Ageuniara

Cartões criam "legião" de jovens inadimplentes

Por: THATIANY DE OLIVEIRA MARIANO

10/10/2007

Os cartões de crédito ainda são uma forma de pagamento seletivo. Até setembro deste ano, o número de cartões utilizados foi de 89 milhões.

Esses cartões estão nas mãos de aproximadamente 30,7 milhões de pessoas no Brasil, o que dá quase três cartões por pessoa. Num país com uma população de 187 milhões,os usuários que têm cartão de crédito representam apenas 16,4% da população.A avaliação é do economista Ademil Lúcio Lopes, professor do Centro Universitário de Araraquara (UNIARA).

O cartão de crédito é um meio eletrônico de se fazer compras com o qual se prorroga o pagamento para uma data específica. Apesar dos altos juros, de 10,3% a 11,4% mensais para aqueles que parcelam a fatura, os cartões têm um impacto muito grande na economia.“Pela facilidade do parcelamento, as pessoas não precisam do dinheiro para fazer as compras”, analisa o bancário Pedro Pongelupi de Araraquara(SP).“Elas compram e jogam as dívidas para frente. Isso faz com que o consumo aumente”, observa.

Segundo a estudante de Jornalismo, Mariana Ferreira Rosa,ao pagar com o cartão, ela não precisa ir ao banco, mesmo que não tenha saldo,pois o limite cobre. "Ele é muito mais prático, simples e fácil”, diz Mariana.

Mas há também os que preferem viver sem ele. “Não tenho cartão porque tenho medo de entrar nas dívidas e depois não conseguir sair, tenho receio da tentação de comprar”, descreve a estudante Adriana Querubin.

Dinheiro de Plástico

Há um grande número de problemas por causa do “dinheiro de plástico”,como o cartão muitas vezes é conhecido. Do total das dívidas das pessoas físicas, com todas as formas de crédito possível, só o cartão de crédito representa 34,1 %. , informa o economista Ademil Lopes.

Mas,segundo ele, essa inadimplência não afeta os lojistas, que, ao venderem no cartão, têm o dinheiro direto na conta.Por ano, os juros do cartão somam uma média de 223,21% a 264,14%.

"O financiamento do cheque especial está em torno de 148,19%. Esse crédito rotativo, de pagar só uma parcela da fatura total do cartão, vira uma bola de neve", destaca Lopes.

Ele ressalta que o cartão é uma ferramenta que acaba induzindo ao consumo maior do que normalmente as pessoas consumiriam. "É a compra por impulso",diz.

Os cartões de crédito são os campeões de reclamação do setor financeiro no Procuradoria de Proteção e Defesa do Consumidor(Procon) e um quarto dos usuários acumularam dívidas ao usar esse meio de pagamento.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/