[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Aumentam casos de HIV entre mulheres em São Carlos

Por: RAFAEL FERREIRA DOS SANTOS

23/09/2008

Nos últimos anos aumentou o número de mulheres infectadas pelo vírus do HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana) na cidade de São Carlos. Atualmente, para cada 1,7 homem infectado existe uma mulher portadora do vírus. A cidade disponibiliza o Programa DST/Aids que tem como objetivo diminuir a vulnerabilidade da população em relação à doença.

Em 1987 São Carlos não registrou nenhum caso de HIV em mulheres, já nos homens foram registrados quatro novos casos da doença. No ano de 2003 o município teve o maior número de casos da enfermidade, foram no total 101 novos casos, sendo que 66 em homens e 35 em mulheres. Neste ano, até o mês de julho os novos casos da doença chegaram a 33 nas mulheres e 43 nos homens. Para cada 1,7 homem enfermo existe uma mulher com a doença. Atualmente 70% das pessoas contaminadas têm entre 20 e 39 anos.

Segundo Blaranis Helena Pauletto, coordenadora do Programa de DST/Aids, as mulheres negociam mal a utilização do preservativo, principalmente quando vivem uma união estável. O crescimento da doença é visível entre mulheres, principalmente casadas e com parceiro fixo.

A cidade realizou no último mês a campanha "Fique Sabendo" que disponibilizou testes anti-HIV, os exames foram realizados nas Unidades Básicas de Saúde e nas Unidades de Saúde da Família. Além do incentivo para que as pessoas realizassem os testes, a campanha visou informar a população sobre formas de prevenção das doenças sexualmente transmissíveis. Mas a procura foi pequena; somente 166 testes foram feitos. Segundo Arthur Pereira, Secretário Municipal de Saúde, essa pequena procura se deve ao fato do município realizar durante todo o ano, sem interrupção, testes de HIV.

Há alguns anos, receber o diagnóstico de Aids era quase uma sentença de morte. Atualmente, porém, a Aids já pode ser considerada uma doença crônica. Isto significa que uma pessoa infectada pelo HIV pode viver com o vírus por um longo período, sem apresentar nenhum sintoma ou sinal. Isso tem sido possível graças aos avanços tecnológicos e às pesquisas, que propiciam o desenvolvimento de medicamentos cada vez mais eficazes.

“O tratamento para pessoas que estão com o vírus é muito doloroso; é preciso ingerir de 20 a 30 comprimidos por dia. O coquetel muitas vezes afeta os rins e a pessoa fica mais vulnerável a infecções“, informou Blaranis.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/