Ageuniara

Comércio de Araraquara preocupa-se com o meio ambiente

Por: ANA PAULA DOS SANTOS

26/11/2008

Em Araraquara(SP),existem alguns estabelecimentos que usam alternativas para substituir a sacola de plástico usada para embalar as compras dos clientes.

Entre os maiores hipermercados de Araraquara, pelo menos dois já oferecem aos seus clientes, algum meio de não depender da tradicional sacola plástica, isso porque a tal “sacolinha” usada na maioria dos supermercados do país demora, em média, 500 anos para se decompor e agride severamente o meio ambiente.

Um dos estabelecimentos é o Extra Hipermercados,que possui uma ação para ajudar a conter o problema. É oferecida aos clientes uma sacola de material não poluente, que pode ser adquirida por um preço que varia de R$ 2,19 à R$ 2,69.

Segundo a gerente de frente de caixa, Shirlei Madalena Maia a empresa tem uma grande responsabilidade social e preocupa-se com o meio ambiente."Tanto que estamos envolvendo até os nossos funcionários nesta ação”,diz.

Ela explica que haverá uma premiação para os operadores de caixa que mais convencerem os clientes a usarem a nova sacola.“É uma forma de envolvermos todos nesta causa que é extremamente importante para a atualidade”, completa Shirlei.

Outro estabelecimento a se preocupar com o meio ambiente é o Patrezão Hipermercados,de Araraquara, que disponibiliza em duas de suas quatro lojas instaladas na cidade a alternativa das caixas de papelão que ficam expostas já vazias na frente dos caixas, e são oferecidas pelas operadoras de caixa aos clientes.

Segundo os estabelecimentos comerciais, a aceitação das alternativas pelos consumidores está ocorrendo de forma gradativa, já que a utilização da sacola plástica é um habito no cotidiano das pessoas.

Mas, para alguns clientes, a iniciativa é positiva. Além de saber que estará contribuindo para a natureza, essas alternativas também lhes ajudam na hora de carregar as compras, pois são, em geral, mais resistentes e maiores que as sacolas plásticas facilitando o transporte das mercadorias.

O estudante Henrique Prado diz procurar sempre alternativas para não utilizar embalagens plásticas.“Minha consciência fica tranqüila quando utilizo práticas favoráveis ao meio ambiente, sei que ainda é muito pouco diante do problema, mas faço minha parte e, neste caso, também o transporte das compras fica muito melhor”,observa.

Segundo especialistas, o plástico é um derivado do petróleo, cuja substância é feita de uma resina que demora cerca de 500 anos para se decompor. As sacolas causam entupimento de esgotos. No mundo, é consumido aproximadamente um milhão de sacolas plásticas por minuto, ou seja, quase 1,5 bilhão por dia e mais de 500 bilhões por ano.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/