[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Bronzeamento artificial atrai cada vez mais as mulheres

Por: MARA FLAVIA SOUZA ARAUJO

17/09/2008

A pele bronzeada está na moda agora, pois as mulheres sempre querem ficar mais bonita, com cara de saudável. E ainda mais quando o verão vem se aproximando, mais as mulheres se incomodam com a indesejável cor de escritório.

Com a falta de tempo e oportunidade para ir à praia, o risco de ter problemas com a pele dificulta ainda mais a conquista daquela pele bronzeada.

Para ser uma “mulher do corpo dourado”, não é preciso ir atrás do sol do Rio de Janeiro. Aliás, não é preciso ir atrás do sol, esteja em Ipanema, Garujá,Santos ou nas piscinas da cidade. Além dos já conhecidos hidratantes ou loções autobronzeadoras, há agora outra opção segura para ficar com a "cor do pecado".

Em São Carlos(SP) a profissional Karine Perin, de uma clínicas de estética mais conceituadas da cidade, oferece esta especialidade, com produto importado, agendando um horário. Ela explica que para fazer o bronzeamento a jato, a pessoa deve fazer uma esfoliação na pele pelo menos quatro horas antes da aplicação. O cliente deve vir com peças de roupas soltas para não colar no corpo. “Ela pode fazer o bronzeamento de biquíni, ou usar apenas a peça que desejar para a aplicação. E pronto. Em 20 minutos o cliente sai com o tom dourado tão desejado”, diz.

Segundo ela, não há nenhuma restrição para o cliente que optar por esse tipo de bronzeamento, inclusive as pessoas de pele muito clara. Karine garante que com uma sessão é possível adquirir uma cor dourada. “O bronzeamento dura, em média, de 7 a 12 dias. A pele não descasca, nem fica com a aparência avermelhada, nem corre o risco do tal envelhecimento e câncer de pele como ocorre em um bronzeamento convencional”,explica.

De acordo com ela o bronzeamento é ideal para uma pessoa que tem uma festa ou evento e não tem tempo de ficar passando horas no sol.

Para o médico dermatologista Maçatochi Kyomura, o fator de maior relevância sobre o assunto é que o bronzeamento a jato não agride a pele. “Esse tipo de bronzeamento não proporciona nenhum perigo à saúde, pois o produto não entra na corrente sanguínea. Ele fica apenas na epiderme da pele” ressalta.

Outro tipo de bronzeamento é através de camas e que está cada vez mais confortável e bem equipado e que ainda é um medo para várias mulheres. Mas o dermatologista alerta sobre os riscos do envelhecimento precoce e até câncer de pele.Segundo ele, os raios ultravioletas emitidos por essas camas e cabines podem provocar câncer e aceleram o envelhecimento das células."As pessoas que tem propensão a ter câncer correm risco até mesmo tomando sol", explica.

A universitária Ana Carolina do Santo, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), explica que não abre mão de ficar bonita para sua formatura de final de ano e que com certeza vai recorrer ao bronzeamento artificial.

Devido à grande vaidade, os adeptos de bronzeamento rápido para conquistar uma cor de um dia para o outro terão que tomar cuidado e ver como é o meio que menos prejudique a saúde, afinal a vaidade não pode falar mais alto quando o assunto mais importante é a saúde.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/