Ageuniara

Entre idas e vindas Matonense volta a se destacar

Por: INGRID ROBERTA ALVES

26/06/2009

O time da Sociedade Esportiva Matonense já foi muito conhecido entre os grandes do futebol brasileiro e, depois de uma derrubada, hoje se recupera, apesar dos tropeços.

Com duas décadas de fundação, o clube chegou em 1997 à 1ª divisão do Campeonato Paulista e ganhou de equipes como Guarani, Corinthians e São Paulo. Essa fase durou cinco anos, até uma sucessão de quedas.

Em 2003 e 2004 a Matonense jogou pela A-2; no ano seguinte estava na A-3. Em 2006 e 2007 a equipe não conseguiu se manter e disputou o campeonato paulista pela 2ª divisão.

Mas a falta de estrutura, a interdição do estádio “Dr. Hudson Buck Ferreira” e o não registro do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) a tempo fizeram com que o time ficasse um ano sem entrar em campo.

Nesse tempo várias promessas apareceram na cidade. O jogador Palhinha, destaque no São Paulo na década de 90, veio como novo técnico mas não engrenou. Em 2009, o então presidente, Oberdan Silva, com apoio da diretoria e dos conselheiros, conseguiu com o advogado do clube a liberação do estádio. Isso facilitou a participação e a volta da equipe à ativa mesmo sem investimentos e sem dinheiro em caixa.

Mas em 2009 ainda um grupo de investidores não revelado apareceu na cidade disposto a administrar a equipe contratando reforços com a finalidade de revelar jogadores. “A ideia deles sempre foi levantar a equipe e revelar novos talentos”, lembra Ronaldo Camargo, comentarista esportivo.

Com as novas condições e a vinda de Nenê Belarmino – companheiro de campo de Pelé – como técnico, a Matonense viu chances de melhorar e se destacar na competição, apesar da desconfiança inicial de que não faria um bom trabalho. Mas parece que está fazendo. Nos dez jogos disputados até agora pelo grupo 2 da 2ª Divisão (com times como Barretos, Olé Brasil, Américo Brasiliense e Guariba), a equipe de Matão conquistou 17 pontos, com dois empates, três derrotas e cinco vitórias (até a rodada de 21 de junho, fechamento deste balanço).

Um novo fato administrativo, porém, fez com que o clube passasse por mais uma dificuldade. No mês de junho, o presidente do clube, Oberdan Silva, foi destituído do cargo por não dar explicações sobre uma possível irregularidade na venda de um jogador, ocorrida em 2007.

Com isso, o presidente do conselho, Aparecido Antonio Gaspar, assumiu a presidência do clube interinamente. Uma nova eleição deve ocorrer em dez dias e com a credibilidade que a Matonense voltou a conquistar é possível que novas chapas apareçam.

Mas mesmo com problemas, a população de Matão está voltando a acreditar no time da cidade. O estádio, apesar de não estar com todos os lugares disponíveis, está bem conservado e tem recebido aos poucos mais torcedores para as partidas aos finais de semana. “O matonense tem a esperança de a Matonense voltar a ser o que era”, relata Camargo. Com os resultados até agora, o time ocupa o terceiro lugar do grupo.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/