Ageuniara

Borborema aposta no bordado e no turismo para crescer

Por: CLAUDENIR RIGAMONTI

08/04/2007

A cidade de Borborema completou 81 anos no dia 21 de março, comemorando o êxito de duas atividades recentes: o turismo de compras e o de lazer. Os bordados geram empregos e atraem compradores de praticamente todo o país, enquanto a pesca esportiva atrai aficcionados para o rio Tietê.

A fabricação e venda de bordados e enxovais em geral é hoje a principal atividade econômica de Borborema. Com várias fábricas e lojas de diversos segmentos no ramo de bordados e enxovais, a cidade se destaca como o "territóriodos enxovais", atividade que vem sendo desenvolvida desde 2003.

Segundo o secretário de desenvolvimento econômico e turismo e presidente da Associação Comercial e Industrial do município, Cláudio Renato Flávio Simões, a cidade recebe anualmente 600 ônibus de turistas vindos, principalmente, dos estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. “O trabalho com o bordado e enxovais contribui basicamente com 40% dos empregos formais e movimenta aproximadamente R$m15 milhões por ano”, estima Cláudio.

São comuns na cidade famílias inteiras que se dedicam aos bordados, como a dos Granzotti. O casal Carlos Alberto e dona Célia e a filha Francieli sobrevivem com a renda do bordado, hoje em torno de R$ 1 mil por semana. Segundo dona Célia, esse montante é o que sobra depois dos gastos com a matéria prima (tecido de sacaria, linhas, aplicações de figuras) e com as cinco pessoas que prestam serviço para a família(bordadeiras, overloquistas e costureiras).

Da. Célia conta que ela e o marido trabalhavam no Lar de Idosos, onde ganhavam um salário mínimo cada um. "Foi então que decidimos começar a trabalhar por conta, e com isso, nossa renda melhorou”, disse Célia, feliz com a nova situação.

Os Granzotti produzem jogos conhecidos como "semaninha", compostos de sete unidades de panos-de-prato. “Toda nossa produção já tem destino certo, vai para o Estado do Espírito Santo e vendemos cada jogo deste por R$ 10,30”, explica Carlos.

Pesca e praia

Paralelo ao turismo de compras, a cidade de Borborema movimenta o turismo de lazer e a pesca esportiva, aproveitando a proximidade com o rio Tietê. A prainha do Juqueta, com 54 mil metros quadrados de área verde, é o mais importante ponto de atração para turistas interessados em desfrutar da paisagem, de passeios náuticos e da pesca esportiva.

A cidade procura organizar um calendário turístico anual, informa o responsável pelo Departamento de Cultura, Rodney do Valle. No mês fevereiro o carnaval de rua, considerado um dos melhores da região, atrai turistas vindos de todo o Estado. Em março, mês do aniversário da cidade, a prefeitura promove eventos e shows, destacando-se o encontro de antigomobilismo (exposição de carros e motos antigos).

Outra atração que vem se destacando é o MotoCross, esporte radical que reúne os melhores pilotos da atualidade com a presença marcante e garantida do piloto Rodrigo Siqueira. O calendário turístico do município marca ainda a Festa do Peão de Boiadeiro, uma das melhores festas do interior paulista. Esses eventos, aponta Rodney do Valle, movimentam o comércio e trazem renda extra para o município.

História

O povoado de Borborema foi fundado em 12 de maio de 1902. A partir de 29 de dezembro de 1909 passou a ser distrito do município de Itápolis-SP e adquiriu autonomia política em 19 de dezembro de 1925. A emancipação, transformando o distrito em município, ocorreu em 21 de março de 1926.

A Comarca de Borborema foi criada por Lei Estadual e instalada no dia 15 de abril de 2005. O nome Borborema origina-se do tupi-guarani, de “porporeyma”.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/