Ageuniara

Feira surpreende e atinge expectativas

Por: JEFERSON WILLIAM LEME

03/11/2005

Terminou no dia 30 de outubro a Feira Itinerante de Livros, realizada, em Araraquara(SP), pela Organização Não Governamental (ONG) Associação Caminhos das Artes, com sede em São Carlos (SP).

A Feira aconteceu durante as tardes de domingo, nas praças dos bairros de Araraquara(SP). Os bairros visitados em outubro foram: dia 02 Vale do Sol, dia 09 Selmi Dei, dia 16 Pinheirinho, dia 23 Cecap e dia 30 Praça Pedro de Toledo, centro.

Participaram da Feira as livrarias: Livraria Cultural Vamos Ler, Shangri-lah Livros Esotéricos, Firmina Piris (espírita), Livraria da Unesp e uma banca de livros arrecadados pelo Sesi em pro a Liga Araraquarense de Combate ao Câncer.

Segundo Clóris Maria Bentley de Castro, proprietária da livraria Shangri-lah, a feira foi importante, porque serviu para divulgar a livraria. “As pessoas não sabiam que existiam Araraquara uma livraria especializada em livros esotéricos”.

Durante a Feira realizou-se também apresentações artisticas, peças de teatro com o grupo Olhos d’Arte, e a escola Joaquim de Carvalho.

As apresentações da Banda da Policia Militar, Dragões, Banda da Uniara e Percussão do Jardim das Hortências, também foram os destaques da Feira.

O voluntário e proprietário da Zero Criativa, Davi Junqueira Marin, diz que a Feira tem como objetivo incentivar o hábito a leitura e promover uma integração entre os moradores do bairro.

O conselheiro fiscal da Associação Caminho das Artes, Lucas Junqueira Marin diz que “apesar da sede estar localizada na cidade vizinha de São Carlos, parte de seus integrantes são de Araraquara e os apoios conquistados da Banda da Policia Militar, Conselho de Pais e Mães da escola de dança Iracema Nogueira, da Uniara, Biblioteca Municipal, Sesi e Unesp, foram fundamentais. "Foi a primeira Feira Itinerante de Livros realizada pela Associação, e pretendemos levar para as outras cidades da região”, observa.

Mais de 1500 pessoas visitaram a Feira e além de toda bagagem cultural oferecida, os visitantes puderam ter uma tarde de lazer diferente do habitual.

A Feira contou ainda com livros a partir de R$ 0,50 e uma oficina de mangá. O mangá é a arte seqüencial japonesa de histórias em quadrinho.

Segundo o professor da Casa da Cultura de Araraquara, Marcelo Okama, que ministrou a oficina, “ este tipo de Feira é importante porque é mais um meio de acesso a cultura e de divulgar a arte. Na oficina realizada procurei mostrar que a base do artista é observar e interagir, qualquer um pode desenhar com técnicas de construção e referencias”.

O pedreiro, Joaquim Santos Silva, morador do Vila do Sol enfatizou que a Feira se tornou uma opção a mais de lazer em família. “Trouxe minha mulher e filha, assistimos até uma peça de teatro. Poderia ter uma Feira dessas todo mês”, sugeriu.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/