Ageuniara

Jovens abandonam cursos para trabalhar

Por: MURILO MOREIRA SOUZA MOLINARI

08/04/2008

Jovens que trabalham na área rural, comercial ou industrial da região de Araraquara estão sentindo dificuldade em conciliar estudo e trabalho. O maior problema é conseguir do empregador a liberação em tempo de conseguir chegar nas escolas em tempo de assistir aulas e realizar as atividades exigidas.

Um exemplo é Alexandre Gonçalves, 22 anos, estudante do curso de mecânica de aeronáutica da escola Centro Paula Souza (Industrial), que trabalha em um supermercado de Araraquara. O estudante cumpre jornada diária de 8 horas de trabalho, de segunda a sexta, completada com o sábado e o domingo. Gonçalves não encontra tempo suficiente para os diversos trabalhos exigidos pelos professores de seu curso. Recentemente recebeu proposta de promoção no emprego, a qual, se aceita, implicará em deixar os estudos para liderar outros funcionários em horários alternados.

Evandro Aparecido, 24 anos, está deixando o curso de lado para trabalhar em uma usina de açúcar e álcool nesta região. O estudante de um curso técnico recentemente recebeu proposta de trabalho no período noturno e deixará os estudos para aproveitar a oportunidade e ganhar um salário maior.

Trabalhar e estudar se torna um desafio a mais no cotidiano dos jovens brasileiros de baixa renda. Para eles, os horários de almoço ou de descanso estão sendo utilizados para estudar,quando não trancam a matricula para trabalhar enquanto esperam outra oportunidade para voltar a estudar.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/