202101222210

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Clarear a pele ficou mais claro

Por: GABRIELA GOMIERO LEITE

20/09/2006

A pele é o maior órgão do corpo humano, em extensão e volume e por estar em constante contato com o meio externo, está sujeita a vários tipos de agressões. As manchas são alterações na coloração da pele que podem aparecer em qualquer idade e apresenta diferentes tonalidades.

Elas representam um problema na vida de homens e mulheres, podendo ser fonte de angústia e sofrimento dependendo de sua localização e características,entretanto, a maior preocupação é com o câncer de pele.

As causas são variadas,como alterações na produção de melanina(pigmento da pele),infecções(micoses, vírus), distúrbios hormonais(cloasmas), alterações vasculares, tumores, exposição ao sol e marcas de acne.

“Muitas vezes elas se acompanham de outros sinais e sintomas, o que pode ajudar na definição de sua causa” explica a esteticista Regina Vasconcelos, de Araraquara(SP).

Seja qual for o tipo de mancha é importante consultar um médico assim que ela for notada, especialmente quando ocorrer qualquer mudança em suas características ou aparecimento de sintomas associados que até então não existiam.

As manchas escuras aparecem na menopausa, seqüelas de acne, gestação, causada pela exposição ao sol. Na gravidez as manchas são chamadas de cloasmas e caracterizam-se por manchas escuras ou acastanhadas na face, principalmente nas bochechas e testas.

O fator iniciador é a exposição solar, mas também são importantes à predisposição genética e as alterações hormonais características da gravidez. As lesões podem ser de grande extensão, com bordas irregulares e com pontilhado pigmentado.

O cloasma pode regredir espontaneamente após o término da gestação, mas o tratamento pode acelerar o processo, com o uso de protetor solar, substâncias despigmentantes e peeling.

Segundo Regina, para prevenir o problema, a mulher grávida nunca deve se expor ao sol sem o uso de protetor solar. Mais importante que o tratamento é a prevenção, que é conseguida pelo uso contínuo de filtro solar, no dia-a- dia.

Existem vários métodos de tratamento, como a cauterização química ( a mancha é queimada com o uso de alguns produtos), criocirurgia( a lesão é destruída com o uso de um jato de nitrogênio gelado).

Os resultados dessas técnicas são bons, mas o uso inadequado pode causar manchas claras ou deixar cicatrizes."Por isso, é importante consultar um profissional habilitado", explica Regina Vasconcelos.

Tratamento

O tratamento de claremanto da pele inicia-se primeiro limpando e massageando a pele com o sabonete Gel de Mel, fazer uma esfoliação com Creme Abrasivo facial, massageando com firmeza sobre a área manchada durante três minutos, retirando, em seguida, com algodão embedido em Loção de Calêndula.

Logo em seguida usa-se a loção clareadora com algodão em toda a região manchada, umedecendo a pele. No tratamento de clareamento da pele, usa-se também o Serum C, um produto que deve ser aplicado sobre as manchas e também sobre a pele do rosto. Finaliza-se com a loção cremosa hidratante com filtro solar FPS 20(para o roso e corpo) e creme fotoprotetor com hidratante FPS 20(para o rosto e para as mãos).

A duração é de vinte sessões, podendo intercalar sessões de esfoliação com Ácido Glicólico ou Ácido Salicílico, com hidratações de pele.“Com a chegada do verão e das férias, e conseqüentemente praia e sol, fazer o uso do protetor solar é indispensável. Além de ser o maior retardador do envelhecimento precoce, ele contribui pra evitar manchas, rugas e flacidez, provenientes dos raios ultra-violeta",explica Regina."Outra dica é usar produtos que combatam os radicais livre, outro grande inimigo da pele”,finaliza.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/

Saiba o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações. Utilizamos cookies essenciais e analíticos de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

ENTENDI