[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Sinalização em São Carlos é uma das principais reclamações da população

Por: ANALICE GASPAR GARCIA

18/11/2005

Uma das principais reclamações dos moradores de São Carlos, principalmente daqueles que vivem em bairros afastados do centro, é a falta de sinalização na cidade.

Além da ausência de placas sinalizadoras, que dificulta a localização das pessoas em diversos locais da cidade, um dos motivos que colaboram com esse fato está relacionado à destruição das placas causada por moradores dos próprios bairros.

Os danos atingem postes, semáforos, lixeiras e abrigos de pontos de ônibus, o que acarreta prejuízos tanto para a prefeitura quanto para os cidadãos são-carlenses.

Em valores aproximados, um conjunto de luzes que compõe o semáforo custa em torno de R$ 800 e a coluna de sustentação cerca de mil reais. Um poste de ferro com a identificação da rua custa de R$ 60 a R$ 100 e um abrigo de ponto de ônibus R$ 4 mil.

De acordo com informações cedidas pela assessoria de imprensa da Prefeitura, o orçamento deste ano para a sinalização pública prevê R$ 180 mil, quantia que deve custear tanto novas sinalizações quanto a recuperação das que foram danificadas.

A destruição dos semáforos, lixeiras e outros sinalizadores impossibilita que sejam instalados quantidade significativa de novos sinalizadores, uma vez que os danificados terão que ser restaurados. Além dos gastos com a recuperação dos equiçamentos danificados, há despesas com mão-de-obra e transporte. Isso faz com que com que a equipe de trabalhadores que poderia estar envolvida com novas instalações de sinalização, previstas no orçamento, tenham que abandonar esse serviço e recuperar o que foi destruído, o que faz com que certos locais fiquem sem sinalização.

Os bairros que mais sofrem com o problema encontram-se afastados do centro da cidade, como Santa Felícia e Cidade Aracy. O principal motivo para isso é o alto índice de destruição dos sinalizadores, que geralmente ocorre nos finais de semana.

De acordo com Ivone Iese, moradora do Pacaembú, bairro um pouco afastado do centro da cidade, há algumas ruas do seu bairro que não possuem placa de identificação, fato que obriga quem procura endereços no bairro a pedir informação aos moradores. A moradora confirma que a sinalização existente muitas vezes é destruída, seja por acidentes de trânsito ou por atos de vandalismo.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/