Ageuniara

Água está tirando o sono de moradores em Pirangi

Por: PABLO GONZALEZ DE SOUZA

06/04/2005

A cidade de Pirangi-SP passa por um problema no seu abastecimento de água, devido a bomba d’água que fica no interior de um dos poços que a cidade possui, localizado na Avenida da Saudade. O equipamento queima de duas a três vezes ao ano, deixando grande parte da cidade sem água.

Devido às insistentes reclamações da população alegando que esse problema tem que ser solucionado, a Prefeitura Municipal e a Hidroforte, empresa que mantém parceria com o município para abastecer a cidade, afirmaram que já estão trabalhando para resolver a situação.

Os moradores ressaltam que quando o equipamento queima, parte da cidade fica de dois a três dias sem água. Esse é o tempo que a empresa Hidroforte demora para retirar e consertar a bomba, que fica dentro do poço.

Parte da população também reclama que a água que está chegando nas casas tem cheiro. Quando é usada para lavar as louças, roupas e até mesmo para tomar banho, a água não consegue remover totalmente produtos como detergente, sabonete, shampoo e etc.

“Quando falta água é um desespero total para gente, porque ficamos sem água nas caixas pelo menos uns dois dias, até que arrumem a bomba. Por falta d’água, somos até obrigados a tomar banho na casa de parentes ou vizinhos que possuem mais de uma caixa d’água em casa”, afirma uma moradora que pediu para que seu nome não seja revelado.

Outra solução encontrada pelos moradores abastecidos pelo poço da Avenida da Saudade, quando ele pára, é usar água de poços particulares. Alguns sitiantes trazem água da zona rural para casas da cidade em tanques puxados por tratores. "Pelo menos dá pra gente lavar as roupas e as louças do dia a dia", diz a moradora.

Funcionários da Hidroforte disseram que o problema já está sendo solucionado juntamente com a Prefeitura, e que a aflição dos moradores está prestes a acabar. Mas não definiram um prazo para isso.

Segundo os funcionários, que solicitaram a não divulgação de seus nomes, a Prefeitura e a Hidroforte estão estudando a possibilidade da perfuração de um novo poço. Atualmente, a cidade possui apenas dois, o que estaria sobrecarregando um desses poços e afetando seus equipamentos.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/