[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Mudança de hábito dos consumidores pode ajudar o meio ambiente

Por: FABIO MAGDALENA MICELI

11/04/2008

Simples mudança de hábito pode contribuir para minimizar uma das principais causas de poluição: o plástico. Em Araraquara, já há consumidores que vêm adotando atitudes conscientes visando reduzir o impacto da poluição ambiental pelos plásticos. Levam sacolas retornáveis de casa quando vão aos estabelecimentos ou simplesmente recusam as sacolas plásticas, solicitando caixas ou sacos de papel.

Uma loja de pequeno porte localizada no centro de Araraquara distribui, em média, mil sacolas plásticas por mês a seus clientes. “É difícil vender sem colocar numa sacolinha, mesmo quando a compra cabe no bolso da pessoa”, afirma Cristiane Daiane Pedrosa, gerente do estabelecimento. “Se a gente tenta não colocar, as pessoas acham ruim; fica parecendo que somos mesquinhos”.

Mas existem consumidores preocupados com a questão ambiental e o excessivo uso do plástico sem que haja real necessidade. São aqueles que antes eram chamados de “eco-chatos”, mas que hoje são vistos como percussores de uma mentalidade e atitude ecológicas de fato.

Mesmo afirmando que são poucos os clientes que utilizam sacolas de pano ou até mesmo carrinhos de feira para levar suas compras, Shirlei Madalena Maia, chefe de frente de caixa de uma rede nacional de supermercados, acredita que aos poucos esse velho hábito pode diminuir. A rede incentiva atitudes politicamente ecológicas dentro da loja: expõe cartazes informando o tempo de decomposição do plástico na natureza, deixa apenas pequenas sacolas nos caixas e oferece caixas de papelão para as grandes compras. A rede, assim como outras duas, já foi multada por não apresentar alternativas para as sacolinhas, em Curitiba, no dia 14 de fevereiro deste ano.

Acostumada com pessoas que pedem duas sacolas para um refrigerante de dois litros e outros que já pegam as suas caixas de papelão, Shirlei constata, sem números oficiais, a redução no uso de sacolas de plástico em comparação ao mês anterior.

Com uma distribuição média mensal de oitocentas mil sacolas plásticas, o supermercado incentiva indiretamente parte desse número a não entrar na natureza. Além do compromisso com o meio ambiente, a redução no uso das sacolas também se traduz na economia de custos para o supermercado e os lojistas em geral.

Segundo dados da ONG FUNVERDE, uma família de quatro pessoas de classe média usa cerca de mil sacolas plásticas por ano.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/