[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Araraquara debate violência contra crianças e adolescentes

Por: MARIANA CAVICCHIOLI DE OLIVEIRA

12/05/2006

A violência sexual contra crianças e adolescentes é tema de uma série de eventos da Secretaria de Inclusão Social e Cidadania de Araraquara(SP),no mês de maio.

Várias atividades serão realizadas no auditório da Secretaria Municipal de Educação, a partir das 8h.

Com palestras de diversos especialistas da área, serão abordados assuntos como saúde pública e violência sexual Infanto-Juvenil, atendimento psicossocial às vítimas de violência e o perfil do abusador.

Nos dias 15, 16 e 17 serão discutidos entre os poderes executivo e judiciário os seis eixos da Política Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil (Análise da situação; Mobilização e Articulação; Defesa e Responsabilização; Atendimento; Prevenção e Protagonismo Infanto- Juvenil).

O objetivo é a formulação de um Plano Municipal, traçando objetivos, metas e ações municipais.“Vamos traçar uma política e um protocolo de atendimento baseado no que foi discutido nos dias 15 e 16”, explica a assistente social, Carla Muniz de Castro.

Já o Plano Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual de Araraquara,por exemplo, será apresentado no Fórum de debates sobre Violência Sexual de crianças e adolescentes no dia 18, às 8h, no Anfiteatro do Centro Universitário de Araraquara (Uniara).

Também no dia 18, com o objetivo de sensibilizar motoristas para a prevenção da violência sexual de crianças e adolescentes, a prefeitura, em parceria com o Sest/Senat, realizará uma panfletagem, a partir das 14h30, na Rodovia Washington Luis, em frente ao posto Pau Seco, divulgando os órgãos e telefones para denúncia de violência.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil,tem como dia central, 18 de maio, com o objetivo de sensibilizar e mobilizar a sociedade para a luta da prevenção e combate à violência.

Para o secretário de Inclusão Social e Cidadania, João Luiz Ribeiro dos Santos, estas atividades demonstram a prioridade do governo em atenção às causas que envolvem crianças e adolescentes.“Essa prioridade vem ao encontro da legislação, das normas do Estatuto da Criança e do Adolescente.Temos atendido todas elas e construído políticas públicas importantes”, afirma.

A principal delas, segundo ele, é a implantação do Creas Girassóis (Centro de Referência Especializado de Assistência Social).

Também serão realizadas atividades na pousada Villa Dei Collori que terão como público alvo profissionais da área da assistência, saúde, educação e entidades sociais.“A nossa proposta é o fortalecimento da rede integrada de atendimento, ou seja, em qualquer lugar que a criança ou adolescente for atendida, sejam percebidos sinais de violência e, assim, possam ser encaminhadas sem que haja a revitimização”, diz Carla, que também é coordenadora do Creas Girassóis.

Os profissionais receberão formação sobre aspectos das famílias vulneráveis à violência, indicadores, formas de trabalho e acolhimento das crianças e adolescentes que sofreram algum tipo de abuso e exploração sexual e conceitos sobre ética profissional.

Segundo Carla, no que se refere aos internos da Febem, as atividades envolvem um dos eixos do Plano Nacional de Enfrentamento ao Abuso Sexual e Exploração de crianças e adolescente e o Protagonismo Infanto-Juvenil.

“Vamos realizar dinâmicas e fazer um trabalho de sensibilização e fortalecimento, visando a prevenção da violência sexual”, diz. Para isso, uma psicóloga e uma monitora de dança e expressão corporal serão mobilizadas.

slogan

“Diga não à Violência Infanto-Juvenil” essa é o slogan da Campanha que estará estampado nas camisetas de alguns comerciantes de Araraquara, no dia 18 de maio. A iniciativa é da Secretaria de Inclusão em parceria com a Acia (Associação dos Comerciários de Araraquara) e o objetivo é chamar a atenção do público em geral para a luta contra o abuso e exploração sexual de crianças.

De acordo com Carla, a violência sexual praticada em crianças e adolescentes pode se manifestar de diversas formas, sendo as de maior ocorrência, o abuso sexual dentro da própria família e a exploração sexual para fins comerciais, como a prostituição, a pornografia e o tráfico.

“Todas as expressões constituem crime e são, sem dúvida, cruéis violações dos direitos humanos”, diz a assistente social.

Para Carla, a importância do Dia e das atividades programadas é chamar a atenção da sociedade para participar da luta de prevenção e combate à violência sexual de crianças e adolescentes. “Ninguém está livre de ser atingido por essa situação. É preciso formar uma consciência nacional para denunciar e romper com esse ciclo de violência e proteger as crianças e adolescentes”, finaliza.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/