Ageuniara

Lixo eletrônico prejudica a natureza e preocupa ambientalistas

Por: ELIS MARINA DE FARIAS CAMPOS

24/11/2008

Os "e-lixos",também chamados de lixos eletrônicos,ou lixos tecnológicos, como equipamentos eletrônicos (computadores, aprarelhos de som, televisores, celulares, etc), pilhas, baterias,lâmpadas florescentes, entre outros, causam prejuízos à natureza e às pessoas.

Em contato com a natureza, este tipo de lixo causa danos muito sérios, pois os materiais eletrônicos possuem metais pesados como chumbo, cádmio mercúrio e muitos outros.

Segundo o ambientalista Julio Perroni,de Araraquara(SP), "durante o processo de degradação, este tipo de material libera metais pesados na água, que se for ingerida pelos humanos não será totalmente eliminado e sim acumulado no organismo causando males permanentes e, até mesmo, congêncitos",explica.

Para Perroni é preciso repensar a questão do lixo eletrônico. Ele cita a cidade de São Paulo,como exemplo, onde existem muitos lugares que recolhem os materiais, principalmente os que estão em bom estado para doar, como eletrodomésticos e eletrônicos e até as operadoras de celulares ajudam no recolhimento de baterias de celular.

O ambientalista observa também que existem lugares que reciclam os materiais onde fazem até bancos de praça."Outro exemplo são placas de computador que possibilitam a recuperação de ouro durante a reciclagem", completa.

Araraquara tem apenas dois locais oficiais de recebimento de lixo tecnológico : a CETESB e a Polícia Ambiental. Mais informações podem ser obtidas pelo site: www.ambiente.sp.gov.br/multiraodolixoeletronico/default.htm.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/