[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

Em vista das melhorias que estão sendo realizadas na portaria principal da Unidade I da Uniara, alunos, interessados e colaboradores devem utilizar a entrada localizada na Rua Voluntários da Pátria, 1309 (Rua 5).

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Atleta de Boa Esperança do Sul luta por vaga no Pan

Por: MARIA CECILIA GAMBA ILHO SENHORAES

15/03/2006

O atleta Francisco de Brito Neto, professor de karatê em Boa Esperança do Sul (SP), disputa uma vaga nos jogos Panamericanos de 2007.

A seletiva nacional, acontecerá nos dias 25 e 26 de março, onde serão convocados oito atletas. Após isso será feita uma nova seletiva entre os oito participantes, onde apenas dois serão selecionados para representar o Brasil.

Brito Neto afirma estar fisicamente e psicologicamente preparado para todas as etapas.”Estou treinando muito com a seleção paulista em São Caetano e eles estão me dando o maior apoio",diz.

Para que estes treinos ocorram, o atleta conta com a ajuda dos componentes de treino e financeiramente com o apoio de seus amigos do karatê. "Não posso deixar de reconhecer o patrocinio que tenho recebido da cidade Bebedouro, Banco Banespa Santander e da Organização Mundial de Negócios(OMIN)", ressalta Brito Neto.

Segundo ele, mesmo com todo o treinamento desenvolvido tem dificuldades, pois o nível dos atletas é muito alto."A minha esperança é melhorar meus erros".

A indicação para a seletiva ocorreu há três anos, treinando com a seleção paulista dentro dos índices técnicos do karatê e as medalhas conquistadas.

Brito Neto revela também que não é fácil chegar onde está, afinal quando era criança, não teve muito incentivo e o karatê é uma carreira que desde pequeno já começa a tornar seu rumo.

Um atleta iniciante para disputar o Panamericano precisa estar disputando em apenas um ano campeonatos de nível internacional e no mínimo um campeonato de nível mundial.

Isso para um atleta de até 13 anos, depois dos 14 ele tem que dobrar as competições.

B.N.B. de 7 anos filha e aluna de Francisco, que apesar de sua idade já trouxe várias medalhas para a cidade revela que não só ela, mas todos seus companheiros do karatê, torcem por Brito Neto. "Elle é apenas o exemplo que todos querem seguir", diz.

O apoio da filha é mais importante. "Quando vou competir sempre trago um prêmio para incentivá-la e quando não consigo, ela diz que quando chegar a hora dela, irá trazer prémios para mim", diz Brito Neto.

A primeira aparição do karatê no Panamericano, foi em 1995. É uma arte que se espalhou pelo Japão após 1922, quando o mestre Gichin Funakoshi foi considerado pelo Ministério da Educação do país, a fazer uma apresentação de karatê em Tóquio, depois disso o Karatê tomou conta do mundo todo.

“Independentemente de representar o Brasil ou não, quero que os atletas lutem por nós, pois quando eles estiverem lutando , não será por eles e sim pela nação inteira, quero torcer muito e ser feliz no final", finaliza Brito Neto.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/