores onde se comemora comunitariamente os aniversariantes do mês.

Os idosos residentes do asilo têm livre arbítrio para saírem da instituição quando quiserem e a única condição exigida, pela casa, é que o morador ou visitante assine um termo de responsabilidade.

José da Silva,65, há dois anos mora no asilo. Ele conta que quando chegou tinha uma espécie de deficiência nas pernas, mas que foi bem recebido e teve o tratamento adequado para o seu problema."Sinto-me feliz aqui", diz ele que, inclusive, faz questão de participar das festas promovidas pela entidade.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/