Ageuniara

Olímpiada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas começou hoje

Por: TÁRCIO MINTO FABRÍCIO

14/08/2007

A primeira fase da 3ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (3ª OBMEP), aconteceu hoje (14/8) em todo o Brasil. Esta edição do concurso contou com a participação de mais de 17 milhões de estudantes, divididos em três níveis de dificuldade e pertencentes a aproximadamente 38 mil escolas inscritas no evento.

A OBMEP foi criada com o objetivo de estimular o pensamento matemático dos alunos, contribuindo para a sua formação. Nesse sentido, o concurso utiliza práticas que incentivam as habilidades lógicas, a criatividade e a sociabilidade dos alunos participantes. A terceira edição da OBMEP contou com a participação de 24 escolas de Araraquara e 20 do município de São Carlos. Na região, apenas as escolas dessas duas cidades foram responsáveis pela participação de um total de 32.278 alunos.

A Professora do Departamento de Matemática da UFSCar, Yuriko Yamamoto Baldin, coordenadora regional da olimpíada, destaca a importância do concurso no aprendizado dos estudantes. Ela afirma que o estímulo do concurso vai muito além da premiação valorizando o ensino da matemática, o comprometimento do aluno e a função do professor. Outro aspecto considerado por Yuriko é a integração, promovida pelo concurso, entre as universidades e as escolas públicas. “A olimpíada colabora para os alunos e professores dessas instituições de ensino conhecerem a realidade da rede pública e passarem a pensar na educação como forma de transformação social”, comenta.

A OBMEP oferece às escolas participantes várias ferramentas de treinamento e capacitação dos professores que vão atuar junto aos alunos na preparação para os exames. São oferecidos acompanhamento do nível de aprendizado dos alunos, material didático complementar e exames simulados para a aplicação aos alunos. Na primeira fase da Olimpíada são aplicadas provas de múltipla escolha que contam, segundo a coordenadora regional, com questões que valorizam os aspectos lógicos do aprendizado matemático. Após a primeira etapa da competição, cada uma das escolas envia 5% dos estudantes com a melhor colocação para a etapa final do evento, que, nesta edição, será realizada no dia 20 de outubro.

Os participantes que obtém melhor colocação nesta última etapa recebem bolsas do Ministério da Ciência e Tecnologia para realizarem atividades de iniciação científica com acompanhamento das universidades inseridas no projeto. A coordenadora comenta que essas atividades são supervisionadas na região por pesquisadores da UFSCar, da USP de São Carlos e da USP de Ribeirão Preto. Ela conta que a realização do concurso tomou uma proporção tão grande a ponto de passar a ser oferecida como uma atividade de Extensão oficializada na Universidade.

Em seu terceiro ano de oferecimento, ela é registrada junto à Pró-Reitoria de Extensão da UFSCar, com o título Organização da Segunda Fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas.

Sobre a efetividade do aprendizado de matemática pelos alunos participantes da competição, Yuriko acredita ser muito cedo para uma avaliação precisa. Entretanto, a coordenadora comenta que pela observação de alguns alunos é possível constatar melhor exploração de seus potenciais. “Alguns alunos que na primeira edição não ganharam medalhas melhoraram o desempenho já na segunda edição, alcançando as premiações”, afirma.

Esse processo, para Yuriko, tem sido responsável pelo desenvolvimento desses estudantes não só em relação aos conhecimentos matemáticos, mas também em relação ao seu conhecimento de mundo e a sua atuação como cidadão.

Serviço

Mais informações sobre a 3ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (3ª OBMEP), podem ser obtidas diretamente na página eletrônica da competição no endereço www.obmep.org.br.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/